Desde as primeiras horas da manhã desta sexta-feira, 22, agentes da Delegacia de Combate à Corrupção da Polícia Civil estão executando a segunda fase da operação Mitocôndria, que investiga o desvio de recursos da merenda escolar no Acre. A operação ocorre simultaneamente em Rio Branco e nas cidades do Alto Acre.

Vários mandados de busca e apreensão estão sendo cumpridos, todos autorizados pela 4ª Vara Criminal da Comarca de Rio Branco.

Segundo foi apurado até o momento, cerca de 10 carros de luxos foram apreendidos. Parte dos veículos seriam do empresário Manoel de Jesus, que foi alvo da primeira fase e ficou preso por alguns dias junto com o seu sobrinho, o também empresário Cristian da Silva Sales. Um familiar dos alvos foi encaminhado a delegacia para prestar esclarecimentos.

Informações preliminares apontam ainda que contas de empresas laranjas teriam sido bloqueadas pela justiça por também fazem parte do esquema do desvio de verba da merenda do Acre. De acordo com o apurado pela reportagem, essa fase da Operação é para assegurar bens e valores para cobrir o suposto estrago feito pelo desvio de recursos.

Comentários