“Os supermercados estão superfaturando os preços a cada dia, aumentando cada vez mais e a população sem trabalhar”, disse Ângela

Por Edmilson Ferreira

Cada vez mais consumidores reclamam do aumento indiscriminado no preço das mercadorias de primeira necessidade nos mercados de todo o Estado do Acre.

Em Brasiléia, a moradora Ângela Barros, publicou em rede social um vídeo da compra de ovos que fez nesta sexta-feira (27) no principal supermercado da cidade.

A moradora apresentou a nota fiscal da compra mostrando o preço de R$ 16,50 a cartela com 30 ovos brancos e R$ 19,50/ovos vermelhos. “Os supermercados estão superfaturando os preços a cada dia, aumentando cada vez mais e a população sem trabalhar”, disse Ângela, demonstrando preocupação com o isolamento social imposto pelo coronavírus que faz com que muita gente fique em casa sem poder trabalhar.

“Eu sempre tive uma reserva de emergência. E quem não tem, como vai sobreviver com a família?”, questiona a moradora da fronteira.

Além de Brasiléia há muita reclamação também nas cidades de Rio Branco e Cruzeiro do Sul, onde os comerciantes dizem que os fornecedores fixaram novos preços devido ao aumento no custo dos insumos das granjas.

Comentários