O diretor de Articulação de Políticas Culturais da Fundação Garibaldi Brasil, Sid Farney, morreu na noite desta quinta-feira (10) no Into em Rio Branco vítima de Covid-19. Ele estava internado há quase um mês por causa da doença.

Administrador, Sid Farney era conhecido por seu trabalho como militante cultural. Na FGB, ele chegou a ser diretor-presidente.

Sid estava internado na Unidade de Terapida Intensiva (UTI) do Instituto de Traumotogia do Acre (Into) após ter seu quadro de saúde agravado pela infecção causa pela Covid-19.

Farney trabalhou por muito tempo na Secretaria de Meio Ambiente do governo do Acre e atualmente prestava serviço na Prefeitura de Rio Branco. Ele também era conselheiro do Conselho Regional de Administração do Acre.

Amigos lamentam falecimento

Assim que foi confirmado o falecimento de Sid, amigos e familiares usaram as redes sociais para lamentarem o óbito e enviarem mensagens de apoio à família.

“O Sid foi um grande parceiro das culturas tradicionais e dos mestres, em vários momentos foi um dos únicos que nós considerou. Deus conforte toda a família e filhos”, escreveu ‎Alexandre Anselmo.

O procurador do Município de Rio Branco, Edson Rigaud Viana, também lamentou o falecimento de Sid.

“Combateu o bom combate, completou a carreira, guardou a fé. A coroa da justiça lhe está guardada, a qual o Senhor, justo juiz, lhe dará neste dia…Deus o receba de braços abertos no seu reino, irmão”.

Nas redes sociais, amigos lamentam a morte de Sid Farney. Ele deixa esposa e três filhos.

A prefeita de Rio Branco, Socorro Neri, lamentou o falecimento do diretor de Políticas Culturais na Fundação Garibaldi Brasil, Sid Farney, vítima do novo coronavírus.

Socorro Neri diz que “a cultura de Rio Branco perdeu um querido nome da gestão municipal “.

Confira a nota:

A cultura de Rio Branco perdeu um querido nome da gestão municipal nesta quinta-feira, 11: Sid Farney, que atuava como diretor de Políticas Culturais na Fundação Municipal de Cultura, Esporte e Lazer Garibaldi Brasil.

Administrador, Sid começou na FGB como diretor financeiro, e em 2017, assumiu como presidente da instituição, no lugar do então gestor Rodrigo Forneck. No cargo, deu continuidade ao que estava estabelecido no plano de governo de Marcus Alexandre, e fortaleceu segmentos de cultura por meio de diálogos abertos com os representantes dos grupos, que tinham grande respeito a toda ajuda que ele deu a todos.

Flamenguista de coração, era apaixonado por futebol, além de amar caminhar todos os dias no Parque Tucumã.

“Tinha um coração grande, solidário”, é a palavra da maioria dos amigos que se despedem dele. Sid partiu depois de muita luta contra a Covid-19, doença ocasionada pelo novo Coronavírus, que infelizmente já levou muitos outros entes queridos de famílias da nossa cidade. Por isso, ressaltamos nesta nota nosso pedido para que quem puder, permaneça em casa.

Neste momento de muita dor, a Prefeitura de Rio Branco presta suas condolências à sua esposa Patrícia, e aos filhos Érica e João Paulo.

Socorro Neri
Prefeita de Rio Branco

Comentários