fbpx
Conecte-se conosco

Geral

Acre registra mais uma morte de dengue hemorrágico

Publicado

em

O estado já notificou quase 9 mil casos de dengue, segundo o boletim epidemiológico do Departamento de Vigilância em Saúde (DVS) até o último dia 6 deste mês.

Com A Tribuna

Acre registra mais uma morte por dengue hemorrágico, mas a vítima desta vez foi o estudante Alexandre Renan Silva de Souza, da escola Valéria Bispo Sabala, no quilômetro 26 da Estrada do Pacífico no município de Brasileia.

O município do Vale do Alto Acre contabiliza agora o quinto óbito por causa da doença, enquanto a capital acreana somou seis casos de dengue hemorrágico e duas mortes no mês passado.

O estado já notificou quase 9 mil casos de dengue, segundo o boletim epidemiológico do Departamento de Vigilância em Saúde (DVS) até o último dia 6 deste mês. Por enquanto, 1.552 casos confirmados, 1.721 descartados e aproximadamente 5.353 estão em investigação sorológica. “Encaminhamos algumas amostras ao Instituto Evandro Chagas de Belém para serem examinadas, porque não sabemos quais as cepas virais circulantes”, revelou Janaina, responsável pelo Laboratório Central (Lacen) da Secretaria Estadual de Saúde do Acre (Sessacre).

Os vereadores da capital acreana cobraram do secretário municipal de Saúde de Rio Branco, Frank Lima mais unidades para atender a população rio-branquense acometida da virose. O gestor municipal que participou da sessão da Casa online revelou que cinco unidades de atenção básica será destinada como ponto de referência para o atendimento dos casos de dengue, porém, não estipulou nenhum calendário do cumprimento da proposta.

Lima informou que divulgará nos próximos dias um edital de processo seletivo simplificado de contratação de enfermeiros e médicos para atenderem nestas Uraps todos os dias da semana. A ideia que o paciente acometido de dengue passe por uma triagem, para que possa ser atendido e medicado na mesma hora. “Estamos abrindo um processo seletivo simplificado”, declarou.

Sabatina

Esclareceu que a Policlínica Barral y Barral (no conjunto Tangará) vem atendendo os pacientes que chegam ao local, com suspeita de dengue. Acrescentou ainda que a Semsa está alugando um aparelho que pode fazer um hemograma em poucos minutos para agilizar o atendimento. “Acredito que o resultado do diagnóstico sairia em 20 minutos, com o diagnóstico do paciente ponto podemos encaminha-lo para a unidade correta”, revelou.

No mesmo período do ano passado, o estado registrou quase 4 mil casos suspeitos da doença. Os dados ficaram assim distribuídos: Rio Branco, com 3.147 notificações, Tarauacá, com 2.124 e Cruzeiro do Sul, com 1.359 e três mortes por dengue hemorrágica. Em apenas duas semanas do mês de janeiro de 2020, foram registrados 496 notificações de dengue no estado. Sendo 158 casos de dengue confirmados, enquanto 230 notificações estavam em fase de investigação e 108 casos tinham sido descartados.

A investigação epidemiológica apontou que o sorotipo que circulava no município do Vale do Juruá era do DEN-4 (considerado mais virulento), enquanto em Rio Branco predominava mais o sorotipo DEN-1. As amostras que analisadas pelo Instituto Evandro Chagas apontaram que os dois sorotipos estavam circulando nos dois principais municípios acreanos.

Comentários

Continue lendo

Geral

Acusado de participar de execução de jogador é levado a DCORE, mas não é reconhecido por vítima de assalto

Publicado

em

Dacifran de Moraes Eduíno Junior de 24 anos, acusado de envolvimento no assassinato do jogador de futebol Thiago, foi conduzido na tarde desta quinta-feira, 11, a sede da DCORE.

Na Delegacia de Combate à Roubos e Extorsões da Polícia Civil, o detento foi submetido a um procedimento de reconhecimento.

Mas a vítima do roubo  não apontou  Dacifran, como um dos autores do crime.

Dacifran Eduino, está preso por envolvimento, na execução do jogador do Santa Cruz do Acre, Thiago Oseas Tavares da Silva de 18 anos. O crime ocorre  na madrugada do dia 31 de março deste ano.

