Ao longo destas dez décadas, sempre cumpriu com a missão de representar, integrar e fortalecer a classe empresarial para o desenvolvimento socioeconômico do Acre e região.
assessoria

A Associação Comercial, Industrial, de Serviços e Agrícola do Acre – Acisa, completa nesta quinta-feira, 3, 109 anos.

A entidade centenária vem lutando ao longo dos anos com força e dinamismo, contribuindo de maneira significativa no desenvolvimento econômico do estado.

Os pilares da Acisa estão concentrados na união associativista, atividade que preserva o espírito de franca lealdade e solidariedade, sem permitir interferências na livre concorrência existente entre seus associados; e no zelo pela proteção da classe empresarial de todo estado, combatendo fatores que o impeçam de crescer.

Prestes a fechar o segundo mandato à frente da Acisa (primeiro foi um triênio e segundo, biênio), o presidente Celestino Oliveira, que trocou de idade no dia 2, fala da satisfação e dos desafios de liderar a entidade durante quase cinco anos.

“Me sinto muito feliz por estar conduzindo esta casa, que possui um longo histórico de lutas em defesa da população do estado do Acre, pelo desenvolvimento e por uma carga tributária mais justa, motivo de grande orgulho para nossa diretoria. A Acisa hoje representa o maior PIB do Acre, e a entidade tem o respeito e reconhecimento da sociedade, isso me deixa muito engrandecido e agradecido. Agradeço também aos ex-presidentes, pois se hoje estou aqui, é porque alguém teve a brilhante ideia de dar o pontapé inicial”, disse.

A Acisa é fruto de um sonho ambicioso de se ter na sociedade acreana uma entidade capaz de representar os interesses econômicos, sociais e políticos de comerciantes e industriais do início do Século XX. Ao longo destas dez décadas, sempre cumpriu com a missão de representar, integrar e fortalecer a classe empresarial para o desenvolvimento socioeconômico do Acre e região.

Os 109 anos de história são marcados pela valorização do empresário, um dos principais responsáveis pelo desenvolvimento socioeconômico do Acre. Hoje, a entidade possui um quadro de associados com mais de 600 empresas dos diferentes setores da indústria, comércio, prestação de serviços e agropecuária.

Comentários