fbpx
Conecte-se conosco

Cotidiano

Handebol: seleção feminina encerra 1ª fase do Mundial com goleada

Publicado

em

Garantidas na sequência do torneio, brasileiras atropelam Paraguai

Classificada por antecipação à segunda etapa do Campeonato Mundial de handebol feminino, disputado na Espanha, a seleção brasileira encerrou a participação na primeira fase nesta segunda-feira (6), atropelando o Paraguai por 33 a 19 no pavilhão Cidade de Castellón. A equipe verde e amarela, que já havia derrotado Croácia e Japão, terminou o Grupo G na ponta, com 100% de aproveitamento. É o melhor início de competição desde 2013, quando o país conquistou o título.

 

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por CBHb (@cbhb1)

 

O Brasil está no Grupo 4 da próxima fase, novamente com Croácia e Japão (contra quem não voltam a jogar) e terá pela frente Argentina, Áustria e Espanha, que vieram do Grupo H. As brasileiras levam consigo os quatro pontos somados nas vitórias sobre croatas e japonesas. Apenas dois times da chave avançam às quartas de final.

O primeiro compromisso pela segunda fase será nesta quarta-feira (8), no palácio de esportes da cidade de Torrevieja, em horário a ser anunciado. O adversário será o terceiro do Grupo H, que ainda depende do jogo entre Espanha e Áustria para definição das posições finais. As equipes europeias se enfrentam ainda nesta segunda, às 16h30 (horário de Brasília).

 

 

A vantagem brasileira foi construída com facilidade no primeiro tempo, mesmo com o técnico Cristiano Rocha rodando bastante as jogadoras. O aproveitamento nos 30 minutos iniciais superou os 60% nos chutes, com destaque a Jéssica Quintino, autora de cinco gols na etapa. O Brasil foi para o intervalo vencendo por 20 a 7 e só não balançou mais as redes porque a goleira Fatima Ocampos salvou o Paraguai.

A seleção verde e amarela voltou para o segundo tempo desconcentrada, parando em grandes defesas de Ocampos – eleita a melhor jogadora da partida – e cometendo falhas de passe e de marcação que as paraguaias aproveitaram, fazendo mais gols que o Brasil nos primeiros 15 minutos. A queda de produção irritou Cristiano, que pediu tempo e cobrou atenção.

A chamada teve efeito e as brasileiras se reorganizaram, ainda que tenham encerrado a segunda etapa sofrendo mais gols (12) e marcando menos (13) que no primeiro tempo. Jéssica balançou as redes mais uma vez e chegou a seis na partida, sendo a artilheira do confronto. Destaque também para Mariane Fernandes e Giulia Guariero, ambas com cinco gols.

Comentários

Continue lendo

Cotidiano

Com apenas 14 anos, goleiro acreano faz sucesso na Bahia

Publicado

em

Jovem que sonha em ser goleiro, e mesmo ainda estando na adolescência já tem 1,89cm de altura, foi convidado para integrar o time de base e mora no centro de treinamento do Bahia

Uma mãe de coração apertado em Rio Branco (AC) e um adolescente vivendo o início de um sonho. Assim é a história de Alexandre Farah, de apenas 14 anos, e a mamãe Karina Farah.

Alguns meses atrás, o jovem que sonha em ser goleiro, e mesmo ainda estando na adolescência já tem 1,89cm de altura, foi convidado para integrar o time de base e mora no centro de treinamento do Bahia, em Salvador.

Na semana passada, Alexandre participou da competição internacional Alcans Cup em Ribeirão Preto (SP) e foi um destaques dos Pivetes de Aço, como são chamados os jogadores da base do tricolor baiano.

O jovem goleiro acreano chamou atenção pela qualidade, mesmo sendo tão jovem, na equipe que ficou com o vice-campeonato. Alexandre foi, inclusive, destaque nas redes sociais do clube pelas boas defesas que fez, entre eles, um pênalti defendido no jogo contra a Ferroviária.

Apesar de estar apenas no início de sua trajetória como jogador, a mãe fala da saudade e do orgulho que sente por Alexandre. “Cheia de saudade, mas com muito orgulho do homem que ele está se tornando. É um filho temente a Deus, abençoado e muito determinado e resiliente”, conta Karina.

Vale lembrar que é exatamente no gol que o Acre tem o jogador de futebol com mais destaque história. Weverton, goleiro do Palmeiras, tem títulos como a Libertadores, Campeonato Brasileiro e até medalha de ouro em Olimpíadas.

