fbpx
Conecte-se conosco

Extra

Governo assina licença ambiental para o início da construção da nova ponte entre Brasileia e Epitaciolândia

Publicado

em

O sonho dos moradores de Brasileia e Epitaciolândia de ter uma nova ponte que liga os dois municípios começa a se concretizar. Nesta quinta-feira, 16, a governadora em exercício, Mailza; o prefeito de Epitaciolândia, Sérgio Lopes; e o presidente do Instituto de Meio Ambiente do Acre (Imac) assinaram a licença ambiental que autoriza o início da construção.

O ato ocorreu no Palácio Rio Branco. A nova ponte interliga todo o estado com Peru e Bolívia, conectando o Acre aos países andinos.

Assinatura da autorização da licença ambiental marca início das obras da ponte que liga Epitaciolândia e Brasileia. Foto: Felipe Freire/Secom

O documento liberado pelo Imac é o último passo para o começo das obras do empreendimento.

Vice-governadora Mailza assina documento que autoriza início das obras ao lado do prefeito, Sérgio Lopes, e do presidente do Imac, André Hassem. Foto: Felipe Freire/Secom

Conforme a governadora, agora que a licença está autorizada, o próximo passo será avançar na construção. “Uma obra muito pedida pela população. Houve uma soma de esforços de todos os agentes públicos com todos os cuidados ambientais necessários. Sonho da população que começa a se concretizar e que irá solucionar diversos problemas de trafegabilidade. Da parte do governador Gladson Cameli e do governo do Estado, vamos dar agilidade”, disse.

Reunião teve presença do gestor da Segov, Alysson Bestene, e vereadores de Epitaciolândia. Foto: Felipe Freire/Secom

O prefeito Sérgio Lopes agradeceu. “Essa ponte é muito importante para nós. Os moradores aguardam há décadas. Cerca de quatro mil pessoas passam diariamente pela ponte que existe hoje entre os municípios. Há dias em que o engarrafamento gera uma demora de até vinte minutos para que um veículo possa passar de um município ao outro. Isso pode custar a vida de alguém. Em nome da população do Alto Acre, agradecemos o governador Gladson e a vice, Mailza, por essa parceria. Quem ganha é a população”, disse.

O projeto prevê investimento de R$ 18 milhões com repasse do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR). A obra será construída ao lado da ponte de ferro e terá mão dupla, passagem de pedestres, calçada e paisagismo.

Vice-governadora Mailza disse que é um sonho que começa se concretizar para os moradores do Alto Acre. Foto: Felipe Freire/Secom

O que disseram:

“Sou epitaciolandense de coração e hoje é um dia muito feliz. Faltava o último documento e agora podemos colocar a mão na massa”.  André Hassem – presidente do Instituto de Meio Ambiente do Acre (IMAC)

“O Alto Acre é uma região promissora, estamos prestes a concluir o Anel Viário e, agora, já estamos planejando a nova ponte. Isso demonstra avanços do governo do Acre para melhorar a vida das pessoas”.  Alysson Bestene – secretário de Governo (Segov)

 “A população de Brasileia, Epitaciolândia e Assis Brasil sonha com essa obra. O fluxo de veículos, das pessoas que vão trabalhar, que vão para o hospital é grande. Hoje damos o pontapé inicial com a liberação do Imac para iniciarmos essa obra”. Vereador licenciado José Antônio (Nego) e atualmente secretário municipal de Obras e Serviços de Epitaciolândia

“Hoje é dia de agradecer ao governo do Estado. Muita gente mora em Epitaciolândia mas tem negócios em Brasileia e vice-versa. Essa obra vai potencializar a economia na região”. Thaise Hasssem – representante do deputado estadual Tadeu Hassem

“Momento de alegria. Agradecer ao governador e todos os envolvidos pelos investimentos. Essa obra será histórica e estamos unidos pelo crescimento dos dois municípios e de toda a região do Alto Acre”. Vereador Marcos Ribeiro (Marquinhos) – líder do prefeito de Epitaciolândia

t

Comentários

Extra

Rio Acre alcança cota de transbordamento em Brasiléia e Epitaciolândia

Publicado

em

Vista aérea da primeira área a ser alcançadas pelas águas do Rio Branco – Fotos: Alexandre Lima

Por volta das 19h30 desta sexta-feira, dia 23, o rio Acre alcançou a contra de transbordamento na fronteira do Acre, que é de 11,40cm. Mesmo com sinais de estabilidade na região de Assis Brasil, na fronteira com o Peru, se espera um grande volume para este final de semana.