O jovem e outro jogador do Santa Cruz do Acre, participavam  de uma festa em  uma casa, no Bairro Santa Inês, quando   foram sequestrados por criminosos e levados para a Travessa Recreio.

No local, Thiago acabou executado a tiros por membros do “tribunal do crime”.

No mesmo dia, policiais militares do 2º Batalhão, prenderam oito suspeitos. Sendo que Andrey Borges Melo de 19 anos, Darcifran de Moraes Eduíno Junior de 24, Kauan Cristian Almeida de 18 e Francivaldo Barroso de Chaves, o “Abacate”, foram reconhecidos por testemunhas e a vítima que escapou.

Inquérito concluído

O procedimento, que investigava os quatro presos em flagrante, foi  finalizado e encaminhado nesta quinta-feira, 11, ao poder judiciário do estado.

Mas a investigação do caso, ainda não está totalmante fechada.  A Delegacia de Homicídios apura a possível participação de outras pessoas no crime.

Comentários

Continue lendo

Geral

Trabalhador é ferido por motosserra em propriedade rural de Porto Acre

Publicado

em

Antônio Valmir Pontes da Silva, 49 anos, enfrentou um grave acidente durante suas atividades laborais no interior do Acre. Na tarde desta quinta-feira (11), enquanto realizava a derrubada de árvores em uma propriedade rural situada no Ramal dos Paulistas, no município de Porto Acre, Antônio foi atingido pela própria motosserra que manuseava.

Segundo relatos de moradores locais, Antônio, em um momento de pausa para descanso, colocou a motosserra em marcha lenta e a apoiou sobre uma tábua. Contudo, o equipamento deslizou, acelerou e atingiu sua perna esquerda, causando-lhe um corte profundo.

Amigos da vítima testemunharam o ocorrido e prontamente prestaram socorro, transportando Antônio em um quadriciclo em direção à Vila do V. Durante o trajeto, a ambulância de suporte básico 09 do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionada e interceptou o grupo no km 14 do Ramal dos Paulistas.

Após receber os primeiros socorros, Antônio foi encaminhado ao pronto-socorro de Rio Branco, onde seu estado de saúde foi relatado como estável.

Comentários

Continue lendo

Geral

Tentativa de invasão termina com tiroteio em Escola Estadual de Rio Branco

Publicado

em

Na noite desta quinta-feira (11), a Escola Estadual Clicia Gadelha, localizada na Estrada do São Francisco, no bairro Vitória, parte Alta de Rio Branco, foi alvo de uma tentativa de invasão por dois criminosos ainda não identificados.

De acordo com relatos de funcionários da escola, os suspeitos aproximaram-se do portão vestidos com uniformes escolares, tentando passar despercebidos como alunos. Alegaram que estavam indo para a quadra onde ocorria uma partida de handebol. No entanto, o vigilante, desconfiado, não reconheceu os indivíduos como alunos e negou-lhes a entrada.

Ao serem rejeitados, um dos criminosos sacou uma arma de fogo, ameaçando o vigilante, enquanto ambos proferiam gritos de intimidação. Em resposta à ameaça, o agente de segurança também sacou sua arma e houve troca de tiros. Felizmente, o vigilante saiu ileso, e nenhum dos alunos presentes na entrada da escola foi atingido.

Após o confronto armado, os criminosos fugiram para uma área conhecida na região como “suvaco da cobra”, local associado a atividades de facções criminosas e tráfico de drogas.

A Polícia Militar do 3° Batalhão foi acionada e enviou várias viaturas para o local. No entanto, apesar das buscas e rondas ostensivas, nenhum dos suspeitos foi encontrado.

O vigilante foi substituído por outro profissional da empresa de segurança e encaminhado à Delegacia de Flagrante (Defla) para registrar o Boletim de Ocorrência e prestar esclarecimentos sobre o ocorrido. As autoridades suspeitam que os criminosos estivessem tentando roubar a arma de fogo do vigilante ou mesmo executar algum desafeto dentro da escola.

Funcionários relatam que a Escola Clicia Gadelha não possui câmeras de segurança, o que dificulta a identificação dos criminosos. O equipamento de monitoramento foi removido pela empresa de vigilância há cerca de um ano, e até o momento, a Secretaria de Estado de Educação do Acre (SEE) não providenciou a reposição dos equipamentos nem repassou recursos para a aquisição por meio do Plano de Ação da Escola.

Comentários

Continue lendo