Morte de Nunes ocorreu em frente a sua casa localizada no Beco do Buriti, na Capital

A vítima, Nunes Pereira de Assunção, 30 anos. Ele foi morto por integrantes de facção rival que estavam em um veículo HB20. Os criminosos atiraram contra Nunes, que estava lavando a calçada de sua residência. Após ser alvejado, Nunes Pereira ainda correu para tentar fugir dos bandidos, mas caiu dentro da residência já sem vida.
Com Juruá Online

O líder e um dos fundadores da facção Bonde dos 13, Nunes Pereira de Assunção, de 30 anos, foi executado a tiros na manhã desta segunda-feira (29) em frente a sua casa localizada no Beco do Buriti, na divisa dos bairros Recanto dos Buritis e Santa Inês, no segundo distrito de Rio Branco.

Em Cruzeiro do Sul, membros do Comando Vermelho (CV) comemoraram a morte do rival com queima de fogos na cidade, que teve duração de quase 20 minutos. A ação iniciou por volta das 19 horas e foi registrada em bairros como Cohab, Remanso, Cruzeirinho, dentre outros

O líder e um dos fundadores da facção Bonde dos 13, Nunes Pereira de Assunção, de 30 anos, foi executado a tiros na manhã de ontem segunda-feira (29) em frente a sua casa localizada no Beco do Buriti, na divisa dos bairros Recanto dos Buritis e Santa Inês, no segundo distrito de Rio Branco.

A noite, em Cruzeiro do Sul, membros do Comando Vermelho (CV) comemoraram a morte do rival com queima de fogos na cidade, que teve duração de quase 20 minutos.

A ação iniciou por volta das 19 horas e foi registrada em bairros como Cohab, Remanso, Cruzeirinho, dentre outros

 

Comentários