fbpx
Conecte-se conosco

Flash

DNIT inicia serviços de recuperação nas BRs acreanas com os R$ 60 milhões liberados em 2022

Publicado

em

Por Raimari Cardoso

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) deu início aos serviços de recuperação das rodovias federais acreanas com recursos da ordem de R$ 60 milhões que foram liberados nos momentos finais de 2022.

A verba é oriunda da aprovação da PEC da Transição e tem, segundo a direção da autarquia no estado, importância fundamental para a retomada das obras nas BRs antes da abertura do Orçamento 2023.

De maneira especial no segundo semestre do ano passado, a Superintendência do DNIT no Acre enfrentou sérias dificuldades relacionadas à escassez de recursos para a execução de obras de manutenção nas BRs 364 e 317, as duas principais rodovias do estado, que chegaram ao fim do ano em situação precária.

O superintendente regional em exercício, engenheiro Thiago Caetano, informou que os trabalhos começaram na BR-364, entre Rio Branco e Sena Madureira, e que há frentes de serviço entre Tarauacá e Cruzeiro do Sul e Brasiléia e Assis Brasil.

“São frentes ainda pequenas, uma vez que as empresas demoram um certo tempo até conseguirem engrenar uma mobilização plena. Mas temos conversado constantemente com as empresas e solicitado uma maior mobilização de equipamentos”, explicou.

Caetano lembrou que durante o período de chuvas, os trabalhos acabam sendo limitados. De acordo com ele, os trechos que apresentam maiores problemas, oferecendo mais riscos para os usuários, serão priorizados.

Os serviços realizados são de remendo profundo com pedra, nos buracos maiores, tapa buracos e correção de defeitos nos buracos menores, e essas ações começam pelos locais que apresentam maior risco aos usuários e vão evoluindo de acordo com as condições de mobilização das empresas e condições climáticas.

Um total de 5 empresas atuam em 12 contratos para os serviços de pista, o que resulta em 24 frentes de serviço, fora as frentes que atuam fora da pista, como roçagem e limpeza de valas de drenagem, segundo Thiago Caetano.

“Para cada contrato, estamos exigindo, nesse momento, pelo menos duas frentes de trabalho, uma de Reparos Profundos e outra de Reparos Superficiais. Em média, cada frente de serviço envolve umas 10 pessoas. Então estamos falando em contratação de mais de 200 pessoas”, acrescentou.

Thiago Caetano também ressaltou a importância da liberação dos recursos que vão antecipar o começo dos serviços em 2023 e destacou os esforços que o senador Sérgio Petecão tem empreendido em Brasília para que o Acre seja contemplado com mais verbas direcionadas às ações do DNIT.

“Estamos satisfeitos com a atenção que o senador tem dado ao DNIT e às nossas rodovias federais. Com esse apoio, avistamos a possibilidade de grandes aportes orçamentários para retomar um planejamento de longo prazo que havíamos construído, para a restauração definitiva das nossas rodovias, mas que tivemos que engavetar por falta de recursos”, acrescentou.

A falta de recursos apenas agravou as más condições de trafegabilidade da BR-364, que corta o estado no sentido da regional do Alto Juruá, e que na maior parte dos cerca de 600 quilômetros podem ser consideradas constantes. Já a BR-317, que dá acesso à regional do Alto Acre, costuma ter condições muito melhores de tráfego, apresentando problemas mais pontuais. Contudo, no último ano, a situação da rodovia ficou muito ruim.

Comentários

Flash

Alunos Brasileiros e Bolivianos unem-se em pedido de suspensão temporária das atividades Universitárias devido às cheias do Rio Acre

Publicado

em

Com a preocupante elevação do Rio Acre, que atingiu a ultrapassou um volume alarmante acima dos 13 metros, a situação das cheias tornou-se ainda mais urgente nas cidades de fronteira. Diante desse cenário de emergência, alunos brasileiros e bolivianos que frequentam universidades públicas e privadas na região uniram suas vozes em um apelo conjunto pela suspensão temporária das atividades acadêmicas.

Clique aqui e veja uns dos links de Abaixo Assinado promovido por alunos.

