Conecte-se conosco

Cotidiano

Goleiro do PSG e esposa acolhem 30 refugiados ucranianos em casa

Publicado

em

Keylor Navas decidiu ajudar uma missão humanitária e acomodou pessoas em sala que era utilizada como cinema

Keylor Navas é considerado um dos melhores goleiros do mundo
AFP

O goleiro Keylor Navas, do PSG, abrigou cerca de 30 refugiados ucranianos na própria casa, em Paris. De acordo com a jornalista Danae Boronat, do jornal catalão Sport, o atleta costa-riquenho e sua esposa instalaram camas em um cômodo, até então usado como sala de cinema, para receber um grupo que deixou a Ucrânia para fugir da violência promovida pela invasão russa no país.

Os refugiados em questão foram resgatados durante uma missão humanitária liderada por uma associação de ciganos. Eles foram até Cracóvia, na Polônia, para levar alimentos e transportar parte das pessoas para Barcelona. Navas e a esposa, Andrea Salas, ficaram sabendo dos esforços e ofereceram abrigo.

Atualmente defendendo a seleção da Costa Rica nas Eliminatórias da Copa do Mundo, Navas não se manifestou publicamente sobre o assunto. Andrea também não falou diretamente a respeito da ação, mas mostrou engajamento com a causa há duas semanas, quando fez uma publicação no Instagram em que pede doações de alimentos para crianças ucranianas.

“Mãos que doam nunca estarão vazias”, escreveu ela, ao divulgar a campanha de uma instituição. “Podemos ajudar essas crianças, algumas com a mãe, outras não, jovens sozinhos, apenas com suas roupas, que foi a única coisa que conseguiram levar. Nós podemos fornecer qualquer alimento não perecível, roupas, itens de higiene etc.”, completou.

Segundo a publicação do Sport, os refugiados acolhidos na casa de Navas receberam roupas e alimentos de Andrea, que também realizou alguns cultos evangélicos no local. O casal é conhecido pela religiosidade, tanto que Navas mantém um grupo de estudos bíblicos em Paris.

Comentários

Cotidiano

Neila Rosas deixa o Andirá e acerta retorno para o Atlético

Publicado

em

Neila Rosas espera realizar um trabalho vencedor no Atlético

O coração atleticano pesou e a técnica Neila Rosas retornará para o Galo na temporada de 2023 depois de ter comandado o Andirá em 2022.

“Minha relação com o presidente Afonso Alves (Andirá) é excelente, mas a minha paixão pelo Atlético determinou essa transferência. Vamos tentar novamente montar um time vencedor”, disse Neila Rosas.

Base mantida

De acordo com Neila Rosas, as atletas do Andirá irão para o Atlético na atual temporada.

“A nossa base vai ser mantida porque a prioridade é tentar a conquista do Estadual para voltar aos torneios nacionais em 2024”, afirmou a treinadora.

Escolinha para meninas

O Atlético vai investir na formação de atletas na base. Será criada uma escolinha e a equipe estará na disputa do Estadual Sub, uma das novidades da temporada 23.

Comentários

Continue lendo

Cotidiano

João Hassen fecha por duas temporadas com Desportivo Brasil

Publicado

em

João Hassen ainda fará uma série de exames antes de iniciar os trabalhos no clube paulista

O meia João Hassen vai assinar por duas temporadas com o Desportivo Brasil e se apresenta em Porto Feliz até o próximo dia 15, data para o início dos treinamentos visando as competições da temporada de 2023.

“Fechamos a negociação do João Hassen. Ele fez uma grande Copa São Paulo com a camisa do Galvez e essa transferência é o reconhecimento do seu futebol”, disse o técnico Kinho Brito.

Salário e porcentagem

Segundo Kinho Brito, João Hassen chegará no Desportivo Brasil recebendo um salário fora da realidade do futebol acreano para um atleta de base e o Galvez ficará com uma porcentagem em caso de negociação.

“Fechamos uma negociação onde ficou bom para os clubes e o atleta. Esse é um dos caminhos do futebol acreano, não podemos ficar somente esperando cotas das competições nacionais”, avaliou o treinador.

Comentários

Continue lendo

Cotidiano

Tricolor de Aço terá técnico e 23 jogadores do futebol carioca

Publicado

em

MANOEL FAÇANHA

Com um elenco formado na maioria por atletas do Rio de Janeiro, o Independência terá como técnico o jornalista Eric Rodrigues, 42 anos. O profissional na temporada passada comando o Atlético Carioca durante a quinta divisão do Campeonato do Rio de Janeiro e a equipe fechou a competição na terceira posição.

O jornalista/técnico Eric Rodrigues também será o investidor do clube nas temporada 2023 e 2024. Segundo ele, em conversa com o ge, o elenco do Tricolor de Aço está há um mês em pré-temporada em São Gonçalo (RJ), com treinos físicos na praia.

Pelo planejamento do investidor, a ideia é contar com 30 jogadores no elenco (sete deles da base), sendo sete da base. Ele enfatizou na reportagem do ge que o objetivo é ter uma equipe competitiva para brigar pelas vagas em competições nacionais e quem sabe até pelo título estadual.

Entre os jogadores que o treinador irá contar estão o meia-atacante Dodô, ex-Humaitá,  o goleiro Mateus, que já defendeu Rio Branco-PR, Volta Redonda e Águia Negra-MS, o volante Pedro Henrique, que estava atuando no futebol sueco, os meias Edil Júnior, ex-Arapongas-PR, Kaká, ex-Campos-RJ, e Alex Oliveira, ex-Campos-RJ.

A previsão é de que o elenco do Tricolor de Aço inicie os treinos em Rio Branco (AC) a partir da segunda semana de fevereiro.

Estreia

O Independência está inserido no grupo A, ao lado do Humaitá, Adesg, Rio Branco, Plácido de Castro, e Andirá. O clube tem estreia programada para o dia 28 de fevereiro, às 17h, contra a Adesg.

Comentários

Continue lendo

Em alta