Por Wanglézio Braga

Em meio ao caos que foi instalado em Cobija, Capital do Departamento de Pando (Bolívia), devido à crise na saúde, na política e na assistência social, enfim, uma boa notícia para comemorar. A cidade que faz fronteira com Epitaciolândia e Brasileia, no Acre, não registrou nenhuma morte por Covid-19 desde o último sábado (14).

Desde que foi decretada Situação de Emergência por causa da Pandemia, Cobija já registrou 168 sepultamentos no cemitério construído especialmente para atender as vítimas de Covid-19. Porém, o Governo de Pando questiona os números e diz que é bem menor tendo em vista que alguns corpos foram enterrados sem exames comprobatórios.

Mesmo assim, é um número muito elevado considerando o percentual populacional. Segundo o Ministério da Saúde da Bolívia, Pando é um dos departamentos que vive no vermelho no quesito de assistência médica para com os infectados.

A primeira morte por Coronavírus foi registrada no dia 18 de abril no Hospital Centro Sentinela Perla del Acre; Em 26 de maio, foi realizado o segundo sepultamento, após a morte de um idoso em sua casa no bairro de Villa Busch. Em junho, 45 pessoas morreram; e em julho foram realizados 104 enterros. Desse montante, 60% envolvem idosos, com idades entre 60 e 80 anos.

Para agravar a situação da saúde, as duas unidades de referência aos atendimentos para casos da doença vem passando momentos difíceis como falta de equipamento, profissionais da saúde e medicamentos. Houve até um incidente grave em uma das unidades que sofreu apagão de oxigênio.

Comentários