A água do Rio Acre, agora na faixa dos 13 metros e em destino aos 14, representa uma séria ameaça para a segurança e a mobilidade dos estudantes, dificultando o acesso às instituições de ensino e colocando em risco a integridade física de todos os envolvidos. Nesse contexto, os alunos estão solicitando às autoridades universitárias que priorizem a segurança e o bem-estar da comunidade acadêmica, suspendendo as aulas e demais atividades até que a situação das cheias se estabilize.

“É uma questão de segurança e solidariedade. Muitos de nós enfrentamos dificuldades para chegar às universidades devido às enchentes, colocando em risco nossa integridade física”, afirma uma estudante que deseja não se identificar.

Unidos por essa causa comum, os alunos que fazem um Baixo Assinado online, esperam que suas preocupações sejam ouvidas e que as autoridades universitárias ajam prontamente em prol da segurança e do bem-estar de toda a comunidade acadêmica durante esse período desafiador.

 

Comentários

Continue lendo

Flash

Prefeito Sérgio Lopes decreta situação de emergência após nível do Rio Acre ultrapassar cota de transbordo, centenas de casas já foram atingidas

Publicado

em

Foto: Eldson Jr.

A prefeitura de Epitaciolândia, decretou, nesta sexta-feira (23), situação de emergência devido aos alagamentoscausados pelas fortes chuvas no município e nas cabeceiras do Rio Acre e seus afluentes. A estimativa é que mais de 100 famílias e cerca de 1.200 pessoas foram afetadapelas enchentes.

Devido à gravidade da situação o prefeito assinou o decreto de nº 20 de 23 de fevereiro e foi publicado no do Diário Oficial do Estado (DOE). Diante da situação a prefeitura continua com atendimento a todas as famílias atingidas, removendo para abrigos montado em escolas ou para casa de familiares e amigos, além disso, fornece alimentação e todo acompanhamento social e médico para os desalojados pelas cheias.

Segundo informou o prefeito Sérgio Lopes, equipes da prefeitura já estão fazendo um levantamento de todas as famílias para que os donativos sejam distribuídos de forma correta. Será feito também um levantamento na zona rural para saber a quantidade de pessoas que foram atingidas.

“O momento é de darmos as mãos e somar forças, para levar todo o apoio possível a essas famílias que estão passando por este momento tão delicado, já estamos recebendo doações do governo do estado, e que mais quiser doar será muito bem-vindo, pois a maioria das famílias atingidas são pessoas carentes e toda ajuda conta muito. ” Destacou o prefeito.

 

 

 

Comentários

Continue lendo

Flash

Acidente grave na rodovia AC-40 deixa filho e nora de ex-vice governador em estado grave

Publicado

em

Na manhã deste domingo (25), um trágico acidente de trânsito nas proximidades das mangueiras, no km 6 da Rodovia AC-40, município de Senador Guiomard, deixou o filho do ex-vice governador Wherles Emanuel Freitas Rochas, de 27 anos, e sua nora, identificada como Ranna Brenda Costa de Souza, de 26 anos, em estado grave. O grupo retornava do município de Capixaba e se dirigia a Rio Branco em motocicletas quando o acidente ocorreu de forma inesperada.

Segundo relatos do próprio ex-vice governador Wherles Rocha, que também estava presente no momento do acidente, seu filho, Wherles Emanuel, perdeu o controle da motocicleta na curva das mangueiras, próximo ao depósito da empresa Gazin, invadindo a pista contrária e colidindo frontalmente com um carro modelo Fiat de cor marrom.

O impacto da colisão resultou em sérias lesões para ambos os envolvidos. Wherles Emanuel sofreu fraturas nas duas pernas, no quadril e no punho, enquanto Ranna sofreu um Traumatismo Craniano Encefálico (TCE) de natureza grave e uma fratura exposta no fêmur direito, necessitando de intubação.

A rápida intervenção de amigos e do ex-vice governador, que passavam pelo local, foi crucial para prestar assistência às vítimas até a chegada do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Duas ambulâncias foram enviadas, uma de suporte básico e outra de suporte avançado, para prestar os primeiros socorros e encaminhar os feridos para o pronto-socorro de Rio Branco, onde permanecem em estado grave.

O Policiamento de Trânsito também compareceu ao local para coletar informações e isolar a área para o trabalho da perícia. Após os procedimentos necessários, os veículos envolvidos foram removidos e a pista foi liberada para o tráfego novamente.

Comentários

Continue lendo






Em alta