dscn6328Os juízes elegeram a chapa Unir e Garantir encabeçada por Luís Vitório Camolez para a presidência da Associação dos Magistrados do Acre (Asmac) para o próximo biênio. A eleição ocorreu nesta sexta-feira (02/12), na sede da entidade, localizada no Fórum Barão do Rio Branco.

A posse do presidente eleito ocorrerá em fevereiro de 2017.  Luís Camolez é o 18º presidente na história da associação. O atual presidente da Asmac, Giordane Dourado, afirmou que a entidade é reconhecida pela sociedade e pelas instituições públicas.

“A Asmac é uma entidade que se envolve em temas relevantes para a sociedade. Como a defesa da democracia, direitos fundamentais, o estado de direito e também de ações sociais. Já que a Asmac é uma entidade de utilidade pública reconhecida por lei”, confirmou Dourado.

dscn6363Para Giordane Dourado, a vitória de Camolez representa a união em um momento histórico para o Brasil.

“Uma magistratura unida em comunhão e fortalecida para enfrentar os desafios que surgem a cada dia. Inclusive no Plano Nacional a Asmac é uma das mais reconhecidas pela entidade nacional que é a Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), e nesse momento tão tenso que vive a magistratura, nossa atuação é fundamental para conscientizar a sociedade”, concluiu.

O presidente eleito, Luís Camolez, destacou que não se calará diante dos ataques que a classe tem sofrido e que todas as medidas jurídicas necessárias serão tomadas.

“Agradeço aos colegas pelo voto, pela confiança e procurarei honrar esse apoio e essa vontade externada pela classe”, afirmou o novo presidente.

Além de Camolez, foram eleitos os juízes Maria Rosinete e Hugo Barbosa Torquato como vices.

A Asmac, criada em 8 de dezembro de 1979, reúne magistrados com jurisdição no Estado do Acre. A meta da associação é defender a magistratura, realizar a aproximação entre a classe e a sociedade, colaborar com o poder público, propondo o debate sobre a legislação ou apresentando propostas de melhorias.

Perfil do presidente eleito

Em 1996, Luís Vitório Camolez tomou posse e assumiu a comarca de Cruzeiro do Sul. Em 1999, foi promovido para Sena Madureira, por merecimento.  Em 2001, também por merecimento, foi promovido para a Vara de Órfãos e Sucessões, que se encontra até esta data.

Na capital foi juiz membro do Tribunal Regional Eleitoral, nos anos de 2001 a 2003. Atualmente, é Juiz Eleitoral da Nona Zona Eleitoral. Na vida associativa foi Diretor de Esportes, Prefeito da sede campestre e secretário.  Possui títulos de cidadão Cruzeirense, Sena Madureirense e do Estado do Acre. Soman-se a essas comendas o de Colaborador Emérito do Exército Brasileiro, outorgado em Cruzeiro do Sul.

Hoje, é o Juiz mais antigo do primeiro grau. É casado há 28 anos com Yolanda Camolez e possui dois filhos.

Comentários