Conecte-se conosco

Geral

Pai de menina que viu criança de 9 anos ser morta pela mãe chega ao DF para reencontrar filha: ‘Fim de uma angústia’

Publicado

em

Mulheres suspeitas de matar e esquartejar menino de 9 anos no DF — Foto: PCDF/Divulgação

Após cinco anos de buscas, o servidor público Rodrigo Oliveira chegou a Brasília, neste domingo (2), para reencontrar a filha de 8 anos. A criança estava em uma casa, em Samambaia quando um menino de 9 anos foi morto e esquartejado dentro da residência.

O crime foi nessa sexta-feira (31), na QR 619. O corpo da vítima só foi localizado na madrugada desse sábado (1º), dentro de uma mala deixada em um bueiro (veja detalhes abaixo). A menina não se feriu.

A suspeita é de que a ex-mulher de Rodrigo, Kacyla Pryscila Santiago Damasceno Pessoa, de 28 anos, e a companheira dela – e mãe do menino assassinado –, Rosana Auri da Silva Cândido, 27, tenham cometido o crime.

As mulheres foram presas no sábado (1º) pela Polícia Civil. Até a publicação dessa reportagem, o G1 tentava localizar a defesa delas. O caso está sendo investigado pela 26ª delegacia, em Samambaia.

Cinco anos de buscas

Segundo Rodrigo, a menina que vivia na casa onde houve o crime foi sequestrada pela mãe em dezembro de 2014. Ela e a companheira são naturais do Acre, de onde tinham viajado com as crianças sem a autorização dos pais.

Em Brasília, ele conversou com o G1 e contou como foram os anos de procura pela filha. O pai da menina diz que a última vez que viu fotografias da criança foi em 2017, em uma rede social.

A família fazia buscas constantes na internet com a ajuda do avô do menino assassinado.

“Foram cinco anos angustiantes. Foram anos de uma caça pelo paradeiro dela, que só teve fim com essa tragédia, infelizmente.”

Até a manhã deste domingo (2), a menina permanecia sob a guarda do Conselho Tutelar, até que a Justiça autorize o retorno dela para Rio Branco (AC) com o pai. Segundo a conselheira responsável pelo caso, Cláudia Regina Carvalho, a menina teria dito que a “mãe matou o irmão”.

Fachada da 26ª Delegacia de Polícia em Samambaia Norte — Foto: Maíra Alves/G1

Fachada da 26ª Delegacia de Polícia em Samambaia Norte — Foto: Maíra Alves/G1

Perda da guarda

Rodrigo conta que teve um relacionamento de oito meses com Kacyla, quando ela ficou grávida da menina. Depois disso, o casal ficou junto por mais quatro anos, quando os dois se separaram.

Neste período, o servidor afirma que conseguiu a guarda da filha, quando a ex-mulher iniciou um relacionamento com Rosana – suspeita de matar o próprio filho. O motivo na época, conta, era porque a ex-companheira maltratava a criança.

“Foi aí que ela fugiu e viajava de estado para estado com minha filha. Nós só conseguimos encontrar ela devido a essa tragédia.”

Neste sábado (1º), a criança que presenciou o crime foi levada para o Instituto Médico Legal, onde passou por exames. Até as 10h deste domingo, Rodrigo aguardava autorização do Conselho Tutelar para reencontrar a filha em Brasília.

O caso

O corpo do menino de 9 anos foi encontrado esquartejado dentro de uma mala deixada na quadra QR 425 de Samambaia, no DF. Partes da vítima foram localizadas por moradores da região, na madrugada desse sábado (1º).

A suspeita é de que a mãe do menino, Rosana Cândido e a companheira dela, Kacyla Pryscila, tenham cometido o crime. As duas estavam em casa quando a polícia chegou.

Leia mais notícias sobre a região no G1 DF.

Comentários

Geral

Prefeitos de Assis Brasil e Plácido de Castro firmam cooperação com cidade catarinense

Publicado

em

Por Raimari Cardoso

Troca de experiências, compartilhamento de informações, fomento do associativismo e do cooperativismo, e o fortalecimento das parcerias público-privadas, são alguns dos objetivos de um acordo de cooperação formalizado entre os prefeitos Jerry Correia, de Assis Brasil, e Camilo da Silva, de Plácido de Castro, no Acre, com o prefeito da cidade catarinense de São Lourenço do Oeste, Agustinho Assis Menegatti.

