fbpx
Conecte-se conosco

Acre

Tadeu se destaca como o nome da LOA e ajuda Governo a aprovar 10 bilhões para 2024

Publicado

em

Matheus Mello, ContilNet

O deputado estadual Tadeu Hassem, relator do texto da Lei Orçamentária Anual (LOA), para o exercício financeiro do ano que vem, deve ser escolhido com o nome da peça orçamentária na Aleac. Com uma capacidade técnica, o deputado que é contador, teve a responsabilidade de tratar dos R$ 10 bilhões que o Governo espera gastar em 2024. Além disso, Hassem foi o responsável por conseguir manter o diálogo entre base e oposição em relação à LOA, e deve levar o mérito por viabilizar a aprovação da matéria sem muita dificuldade.

Não é de hoje

Hassem é também o presidente da Comissão de Orçamento e Finanças (COF) da Aleac. Na legislatura deste ano, ele conseguiu aprovar matérias importantes como a mudança na distribuição de emendas parlamentares e a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO). Todas elas só foram aprovadas sob o comando de Tadeu na COF.

Centrado

O deputado pode levar o título também do parlamentar que mais consegue achar o equilíbrio entre a base e a oposição na Aleac. Na sessão desta terça-feira, no debate caloroso da LOA, enquanto Edvaldo Magalhães reclamava de um artigo no texto que concedia um empréstimo de R$ 2 bilhões sem a necessidade de aprovação dos deputados, Hassem imediatamente entendeu a gravidade do problema, e sem receio de ir ‘contra o Governo’, decidiu retirar o artigo da matéria.

Propositor

Ele, inclusive, foi o autor do pedido da audiência pública que debateu os tópicos previstos na LOA, que ajudou a viabilizar a votação da matéria.

2024 em Brasiléia

Irmão da prefeita de Brasiléia, Fernanda Hassem, os dois estão buscando alianças em prol da candidatura da chefe de gabinete da Prefeitura, Suly Guimarães. É justamente Tadeu o nome que tenta viabilizar o apoio do governador Gladson Cameli. Ele tenta uma aliança entre PP e Republicanos no município.

Incômodo

Tadeu e Fernanda só precisam lidar com uma pedra no sapato: outra deputada. O Progressistas em Brasiléia está sob o comando da deputada estadual Maria Antônia, que quer emplacar um nome próprio na Prefeitura, que não é o de Suly.

Com razão

O deputado Edvaldo Magalhães, como sempre, traz debates importantes para o parlamento. Ao falar sobre o artigo do tal empréstimo bilionário, o líder da Oposição está coberto de razão. A Assembleia Legislativa não pode perder sua autonomia. Ao contrário, o parlamento vira um puxadinho do Governo.

Quem vai pegar a maior fatia?

A LOA deve ser aprovada na Aleac sem muita dificuldade. Os números projetados para o exercício de 2024 somam o valor de mais de R$ 10.788 bilhões, sendo R$ 7.640.272.352,71 bilhões, Recursos Próprios, e R$ 3.148.599.253,27 bilhões, das demais fontes de Recursos, em conformidade com as leis e normas que disciplinam a matéria orçamentária, sendo apresentada uma proposta que equilibra receitas e despesas. O debate é: quem vai cuidar de boa parte desse valor bilionário em 2024?

Povos indígenas e meio ambiente

A secretária de Meio Ambiente, Julie Messias, que fez um ótimo trabalho na Conferência das Nações Unidas em Dubai, a COP 28, vai ter um valor considerável para aplicar nas ações da Secretaria de Meio Ambiente. Provando que o governador Gladson Cameli vem priorizando a pauta, serão mais de R$ 100 milhões disponíveis no ano que vem. O valor será dividido também para a Secretaria dos Povos Indígenas, sob gestão da secretária Francisca Arara.

Upgrade na infraestrutura

O eixo da infraestrutura deve receber um upgrade em 2024. O secretário de Obras Públicas, Italo Lopes, vai poder mostrar ainda mais trabalho no ano que vem. Ao todo, o setor vai poder gastar mais de R$ 570 milhões.

Ítalo Lopes | Foto Juan Diaz

Bilionário

A Segurança Pública e o Desenvolvimento Regional, juntos, irão receber um dos maiores aportes financeiros em 2024. O Governo prevê um gasto de 1.465.675.220,85. A Sejusp é comandada atualmente pelo coronel Américo Gaia.

Saúde

O secretário Pedro Pascoal também terá nas mãos um recurso bilionário. O governo prevê injetar na pasta só em 2024, 1,6 bilhões.

