fbpx
Conecte-se conosco

Geral

Em menos de seis horas, PM apreende veículo furtado e prende quarteto em Capixaba

Publicado

em

Uma guarnição do 4º Batalhão da Polícia Militar do Acre (4º BPM/PMAC) prendeu quatro pessoas, um deles com mandado de prisão em aberto, e apreendeu dois veículos, um deles furtado horas antes, em Epitaciolância. O fato ocorreu na noite deste domingo, 5, no centro do município de Capixaba.

A equipe de serviço de 24 horas, recebeu a informação de que um veículo de marca BMW, cor branca, havia sido furtado em Epitaciolândia por volta das 17 horas. Durante patrulhamento, aproximadamente às 22 horas, a equipe avistou o carro com o pneu estourado se dirigindo até uma borracharia, onde puderam confirmar através de consulta, que se tratava do produto do furto.

A equipe policial realizou a abordagem e busca pessoal no condutor, um indivíduo de 29 anos, com o qual foi encontrada uma substância de cor branca, aparentando ser cocaína, e um cigarro aparentando ser de maconha, além de de 236,00 reais em dinheiro, celular, entre outros objetos. O outro homem abordado, 21 anos, portava celular e carteira. No veículo, foi encontrada uma arma branca (faca).

Levantada a informação de que o segundo homem havia chegado em um segundo veículo, um Honda City, que também estava estacionado no pátio da borracharia, os policiais resolveram abordá-lo. Em seu interior, havia mais duas pessoas, entre eles, uma mulher de 40 anos, com passagens por porte ilegal de arma, tráfico de drogas e associação criminosa, e um homem de 24 anos, com registro por roubo e receptação, além de um mandado de prisão por porte ilegal de arma e tráfico de drogas, constatado após consulta nominal. No veículo, foram encontrados objetos pessoais, documentos, aparelhos celulares, além de 827 reais em dinheiro.

Os quatro indivíduos, os dois veículos e demais os objetos apreendidos na ocorrência foram encaminhados para a delegacia de Capixaba, para que fossem realizados os procedimentos cabíveis.

Comentários

Continue lendo

Geral

Polícia Federal e Forças de Segurança deflagram Operação Cerco II contra facção criminosa no Acre

Publicado

em

Nesta quinta-feira, 11 de julho, a Polícia Federal, em conjunto com a Polícia Civil, Polícia Militar, Polícia Penal e o Grupo Especial de Operações em Fronteira (GEFRON), deflagrou a Operação Cerco II no Acre, visando desmantelar uma facção criminosa com atuação no estado.

Um mandado de busca e apreensão, emitido pela Vara de Delitos de Organizações Criminosas do Tribunal de Justiça do Acre, foi executado na cidade de Mâncio Lima/AC. A operação foi resultado do compartilhamento de informações entre as Forças Estaduais de Segurança Pública e a Polícia Federal.

Comentários

Continue lendo

Geral

Pastor Nelson da Vitória é condenado por publicações transfóbicas na internet

Publicado

em

O empresário, pastor e ex-servidor público Nelson de Freitas Correia, mais conhecido como Nelson da Vitória, foi condenado pela Justiça do Acre a prestar serviço comunitário depois de fazer publicações homotransfóbicas na internet entre julho e agosto de 2020, enquanto era comissionado do Governo do Acre com lotação no Núcleo de Diversidade da Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos.

De acordo com a apuração do site ac24horas, o Centro de Atendimento a Vítimas do Ministério Público do Acre recebeu uma denúncia no dia 8 de agosto de 2020 acerca das postagens e publicações de Nelson que incitava a disseminação de ódio e a intolerância às pessoas transgênero. Em uma das publicações, Nelson da Vitória compartilhou um post em que afirmava que só acreditaria na ideologia de gênero no dia em que Tammy Miranda fizesse um filho no cantor Pabllo Vittar.

Em outra publicação, Nelson faz o seguinte questionamento: “Alô, operadores de direito. Se eu der um pau na cara da Thamy eu respondo pela Lei Maria da Penha? Ou melhor, agressão contra a mulher?”.

Na época, o presidente do Fórum de Ongs LGBT do Acre, Germano Marino, disse que o comportamento de Nelson da Vitória, enquanto ocupante de cargo público na secretaria de Direitos Humanos, era “inadmissível”. Em uma reviravolta no mínimo curiosa, Nelson foi exonerado do Governo, recontratado pela Secretaria de Planejamento no dia seguinte, mas está fora da folha de pagamento desde janeiro de 2022, quando foi exonerado. Já Germano Marino hoje é comissionado da Secretaria de Assistência e Direitos Humanos.

No desenrolar do processo que acabou com a condenação de Nelson de Freitas, o réu assumiu a autoria das postagens, mas afirmou que o conteúdo não tinha intenção de agredir ou discriminar.

Na análise dos autos, o relator do processo, desembargador Francisco Djalma apontou a contradição de um trabalhador da Secretaria de Assistência e Direitos Humanos não conhecer a natureza criminosa de suas publicações. “Embora o apelante argumente que ao compartilhar as postagens não tinha a intenção de incitar o preconceito, devido à falta de conhecimento sobre o alcance da publicação e sobre a sua natureza criminosa, sua justificativa parece, no mínimo, contraditória. Afinal, o recorrente trabalhava na Secretaria de Direitos Humanos, mais especificamente no Núcleo de Diversidade. E que, mesmo que não estivesse diretamente envolvido na gestão, sua nomeação para um cargo nessa secretaria, especialmente neste núcleo, o torna, pelo menos em tese, conhecedor daquilo que deveria defender”, disse.

Em seu voto, o desembargador ainda reiterou que a liberdade religiosa não pode ser usada como argumento ou justificativa para fomentar o preconceito a determinados grupos. “Sua conduta foi manifestada por seis publicações consecutivas de teor preconceituoso, evidenciando não se tratar de um ato isolado, portanto conclui-se que a aplicação das sanções estabelecidas na lei é a medida mais adequada”, enfatizou. Toda a corte votou com o relator.

Comentários

Continue lendo

Geral

Pedreiro sobrevive após ter estaca de madeira cravada na cabeça em acidente de trabalho

Publicado

em

A vítima estava realizando um serviço em uma obra quando o acidente aconteceu

Um pedreiro sobreviveu após um grave acidente de trabalho na tarde da quarta-feira (10). Durante o serviço de uma obra, uma estaca de madeira caiu e perfurou o crânio do homem em 6 cm.

O caso aconteceu em Mangaratiba, no Rio de Janeiro. A vítima foi identificada como Vitor Soares do Nascimento, 28. Após o acidente, o homem foi socorrido imediatamente.

O pedreiro foi encaminhado ao hospital e passou por exames de imagens que mostraram a fratura no crânio. A instituição hospitalar informou que a tomografia de crânio revelou uma fratura fronto-facial com fragmentos ósseos e uma contusão cerebral profunda.

Vitor foi imediatamente para o centro cirúrgico. Nesta quinta-feira (11), os médicos informaram que Vitor já fala e mexe os membros do corpo.

Como houve perda óssea no momento da perfuração, Vitor terá que passar por uma nova cirurgia em até oito meses. Ele permanece na UTI, estável, respirando sem a ajuda de aparelhos.

Por Planeta 92

Comentários

Continue lendo