fbpx
Conecte-se conosco

Cotidiano

Sheilla faz ponto final no jogo de despedida e encerra carreira com festa emocionante

Publicado

em

Bicampeã olímpica convidou estrelas do vôlei brasileiro para uma última partida na quadra do Minas Tênis Clube

Aos 39 anos, Sheilla é bicampeã olímpica pela seleção feminina de vôlei
REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

Na noite desta sexta-feira, 19, Sheilla fez seu jogo de despedida do vôlei. Bicampeã olímpica, a oposta reuniu na Arena UniBH companheiras dos títulos em Pequim-2008 e Londres-2012, além de outros jogadores importantes do vôlei brasileiro. Aos 39 anos, Sheilla fez sua última partida pela seleção brasileira na Liga das Nações.

Na última temporada, Sheilla acumulou funções na comissão técnica do Minas. Nesta sexta-feira, Sheilla e os demais convidados vestiram uniformes azul, na equipe Londres, e verde-amarelo, no time Pequim. As duas equipes carregavam o distintivo do Minas Tênis Clube.

Entre os convidados do evento, estiveram em quadra Fernanda Garay, Fofão, Macrís, Serginho Escadinha, Regiane, Natália, Gabi, Fabi, Carol Gattaz e o treinador José Roberto Guimarães.

Ao fim do jogo, Sheilla foi jogada para o alto pelos companheiros. Ela marcou o ponto final do jogo, dando vitória para o time Pequim (2 sets a 1), lembrando a jogada de meio-fundo que coroou Sheilla na conquista do título nos Jogos Olímpicos da capital chinesa. A jogadora recebeu flores, posou para fotos com as filhas e outros parentes. Dona Terezinha, sua avó, foi responsável por entregar uma placa especial.

“Gratidão por todos que vieram e fizeram essa festa especial. Estou muito emocionada. Segurei muito para não chorar, mas esse momento iria chegar. Grata por tudo que consegui construir no vôlei. Sempre dei o meu máximo nos jogos e treinos. Tudo o que aconteceu foi por uma construção diária minha’, disse Sheilla em conversa com Fabi, ao fim do jogo.

Carreira

A atleta iniciou sua trajetória no vôlei em 1997, no Mackenzie, mas foi no Minas que conheceu seu primeiro título de Superliga, na temporada 2001/02.

No mesmo ano em que foi campeã pela primeira vez, Sheilla integrou a seleção brasileira de vôlei no Campeonato Mundial, em 2002. No ano seguinte, José Roberto Guimarães assumiu o posto no comando técnico, dando início à trajetória vitoriosa de Sheilla e do Brasil no vôlei.

Comentários

Continue lendo

Cotidiano

MP deflagra operação por desvio de R$ 6 milhões e prende presidente de federação do MS

Publicado

em

14 mandados de busca e apreensão, nos municípios de Campo Grande, Dourados e Três Lagoas. Na operação, R$ 800 mil foram apreendidos na casa do presidente Cezário.

Operação apreendeu R$ 800 mil. Foto: Divulgação / MP-MS

Campo Grande, MS, 21 (AFI) – O Ministério Público do Mato Grosso do Sul (MP-MS) deflagrou nesta terça-feira a ‘Operação Cartão Vermelho’, resultando inclusive na prisão do presidente da Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul (FFMS), Francisco Cezário de Oliveira, de 77 anos. Ao todo, foram desviados mais de R$ 6 milhões entre setembro de 2018 e fevereiro de 2023.

Foram cumpridos sete mandados de prisão preventiva, além de 14 mandados de busca e apreensão, nos municípios de Campo Grande, Dourados e Três Lagoas. Na operação, R$ 800 mil foram apreendidos na casa do presidente Cezário.

A operação foi realizada pelo Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (GAECO), com apoio da Polícia Militar, “com objetivo de desbaratar organização criminosa voltada à prática de peculato e demais delitos no âmbito da Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul”.

O termo peculato é quando alguém usa dinheiro ou bens públicos de forma ilegal para benefício próprio.

INVESTIGAÇÃO DE QUASE 2 ANOS

Durante 20 meses de investigação, foi constatado que se instalou na FFMS uma organização criminosa, cujo principal objetivo era desviar valores, sejam provenientes do Estado de Mato Grosso do Sul (via convênio, subvenção ou termo de fomento) ou mesmo da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), em benefício próprio e de terceiros.

SAQUES EM ESPÉCIE

Uma das formas de desvio era a realização de frequentes saques em espécie de contas bancárias da federação em valores não superiores a R$ 5 mil, para não alertarem os órgãos de controle, que depois eram divididos entre os integrantes do esquema.

Nessa modalidade, verificou-se que os integrantes da organização criminosa realizaram mais de 1.200 saques, que ultrapassaram o montante de R$ 3 milhões.

DESVIO DE DIÁRIAS DE HOTEL

A organização criminosa também possuía um esquema de desvio de diárias dos hotéis pagos pelo Estado do MS em jogos do Campeonato Estadual.

Esse esquema de peculato estendia-se a outros estabelecimentos, todos recebedores de altas quantias da FFMS. A prática consistia em devolver para os integrantes do esquema parte dos valores cobrados naquelas contratações.

Comentários

Continue lendo

Cotidiano

Acreana Jerusa Geber conquista o ouro em Kobe e agora mira Pari

Publicado

em

Foto arquivo pessoa: Jerusa conquistou a sua 10ª medalha em Mundiais

Jerusa Geber conquistou na manhã desta terça, 21, a medalha de ouro nos 100 metros rasos T11 com o tempo de 11.93s no Campeonato Mundial de Atletismo Paralímpico em Kobe, no Japão. A marca da acreana é o novo recorde continental e o pódio da prova foi completado pela chinesa Liu Cuiqing e pela brasileira Lorena Silva.

Meta é Paris

Depois da conquista do ouro, Jerusa Geber vai intensificar os treinamentos para a disputa de Paris 2024. A acreana vai chegar nas Paralimpíadas.

Comentários

Continue lendo

Cotidiano

Neymar ainda está lesionado e não iniciará temporada no Al-Hilal

Publicado

em

Neymar passou por uma cirurgia em novembro devido a uma ruptura no ligamento cruzado e no menisco do joelho esquerdo. A lesão do ’10’ brasileiro ocorreu em partida das Eliminatórias contra o Uruguai, e desde então ele não teve nenhuma atuação oficial.

Após ter sido operado ao joelho em novembro de 2023, Neymar não chegará a tempo de iniciar a temporada na sua equipa, o Al-Hilal, anunciou esta terça-feira o treinador português do clube saudita, Jorge Jesus.

“Tudo que sei no momento é que o tempo necessário para a recuperação de Neymar, e em geral para esse tipo de lesão, é de 10 a 11 meses”, declarou o treinador.

“Se fizermos as contas , ele não estará pronto para a preparação da pré-temporada”, que começa no verão, acrescentou Jesus.

Neymar foi operado em novembro no Brasil devido a uma ruptura no ligamento cruzado e no menisco do joelho esquerdo, depois de se lesionar com o Brasil em 17 de outubro, contra o Uruguai, nas eliminatórias para a Copa do Mundo de 2026.

O jogador de 32 anos deixou o Paris SG em 2023 para ingressar no Al-Hilal, onde, segundo a mídia, ganharia mais de US$ 100 milhões por temporada, mas onde jogou apenas algumas semanas antes da lesão.

Comentários

Continue lendo