Secretário de Saúde do Acre, Pedro Pascoal. Foto: Juan Diaz/ContilNet

O maior aporte

Outra pasta essencial para o Governo, a Educação, foi tratada como prioridade na LOA. O secretário Aberson Carvalho terá a responsabilidade de cuidar de R$ 2,3 bilhões em 2024. Esse é o maior aporte previsto no exercício financeiro do ano que vem.

Aberson Carvalho é secretário de Educação do Acre. Foto: Juan Diaz/ContilNet

Êhh Tchê!

O deputado estadual e atual secretário de Agricultura, Luiz Tchê, terá um 2024 gordo em gastos na pasta. Serão quase R$ 200 milhões, como prevê o Governo na LOA.

Continua o rombo

O déficit previdenciário continuará levando bilhões do Governo. Só em 2024, o Executivo prevê um gasto que deve ultrapassar o R$ 1 bilhão com o AcrePrevidência.

Equilíbrio entre os poderes

A LOA também deve garantir a harmonia entre os poderes e a manutenção da boa relação do Executivo com o Judiciário e o Legislativo. Só a Aleac, por exemplo, terá um gasto de R$ 420 milhões em 2024. Esse valor, inclusive, vai conseguir manter o aumento das emendas individuais de cada deputado, que deve chegar a R$ 3 milhões. Já o Judiciário, está previsto uma bagatela de R$ 533 milhões. Além do tópico chamado de ‘essencial à Justiça’, que prevê mais R$ 452 milhões no ano que vem.

Off

– Gladson, inclusive, chegou de viagem e já começou a afunilar as relações com os poderes;
– Nesta terça-feira, ele organizou um almoço no Palácio Rio Branco com representantes dos 3 poderes;
– A vice-governadora Mailza Assis também participou do almoço;
– O almoço já é tradicional no final de ano;
– Ele serve para que o Executivo agradeça o trabalho realizado ao longo do ano pelo Judiciário e pelo Legislativo;
– Não tem uma pauta específica;
– Mas é quase impossível a LOA não virar tema de conversa entre os convidados;
– Afinal, os R$ 10 bilhões previstos pelo Governo são tratados como prioridade pelo governador Gladson Cameli;

 

Comentários

Continue lendo

Acre

Estado revitaliza biblioteca do Presídio Feminino de Rio Branco

Publicado

em

Por

A biblioteca do presídio feminino ganhou uma cara nova, com uma decoração mais aconchegante e propícia para que as reeducandas possam usufruir com mais qualidade e até promover o interesse pela leitura.

Biblioteca do presídio feminino de Rio Branco. Foto: Zayra Amorim/ Iapen

A pequena reforma feita no local foi finalizada na última segunda-feira, 27, e durou 20 dias. Foram utilizados apenas materiais reciclados de outras obras que acontecem no presídio feminino, como sobras de tintas e madeiras. As estantes para os livros foram produzidas no Polo Moveleiro pelos detentos que trabalham no local. Com isso a sala que antes era simples, passou a ser mais confortável e convidativa.

O espaço fica aberto e disponível para as detentas durante o dia inteiro e além de abrir as portas da educação, a leitura pode proporcionar a remissão de pena para as detentas. É um direito garantido pela Lei de Execuções Penais (LEP).

Reeducanda usufruindo do espaço de leitura na biblioteca do presídio feminino. Foto: Zayra Amorim/Iapen

A diretora da unidade, Dalvani Azevedo, explica que o espaço da biblioteca vai além dos livros e funciona como um local para que as reeducandas possam se sentir em paz e refletir: “Além dos livros, além da decoração, da reorganização de tudo, é um momento de reflexão, prazeroso. Com a interação com os livros, elas têm esse momento aqui para refletir sobre muita coisa. Estar em um ambiente fora da cela é diferente. É um novo recomeço. Ressocializar é isso, é recomeçar. E a gente tende a tentar fazer isso por meio da educação. A educação transforma as pessoas, e aqui tem essa oportunidade”.

Detenta tendo acesso ao acervo de livros da biblioteca do presídio feminino. Foto: Zayra Amorim/ Iapen.

Muitas das detentas só começaram a ter acesso e se interessar pela leitura enquanto cumpriam pena. É o caso da S.S.: “Era uma coisa que, outrora, para mim, não era interessante. Aqui não, eu tenho mais aquela vontade de ler, de buscar mais, de conhecer, de aprender. Não tinha muita oportunidade na rua, não”.