O protocolo de intenções foi celebrado na sede da Prefeitura de São Lourenço do Oeste, por onde os prefeitos acreanos passaram como integrantes de uma missão do Programa Protagonismo Empresarial, organizada pelo Sebrae do Acre em parceria com a Federação das Associações Comerciais e o governo do Estado, segundo matéria da Agência de Notícias do Acre assinada por Jéssica Monteiro.

De acordo com Marcos Clay Silva, diretor de Administração e Finanças da Secretaria de Estado de Governo (Segov), a missão busca um modelo ideal de parceria público-privada para implantação no Acre. “Esta é uma região do Sul do Brasil com tradição em associativismo, onde as cooperativas têm certo protagonismo, gerando emprego e distribuição de renda”, explica Marcos Clay.

A missão que teve início na segunda-feira, 22, e terminou na sexta, 26, percorreu seis municípios do noroeste de Santa Catarina e um do Sul do Paraná. Participam da caravana 32 pessoas entre lideranças das associações comerciais, vereadores, o deputado da Assembleia Legislativa (Aleac), Tanízio Sá, e representantes das secretarias de Governo (Segov), de Indústria, Ciência e Tecnologia (Seict) e de Agricultura (Seagri).

Comentários

Continue lendo

Geral

Polícia Civil prende faccionados responsáveis por espancamento de mulher em Sena Madureira

Publicado

em

Na última sexta-feira, 26, agentes da Polícia Civil, que atuam na Delegacia de Sena Madureira, em conjunto com Departamento de Polícia de Capital e Interior (DPCI) e o 8° Batalhão da Polícia Militar, desencadearam uma operação para prender os responsáveis por torturarem uma jovem daquela cidade.

No dia 20 maio deste ano, os três envolvidos, que supostamente são vinculados com organização criminosa, gravaram um vídeo em que uma mulher, sob ordens deles, espancam uma jovem. Na ação foram presas três pessoas com idade de 24, 28 e 33 anos.

Na tarde do mesmo dia, foi realizada uma segunda fase da operação, em que foram cumpridos quatro mandados de busca e apreensão em pontos conhecidos de venda de drogas. Em três das quatro residências revistadas, foram encontradas drogas, munições e uma arma de fogo, além de ser efetuada a prisão de mais cinco pessoas com idades de 19, 21, 23, 44 e 25 anos.

Ao todo a operação efetuou 8 prisões ao longo da última sexta-feira e retirou de circulação vários criminosos já conhecidos da Justiça e das forças policiais.

Comentários

Continue lendo

Geral

Fundhacre recebe prefeita de Cobija e aborda serviço em saúde fornecido ao país vizinho

Publicado

em

O governo do Acre, por meio das instituições em saúde, vem buscando ofertar um serviço assistencial que atenda a todos os que procuram um atendimento na saúde pública do Estado.

Relações internacionais, Fundhacre recebe prefeita de Cobija e aborda serviço em saúde fornecido ao país vizinho. Foto: Gleison Luz

Assim, a Fundação Hospital Estadual do Acre (Fundhacre), vem atuando no acolhimento aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), tanto da capital, como de municípios e países vizinhos.

A Fundhacre atende pacientes da capital, municípios e países vizinhos. Foto: Gleison Luz

Na sexta-feira, 26, a Fundhacre recebeu a prefeita de Cobija, cidade da Bolívia, Ana Lúcia Reis. Acompanhada de sua equipe a prefeita agradeceu ao governo do Acre por toda a acolhida.

“Aqui somos muitos bem atendidos, uma atenção cem por cento gratuita aos internados, e queremos fazer um agradecimento ao governo do Acre, é sempre nobre o grande apoio”, comenta Ana Lúcia.

A diretora executiva da Fundhacre, Duciana Araújo, esteve recebendo a prefeita de Cobija. A direção do complexo vem fortalecendo o trabalho humanizado e acolhedor dentro hospital.

“Queremos fazer um agradecimento ao governo do Acre, é sempre nobre o grande apoio”, comenta Ana Lúcia, prefeita de Cobija. Foto: Gleison Luz

É gratificante poder contribuir com a população da Bolívia, por meio do serviço em saúde oferecido na Fundação Hospitalar, para nós é uma satisfação recebê-los. Os países têm relações que superam as nossas fronteiras, é um cuidado que não tem barreiras”, disse a diretora.

Comentários

Continue lendo

Em alta