O pai de uma das pacientes de Porto Walter que precisam usar o remédio, Jairo Pinheiro, lamenta o ocorrido e teme pela vida da sua filha.

A Sesacre afirma ainda que um boletim de ocorrência foi prestado na delegacia a fim de investigar o furto dos medicamentos.

O programa Gazeta Alerta, da TV Gazeta, afiliada à Rede Record, divulgou nesta segunda-feira (9) reportagem sobre o sumiço de medicamentos do Hospital da Criança que seriam para o tratamento de pacientes com atrofia muscular espinhal.

Segundo informações dos familiares de uma garota que está internada no Hospital da Criança, a paciente diagnosticada com atrofia muscular espinhal teve que suspender o tratamento por que os medicamentos sumiram da unidade hospitalar. O Estado foi condenado na Justiça a ofertar o remédio à paciente, mas sem ao menos terminar o tratamento, o medicamento sumiu.

A família da paciente explica que ao se preparar para tomar a quarta dose do remédio, a paciente foi informada que não tem mais medicamento na unidade, que o produto sumiu.

O pai de uma das pacientes de Porto Walter que precisam usar o remédio, Jairo Pinheiro, lamenta o ocorrido e teme pela vida da sua filha.

“É revoltante o que esta acontecendo aqui no Hospital da Criança. É uma irresponsabilidade das pessoas. Foi tão difícil conseguirmos o remédio na Justiça e quando está em tratamento temos que parar o tratamento por que dois frascos do medicamento sumiu do hospital”, diz.

A Secretaria de Saúde do Acre (Sesacre) confirma que houve furtos de medicamentos no Hospital da Criança e diz que já acionou o Ministério da Saúde, em Brasília, para que envie novo lote do remédio para o Acre em caráter de urgêcia de modo a não prejudicar os dois pacientes que estão em tratamento.

A Sesacre afirma ainda que um boletim de ocorrência foi prestado na delegacia a fim de investigar o furto dos medicamentos.

Comentários