Fonte: Governo AC

Comentários

Continue lendo

Acre

Festa dos Terceirizados acontece no sábado (8/06) com shows e sorteios

Publicado

em

Parque das Acácias recebe evento tradicional para trabalhadores do Acre. Sindicato promete premiações e diversão na Festa dos Terceirizados

A tradicional Festa dos Terceirizados será realizada no próximo sábado, 08 de junho, no Parque das Acácias, em Rio Branco, em alusão ao Dia do Trabalhador Terceirizado. A programação tem início às 10h e conta com shows, bingo, sorteio e alimentação.

A Festa é realizada desde 2018, inclusive durante a pandemia com live de sorteio de brindes, já é tradição em Rio Branco. A organização espera receber milhares de trabalhadores do ramo das terceirizadas de todo Acre.

O evento busca homenagear e destacar a importância que os trabalhadores desempenham para a sociedade acreana. O evento é aberto a todo trabalhador terceirizado e família e, por questão de segurança, haverá revista nas entradas.

“Estamos organizando uma programação super especial, com prêmios, bingo de moto 0km e muito mais, para os nossos homens e mulheres do setor da Terceirização. Em 2023 conseguimos reunir mais de 4 mil pessoas na Concha Acústica, este ano preparamos tudo para receber mais pessoas. Venha e traga toda sua família”, pontuou a presidente do Sindicato das Empresas de Asseio e Conservação do Acre, Neide Lima.

A Festa do Trabalhador Terceirizado já se tornou um evento anual. Em 2023, a organização reuniu mais de 4 mil pessoas na Concha Acústica e teve como grande prêmio uma moto 0km.

A festa é gratuita e organizada pelo Sindicato das Empresas de Asseio e Conservação do Acre; Deputado Estadual Fagner Calegário; SL Consetac; Governo do Acre.

Comentários

Continue lendo

Acre

Coordenadora estadual de imunização fala sobre vacinação contra a poliomielite no Govcast

Publicado

em

Por

No Govcast, o podcast do Governo do Estado, transmitido em cadeia pelas Rádios Aldeia FM, Difusora, Instagram e Youtube a coordenadora estadual do Programa Nacional de Imunização (PNI), Renata Quiles, e o médico Osvaldo Leal falaram sobre a importância dos pais e responsáveis levarem as crianças menores de cinco anos para serem imunizadas contra a poliomielite, mais conhecida como paralisia infantil, na campanha de vacinação lançada pelo Ministério da Saúde de 27 de maio a 14 de junho de 2024.

Durante o Govcast, médico Osvaldo Leal e coordenadora do Programa Estadual de Imunização, Renata Quiles, aproveitaram o destaque da campanha de vacinação contra a pólio para enfatizar a importância das vacinas para a saúde pública. Foto: Pedro Makleuri/Secom

Aos jornalistas Jefson Dourado e Paula Amanda a coordenadora esclarece que poliomielite é uma doença infectocontagiosa aguda, causada pelo poliovírus, que pode causar paralisia muscular dos membros inferiores de forma assimétrica, irreversível, podendo levar a óbito e em casos graves da doença. Portanto, e vacinação é a principal forma de prevenção.

Renata Quiles detalha que o público-alvo da campanha são crianças menores de cinco anos. As aplicações serão feitas de acordo com a avaliação do cartão de vacinação. O esquema vacinal para menores de um ano prevê três doses injetáveis, administradas aos 2, 4 e 6 meses. As crianças de 1 a 4 anos que já completaram esse esquema devem receber a dose oral da vacina, conhecida como gotinha.

“Para a campanha no Acre o MS enviou cerca de 70 mil doses, devendo chegar a até 90 mil doses até o final da campanha. As vacinas contra a poliomielite estão disponíveis em todas as Unidades Básicas de Saúde de Rio Branco e nos municípios, onde as prefeituras são encarregadas pela logística”, reforçou.

O médico Osvaldo Leal reforça que a vacinação é essencial para reduzir o risco de reintrodução do poliovírus no Brasil, onde a doença foi eliminada nos anos 90, acrescentando ser importante utilizar os espaço de comunicação disponibilizado pelo Estado para combater o negacionismo a ciência e a desinformação sobre a importância para a saúde pública, ter uma população devidamente vacinada.

“A vacinação sempre fez parte da estratégia da saúde pública para combater doenças graves. Portanto, mães, levem seus filhos pois a prevenção é o melhor caminho e a ciência estuda e pesquisa o rumo certo para um vida com saúde ”, alertou Leal.

Fonte: Governo AC

Comentários

Continue lendo