fbpx
Conecte-se conosco

Extra

Força tarefa de profissionais da polícia técnica já está trabalhando no presídio

Publicado

em

Serviços gerais do Departamento Técnico foram suspensos ficando apenas para perícias ligadas à Maria da Penha e identificação de corpos.

Todos nós s outros foram suspensos até a próxima segunda-feira, dia 31. Foi marcado para após as 12:30, uma coletiva com a cúpula da segurança que vai falar sobre os trabalhos de recuperação e identificação dos corpos de encontrados mutilas no presídio Antônio Amaro que se iniciou na manhã desta quarta-feira, dia 26.

Primeira equipe enviada para o presídio:

10 peritos

9 auxiliares de necropsia

2 diretores

Caminhão frigorífico não foi para o presídio e se encontra no pátio do IML

Foi informado que lideranças de grupos rivais seriam o principal alvo da rebelião.

Uma grande varredura será feita no presídio afim de localizar armas que foram utilizadas na rebelião e tentar identificar os principais envolvidos.

O último refém foi liberado ferido a golpes de faca, identificado como um policial penal, que foi levado ao pronto socorro para ser medicado e posteriormente liberado.

A movimentação em frente ao Instituto Médico Legal é tranquila pela manhã desta quinta-feira (27). Vários profissionais estão sendo levados ao presídio para que os trabalhos não parem.

Durante toda a tarde, será realizado uma varredura no presídio e os trabalhos para descobrir como os detentos chegaram as armas serão realizados nos próximos dias.

Por enquanto, cinco corpos já foram identificados e seria levado aos IML para os procedimentos de praxe.

Um dos detentos ferido durante esta quarta-feira, foi levado ao pronto-socorro e após ser medicado, foi liberado e reconduzido ao presídio.

Vejas os nomes dos mortos identificados:

Francisco das Chagas – Vulgo ozinho
Marcos Lindoso – vulgo dragão
Ricardo Vitorino – vulgo ricardinho
Lucas de Freitas Maurício- vulgo poloco
David Lourenço da Silva – vulgo mendigo

Mais informações a qualquer momento.

Comentários

Extra

Bairro José Hassem e Fontenele de Castro ficam ilhados devido à cheia do Rio Acre em Epitaciolândia

Publicado

em

A intensificação das chuvas na região de Epitaciolândia e as aguas que vem de Assis Brasil resultou na inundação das pontes que dá conexão aos bairros José Hassem e Fontenele de Castro, deixando os moradores completamente ilhados. Com a Ponte do Igarapé Encrenca demolida para a construção de uma nova estrutura e as pontes da Av. 25 de Dezembro e da rua Bela Vista submersas, a população encontra-se em situação de emergência, sem alternativa de locomoção terrestre até que o volume do rio diminua.

A situação se agravou nos bairros José Hassem e Fontenele de Castro, em Epitaciolândia, com a chegada das fortes chuvas e as aguas que vem de Assis Brasil e do Peru que resultaram na inundação das áreas, deixando os moradores completamente ilhados. A falta de acesso às vias principais tornou a situação ainda mais crítica para a comunidade.

A demolição da Ponte do Igarapé Encrenca, previamente utilizada como uma rota alternativa, para dar lugar a uma nova estrutura, provou ser uma medida desafiadora para os moradores desses bairros. Agora, com as pontes da Av. 25 de Dezembro e da rua Bela Vista submersas pela crescente água do rio Acre, a situação tornou-se ainda mais preocupante.

A prefeitura do município alertou que está disponibilizando um barco no Igarapé Encrenca que atualmente é o unico meio de atravessar as aguas do rio acre.

A estrada do Fontenele de Castro poderia ser a única via de acesso disponível, mas em um determinado cominho da estrada, na parte mais baixa, onde também existe uma ponte, está submersa.

Comentários

Continue lendo

Extra

Barco vira com seis pessoas no rio Acre em Brasiléia; todos foram resgatados com vida

Publicado

em

Uma pequena embarcação de alumínio com aproximadamente seis pessoas virou logo abaixo da ponte metálica José Augusto, no lado da cidade de Brasiléia. Vídeos de terceiros divulgados na internet mostra momentos de angustia no momento que em que duas jovens são arrastadas pelas águas.

No vídeo, é possível que as duas jovens conseguem se segurar em uma espécie de prancha, mas são puxadas rapidamente para longe pela correnteza. Logo em seguida, um homem de colete pula no rio nada até elas e pede ajuda. Logo em seguida, outra pessoa é puxada para dentro de um barco.

Segundo foi informado pelo Bombeiros, um grupo de pessoas estavam bebendo as margens do rio desde cedo. Não se sabe ainda o que ocasionou o incidente e vários barcos ajudaram no resgate das jovens.

Outras pessoas teriam se segurado em uma árvore, que também foram tiradas do local. As autoridades alertam para esse tipo de situação, onde consideram perigoso devido a força do rio.

Uma reunião será feita para que fiscalizações venham a ser realizadas em embarcações de pequeno porte, onde é comum uma lotação acima do permitido e maioria não usam o colete de salva vidas.

Comentários

Continue lendo

Extra

Desolador: Imagens aéreas mostram enchente que poderá chegar próximo a de 2015 na fronteira

Publicado

em

Visão aérea mostra o bairro Maparro (Cobija) acima, e a parte baixa da cidade de Brasiléia já tomada pelo rio Acre.

Apesar do nível do rio Acre começar a dar sinal de vazante na fronteira com o Peru após alcançar a 13,36cm por volta das 06h00 deste domingo (25), por volta das 13 horas já marcava 13,18cm as 10 horas. O nível de transbordamento é de 12,40cm, passando 96cm acima da marca.

Já em Epitaciolândia e Brasiléia, o as réguas registraram 12,98cm as 13 horas. A cota de transbordamento é de 11,40cm, passando 1,58cm acima. Para muitos, acreditam que esse nível possa subir um pouco mais, uma vez que a vazante de Assis Brasil deverá chegar a partir desta terça-feira, dia 27.

Em 2015, a cheia histórica alcançou o nível de 15,46cm, onde deixou mais de 70% da cidade de Brasiléia debaixo d’água, além de um prejuízo aos comerciantes próximo a R$ 10 milhões de reais na época, além de dezenas de ruas destruídas no centro antigo da cidade.

Reunião no gabinete do Prefeito Sérgio Lopes onde decidiram pelo bloqueio a partir desta noite.

A partir deste domingo, a ponte que liga as cidades de Epitaciolândia à Brasiléia, será interditada após entendimentos entre várias autoridades, durante uma reunião ocorrida no gabinete do prefeito Sérgio Lopes. O bloqueio será para garantir a segurança de motoristas, principalmente de carros de pequeno porte, uma vez que as rotatórias já foram alcançadas pelo rio.

Mais informações a qualquer momento.

Visão aérea de Brasiléia e Cobija.

 

Centro antigo de Brasiléia já tomadas pelas águas do Rio Acre.

VEJA VÍDEO:

Matéria relacionada:

Prédios não são demolidos após cheia no interior do Acre e MP abre inquérito civil para investigar ação

Comentários

Continue lendo






Em alta