Comentários

Continue lendo

Cotidiano

Quase 40 UBS’s do Acre ainda não responderam ao Censo

Publicado

em

2024 marca 30 anos da implantação da Estratégia Saúde da Família (eSF) no Brasil, tornando o censo uma oportunidade histórica para compreender a situação da Atenção Primária à Saúde (APS)

A Saps recomenda que seja escolhido um respondente por UBS do município, preferencialmente, o gerente ou coordenador da unidade ou o profissional da área de saúde com amplo conhecimento sobre a unidade.

O prazo para gestores municipais responderem ao Censo Nacional das Unidades Básicas de Saude se encerra em 31 de julho. Até o momento, 37 UBSs ainda não responderam ao questionário no Acre, e outras 38 precisam completar a pesquisa. O responsável deve acessar o sistema e-Gestor e preencher as perguntas do questionário, que são dirigidas a um respondente por UBS, em conjunto com sua equipe.

O censo das UBS é um levantamento coordenado pelo Ministério da Saúde em parceria com o Conass, Conasems e a Rede de Pesquisa em Atenção Primária à Saúde para entender as necessidades dos profissionais e usuários das cerca de 50 mil UBSs em todo o Brasil. A apuração identifica as áreas prioritárias para investimentos no Sistema Único de Saúde (SUS) e as demandas dos trabalhadores das unidades e dos gestores locais em relação à infraestrutura, insumos, equipamentos e oferta de ações e serviços.

Além disso, 2024 marca 30 anos da implantação da Estratégia Saúde da Família (eSF) no Brasil, tornando o censo uma oportunidade histórica para compreender a situação da Atenção Primária à Saúde (APS)

“O censo tem o objetivo de identificar os gargalos, as insuficiências relacionadas ao acesso com vistas a garantir a qualidade, os atributos e diretrizes da Política Nacional de Atenção Básica, realizar diagnóstico da infraestrutura, estimular a cultura da avaliação e gerar dados para fundamentar a estratégia de alocação do custeio”, afirma Jérzey Timóteo, secretário adjunto da Secretaria de Atenção Primária à Saúde (Saps).

Como acessar o questionário?

O gestor municipal deve acessar a plataforma e-Gestor. A permissão do acesso é feita somente com o login gov.br e necessita da anuência do gestor municipal (manifestação de interesse). A manifestação de interesse é realizada dentro do sistema “Gerencia APS” no e-Gestor.

Após a manifestação de interesse (adesão), a plataforma do Censo será liberada para cadastrar os responsáveis e responder ao Censo das UBS.

A Saps recomenda que seja escolhido um respondente por UBS do município, preferencialmente, o gerente ou coordenador da unidade ou o profissional da área de saúde com amplo conhecimento sobre a unidade.

Suporte

O Ministério da Saúde também disponibiliza canais de suporte em tempo real:

Disque Censo (Telefone e WhatsApp: +55 11 3061-7965);

E-mail: [email protected];

Sobre o censo

A iniciativa é coordenada pelo ministério e conta com a participação de órgãos como os conselhos Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems), a Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco), o Conselho Nacional de Saúde (CNS), a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas), o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), a Rede de Pesquisa em Atenção Primária à Saúde (Rede APS) e representantes da comunidade acadêmica.

Comentários

Continue lendo

Cotidiano

Moradores e Corpo de Bombeiros resgatam homem desaparecido na mata na zona rural de Sena Madureira

Publicado

em

Hilton foi finalmente localizado no final da colônia onde vive, dentro de um igarapé. Segundo relatos, ele estava com muita sede e explicou que teve cãibras nas pernas

Nesta terça-feira, foi encontrado o senhor Hilton de Oliveira Silva, conhecido como Beco, morador da comunidade Caeté, em Sena Madureira. Ele estava desaparecido desde a manhã de segunda-feira, quando saiu de casa por volta das 6 horas da manhã e não retornou. As buscas começaram imediatamente e continuaram até as 10 horas da noite sem sucesso.

Hoje, o Corpo de Bombeiros, juntamente com diversos moradores, retomou as buscas pela manhã. Hilton foi finalmente localizado no final da colônia onde vive, dentro de um igarapé. Segundo relatos, ele estava com muita sede e explicou que teve cãibras nas pernas, o que o impediu de continuar andando.

Comentários

Continue lendo