Emocionante! Foi assim a apresentação do coral do Conservatório de Musica do Juruá, do  projeto Musicalizando Pessoas com Amor e Carinho do Ministério Público do Estado do Acre (MPAC), em parceria com o Exército Brasileiro, ao se apresentarem nesta terça-feira, 20, para o presidente da República, Jair Bolsonaro, no Palácio do Planalto, em Brasília (DF).

A procuradora-geral de Justiça do MPAC, Kátia Rejane de Araújo Rodrigues esteve presente na apresentação que também teve a presença de ministros, senadores e deputados federais do Acre, entre eles, os senadores Mailza Gomes e Sérgio Petecão e os deputados federais, Vanda Milani, Manuel Marcos, Alan Rick Miranda e Jesus Sérgio.

“É impossível não se emocionar. Gente humilde. Gente da terra. Do nosso querido estado do Acre. A música nos traz reflexão, sentimentos e responsabilidades. Essa é uma iniciativa do nosso Ministério Público e do Exército Brasileiro, muito bem-vinda. É a cetreza do trabalho de vocês que nos mostra que o Brasil pode mudar”, disse o presidente.

Na ocasião, o coral presenteou o presidente com uma cesta de produtos regionais do Acre, a qual foi entregue pela aluna Evelyn Brito, como forma de agradecer a receptividade presidencial no Palácio do Planalto. Em sua fala, a procuradora-geral de Justiça, Kátia Rejane de Araújo Rodrigues enaltecou a representatividade do projeto.

“Esse momento é muito especial, pois está sendo concretizado um sonho a essas crianças que integram o projeto, um conservatório que nasceu do sonho, mas muito mais da ousádia de um jovem Promotor de Justiça, o Dr. Iverson Bueno, e do Exército, para oferecer um caminho diferente de tudo o que eles já puderam sonhar em suas vidas. Em apenas dois anos formamos o coral e a orquestra. Esse momento trará ainda mais sonhos para eles. Nosso agradecimentos ao presidente da República por nos oportunizar esse momento”, externou a chefe do MP acreano.

A concretização de um sonho

Em sua fala o promotor de Justiça e coordenador do projeto Iverson Bueno, falou a respeito do projeto e da importância desse momento.

“Viemos com uma esperança de mostrar um mundo novo a essas crianças que, dois anos atrás, não tocavam nenhum instrumento. São carentes e estamos há quatro dias na estrada para chegar ate aqui. Esse projeto é um resgate social, é a retirada das crianças do mundo das drogas e do crime organizado nas áreas de fronteira. Em nome dessas crianças e desses sonhos, que vieram atraves da musica, o nosso muito obrigado”, disse o promotor de Justiça.

Já o maestro, sub-tenente Bonfada, do Exército Brasileiro, também destacou as emoções desse momento e agradeceu todo apoio que o Exército Brasileiro vem dando com estadia e alimentação nas cidades, desde a saída de Rio Branco.

“Sem palavras. Não dá pra descrever a emoção. A gente se emociona profundamente pelas crianças, porque temos a certeza de que esse momento foi indescritível pra elas. Agradecemos ao Exército Brasileiro em Brasília que está nos dando todo o apoio com estadia e alimentação, desde a saída de Rio Branco, contribuindo profundamente para a realização desse sonho”, disse o maestro.

Entre os alunos do Conservatório, a emoção tomava conta de todos ao término do evento. Eles aproveitaram para registrar esse momento único em suas vidas.

“Não tenho nem palavras para agradecer. Nunca imaginei esse momento. Quando saí de casa, meus avós e minha mãe ficaram na porta me olhando, minha avó até chorou de saudade porque eu nunca tinha saído de casa para outro estado. Hoje eu sei que ela vai chorar de novo, mas vai ser de emoção e orgulho quando me ver na TV. Todo mundo vai ficar muito emocionado lá em casa”, contou Evelyn Brito, após entregar a cesta ao presidente da República.

Em Brasília desde domingo, o coral se apresenta em diversos órgãos. A rodada iniciou nesta segunda, 19, no Quartel General do Exército Brasileiro. Após a apresentação, o grupo visitou a sede do Congresso Nacional. A semana segue com apresentações no Supremo Tribunal Federal (STF), Ministério Público do Trabalho (MPT) e Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP).

Ana Paula Pojo – Agência de Notícias do MPAC

Fotos – Eduardo Duarte

Comentários