fbpx
Conecte-se conosco

Flash

Pouca água – Rio Acre está com nível muito abaixo do normal por causa da seca na fronteira

Publicado

em

O Rio Acre que banha a fronteira na regional do Alto Acre, está com nível muito abaixo do normal para esse início de outubro, a seca severa que atinge todo Norte do país pode ser vista também no principal manancial que abastece diversas cidades principalmente Brasiléia e Xapuri.

Apesar no baixo nível, ainda não causou nenhuma restrição no abastecimento em Brasiléia, mas, em Epitaciolândia que faz a captação de água em um igarapé, a Saneacre já sente dificuldades para abastecer a cidade, mesmo com um pequeno aumento no nível ainda é pouco o volume de água no afluente.

Pode-se observar que a régua que mede o nível do Rio Acre, o leito está abaixo da medida mínima, isso causa preocupação pois pode refletir na capital onde o manancial já está com seu curso d’água muito baixo.

Segundo previsões do O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) nos próximos dias teremos um volume de 50mm de chuvas, se assim for, a tendência é que os níveis devem aumentar e voltar a normalidade.

Comentários

Continue lendo

Flash

Bestene lembra impacto da seca do verão passado e revela providências para 2024

Publicado

em

Em entrevista para o programa Gente em Debate, na Rádio Aldeia, o presidente do Serviço de Água e Esgoto do Acr (Saneacre), José Bestene fez uma retrospectiva das ações de combate à seca extrema registrada no ano passado no Estado e fez uma apresentação do plano de ação a ser executado neste ano. “Está se avizinhando a pior seca dos últimos tempos”, comentou Bestene, lembrando que em 2023 o município de Epitaciolândia foi o mais atingido.

“Com a seca do Igarapé Encrenca, o manancial que abastece a população de Epitaciolândia, ficou com o volume de água bastante prejudicado, mas em nenhum momento faltou água nas torneiras porque o Governo do Estado providenciou caminhões pipas. É uma preocupação constante da gestão Gladson Cameli não permitir que a população sofra com falta d’água nem que seja preciso improvisar”, relatou Bestene.

O presidente informou que, para a seca deste ano, que já está dando sinais, o Saneacre já está providenciando uma parceria com o Deracre para aprofundar os mananciais e levantar as suas bordas para ampliar suas capacidades de armazenamento. “Além disso, temos feitos limpeza nos mananciais para a água não ficar com cheiro de algas”, revelou Bestene.

O programa Calha Norte, de acordo com Bestene, tem recursos para investimento em saneamento básico nas áreas de fronteira e os prefeitos já estão buscando parceria com o Saneacre para o desenvolvimento de projetos de expansão da rede, o que deverá reforçar a oferta de água nos municípios do interior.

De acordo com Bestene, a bancada federal do Acre também está empenhada para mobilizar recursos visando investir no melhoramento dos serviços de captação, tratamento e distribuição nos municípios do interior. “Como sabemos, todo investimento feito em saneamento básico resulta em redução de despesas com internações hospitalares, por isso é uma das prioridades da gestão Gladson levar água tratada e esgotamento sanitário para toda família acreana”, argumentou.

Bestene lembrou que a capital também está recebendo investimentos do Estado, embora o serviço de água e esgoto de Rio Branco esteja sob responsabilidade da Prefeitura. “Estamos ajudando, por exemplo, na conclusão da ETE Redenção que vai atender 40 mil pessoas e resolver o problema de saneamento básico. Ao mesmo tempo, já estamos expandindo as redes de água para atender as comunidades e as pessoas que vivem mais afastadas da cidade”, observou.

O presidente lembrou que o Saneacre não pode fugir da responsabilidade de cooperar com a Capital. “Estamos sempre em conversa com o presidente do Saerb para que ninguém fique sem água, como é a determinação do governador”, ressaltou.
Bestene trouxe recordações de sua passagem pelo extinto Deas (Departamento de Água e Saneamento) quando visitou comunidades que não tinham sequer um copo de água para tomar e oferecer aos visitantes.

“Realizamos um trabalho na época para que a água chegasse àquela comunidade e hoje isso é realidade”, lembra. O presidente finalizou agradecendo aos prefeitos que fizeram parceria com o Saneacre e fazendo um apelo para que os consumidores não desperdicem água.

Comentários

Continue lendo

Flash

João Marcos Luz apresenta PL que proíbe a participação de menores na Parada LGBTQIA+

Publicado

em

Com o objetivo de estabelecer uma classificação etária para a Parada LGBTQIA+, o vereador João Marcos Luz apresentou um projeto de lei (PL) na manhã desta terça-feira, 18, que proíbe a participação de crianças e adolescentes. A proposta visa proteger os menores de um ambiente considerado inapropriado para sua faixa etária, semelhante à classificação aplicada a shows e bares.

O parlamentar explicou que o projeto busca atender ao Artigo 74 do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Em caso de infração, tanto o responsável pelo menor quanto a organização do evento serão penalizados com multa de R$ 10 mil por hora.

“Este projeto é específico e tem como objetivo a proteção das crianças. Não estamos contra o movimento LGBTQIA+, mas sim buscando a aplicação de uma norma já existente no ECA”, esclareceu João Marcos Luz.

Para promover a proposta de classificação etária da Parada LGBTQIA+, o vereador lançou, no começo do mês, a campanha “Deixem Nossas Crianças em Paz”, posicionando o evento como exclusivo para adultos, em razão do consumo de álcool e comportamentos considerados excessivos por alguns participantes.

 

 

Comentários

Continue lendo

Flash

Imac realiza mutirão para abertura de processo de licenciamento ambiental no Alto Acre

Publicado

em

O governo do Estado, por meio do Instituto de Meio Ambiente do Acre (Imac), realiza de terça-feira, 18, a quinta, 20, um mutirão para abertura de processo de licenciamento ambiental da cadeia produtiva de aves e suínos no Alto Acre.

Voltado para os produtores rurais da cadeia produtiva de aves e suínos dos municípios de Brasileia e Epitaciolândia, o mutirão será realizado das 7h às 14h, no Núcleo do Imac – Representação Alto Acre, localizado na Rua Dois de Novembro, n° 110, Bairro Raimundo Chaar, em Brasileia.

Em maio, o presidento do Imac, André Hassem, e o chefe da Divisão de Uso do Solo, Alessandro Amaral, fizeram uma agenda de escuta com membros da Coopaltoacre. Foto: Divulgação/Imac

No mês de maio, o presidente do Imac, André Hassem, e o chefe da Divisão de Uso do Solo, o engenheiro agrônomo Alessandro Amaral, estiveram reunidos com os membros da Cooperativa de Agricultores do Alto Acre (Coopaltoacre), e o mutirão foi uma das reivindicações feitas pelos cooperados.

“Esse é um dos principais compromissos da nossa gestão, a celeridade nos processos de licenciamento. As licenças dos produtores rurais do Alto Acre estão vencendo e realizar o mutirão em Brasileia vai diminuir os gastos para esses produtores”, afirmou o presidente.

A equipe da Divisão de Uso do Solo irá acompanhar a abertura da renovação dos processos de licenciamento ambiental e já realizar a vistoria técnica nas granjas. A análise dos processos será efetuada na capital.

Comentários

Continue lendo