A bancada feminina na Assembleia Legislativa do Acre é a segunda menor da Amazônia, empatando com Amazonas com 16% de deputadas e ganhando apenas de Rondônia, que tem apenas 8% de parlamentares do sexo feminino.

Maria Antônia, Meire Serafim e Antônia Sales são as deputadas do atual mandato. Na soma das bancadas amazônicas, o número de ocupação teve aumento quando comparado às Eleições Gerais de 2014, 190 eleitas para 290 mulheres escolhidas no pleito recente, ou seja, 52,6% a mais, segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Roraima também teve marco histórico e se consagrou com o maior número de mulheres na Assembleia Legislativa.

Após a posse da deputada Ângela Águida Portella (PP) no dia 2 deste mês, são sete as mulheres na Casa, 29% dos 24 deputados estaduais. Roraima é o segundo da Região Norte a ter o maior número de mulheres eleitas nas Casas Legislativas dos Estados, ficando atrás do Amapá, que tem 33% ocupando oito das 24 cadeiras. Em terceiro, o Pará compõe 24% de representação feminina dos 41 eleitos, Tocantins vem com 20% dos 24.

Comentários