As especulações sobre o nível a ser alcançado são muitas, enquanto isso, as partes mais baixas as margens do rio, fazem com que os moradores iniciassem retiradas de seus móveis e objetos pessoais de suas casas e comércios.

As prefeituras de Brasiléia e Epitaciolândia estão empenhadas com o apoio da Defesa Civil, Exército Brasileiro, Bombeiros e servidores, além e pessoas que disponibilizaram veículos para ajudar no transporte.

A prefeita de Brasiléia, Fernanda Hassem, como também de Epitaciolândia, Sérgio Lopes, estão acompanhando com suas equipes nas retiradas das famílias com seus pertences levando para casas de parentes, amigos, ou para locais disponibilizados em escolas.

Os trabalhos de prevenção irão continuar por parte da noite, podendo entrar na madrugada. “Nossa intenção é evacuar o quanto pudermos, assim evitaremos maiores transtornos para as famílias que moram nas regiões mais baixas e que já estão sendo alcançadas pelas águas do rio”, destacou a prefeita Fernanda Hassem.

Comentários

Continue lendo

Extra

Prefeitura antecipa pagamento de fevereiro, 2,8 milhões foram injetados na economia local.

Publicado

em

O prefeito de Epitaciolândia Dr. Sérgio Lopes, informou que a prefeitura através da Secretaria Municipal de Finanças antecipou para hoje o pagamento da folha referente ao mês de fevereiro, foram injetados na economia local cerca de 2,8 milhões de reais.

Segundo informou o gestor, a antecipação vem em boa hora, pois muitas famílias estão passando por momentos difíceis devido as cheias do Rio Acre.

“Estamos pagando hoje nossos servidores, é um montante de 2,8 milhões de reais injetado na economia local, ao mesmo tempo em que estamos empenhados em retirar de forma preventiva as famílias de áreas com potencial risco de alagação, estamos efetuando o pagamento de fevereiro de forma antecipada, com isso, vamos manter a economia local aquecida.” Frisou o prefeito.

Comentários

Continue lendo

Extra

Mais de 50 famílias ja foram retiradas pela Prefeitura de Epitaciolândia e realojadas em abrigos e casa de parentes

Publicado

em

A Prefeitura de Epitaciolândia iniciou nesta quinta-feira, 22, a retirada dos moradores que vivem em uma área com risco de alagação no bairro Beira Rio. Diversas foram realojadas de forma preventiva devido ao comportamento do Rio Acre, segundo o departamento de Defesa Civil do Município o nível está subindo muito rápido, conforme o último boletim emitido pela Defesa Civil Municipal já ultrapassa a cota de alerta que é 9,80cm e já chega aos 10 metros.

Devido aos alertas emitidos por autoridades de cidades que ficam nas cabeceiras do rio Acre, dando conta do grande volume de água, o prefeito Sérgio Lopes determinou que toda sua equipe de secretários, assessores e servidores que prestem auxilio as pessoas que queiram sair de suas casas em busca de abrigo, sendo eles em casa de parentes ou em locais oferecidos pela prefeitura.

As primeiras famílias estão sendo alojadas na Escola Municipal Bela Flor, segundo o Secretário de Turismo e Meio Ambiente Jonas Cavalcante que também responde pela Defesa Civil do Município outros locais já estão sendo preparados para alojar mais famílias caso seja necessário.

O prefeito Sérgio Lopes acompanha de perto a remoção das famílias.

“Estamos realojando todas as famílias que moram em área com potencial risco de alagação, o rio Acre ainda não ultrapassou a cota de transbordamento, porem vamos de forma preventiva retira todos que queiram sair há tempo, estamos dando todo o apoio nos alojamentos com alimentação serviços médicos caso seja necessário, quero de antemão agradecer ao pessoal do Exército Brasileiro e Corpo de bombeiros bem como todos os voluntários que estão nos ajudando a enfrentar esse momento. ” Frisou o prefeito.

Segundo o relatório de controle da Secretaria de Assistência Social o número de famílias realojadas já são cerca de 50, sendo que parte foram para casa de parentes em locais seguro e outras estão em Alojamentos nas Escolas Bela flor e Joana Ribeiro Amed.

Matéria em atualização.

 

.

 

 

 

Comentários

Continue lendo






Em alta