Um grupo de escoteiros fundado no município de Xapuri, localizado no interior do Acre, a 188km da Capital, fundado em 2017 sem fins lucrativo, poderá acabar. Segundo os fundadores do grupo, Thiago Fabrício Pereira da Silva e Janisclei de Morais Tavares, o Escotismo já era predominante na região desde 1999, mais por motivos de estruturas o mesmo veio a fechar em 2016, sendo reativado em 2017, denominado de 009/Ac Grupo de Escoteiros CAIO VIANNA MARTINS.

Contam ainda que, de 2017 até o presente ano de 2019, a instituição recebeu público de mais de 298 jovens e 26 adultos voluntários que se dedicam a contribuir para a construção de uma sociedade melhor e mais justa.

A atual instituição agrega ainda uma equipe de pais e amigos escoteiros, que contribuem com a alimentação para as atividades do Grupo, sendo os “acampamentos”, uma das principais e mais desejadas por todos os jovens realizados aos finais de semanas, onde acontece realização de diversas atividades realizadas no município como; desfiles, campanhas institucionais, festa locais, etc.

Atualmente a instituição que é sem fins lucrativos e sem vínculos a partidos políticos partidários, o escotismo xapuriense atende um publico de 42 associados com idades de 11 a 17 anos, que se reúnem todos os sábados das 08:30 às 11 horas por diversos locais da cidade, preferencialmente ao ar livre para realização de suas atividades educativas de acordo com o programa nacional dos Escoteiros do Brasil.

Sem uma rendar própria, a instituição realiza atividades diversas com intuito de arrecadar fundos para se manter como por exemplo; bingos, rifas e campanhas financeiras.

Como forma de arrecadar fundo para continuar com os trabalhos, foi criada a campanha denominada de “Vaquinha”, que tem por objetivo principal, a compra de materiais escoteiros como; cintos, camisas, distintivos, sapatos e ajudar na confecção dos uniformes dos novos membros para o ano de 2020.

De nove grupos que haviam no Estado do Acre, existem apenas cinco ainda estão tentando atuando: 004/ Grupo de Escoteiros Leôncio de Carvalho; 005/Ac Maria do Carmo Paz; 007/Ac Canaã; 008/Ac Sementes do Amanhã, juntamente com o 009/Ac Caio Vianna Martins de Xapuri-Ac.

Para ajudar e obter mais informações, veja abaixo.

Contato: (68) 99961-4695 (Thiago)
Saibam mais em www.escoteiros.org.br

CONHEÇA MAIS UM POUCO DA HISTÓRIA SOBRE O ESCOTISMO ABAIXO.

“ESCOTEIROS DE XAPURI-ACRE”

APRESENTAÇÃO:

O Escotismo é um movimento educacional de jovens, sem vínculo à partidos políticos, voluntário, que conta com a colaboração de adultos, e valoriza a participação de pessoas de todas as origens sociais, etnias e crenças, de acordo com seu Propósito, seus Princípios e o Método Escoteiro concebido pelo fundador Baden-Powell e adotados pelos Escoteiros do Brasil.

O Propósito do Movimento Escoteiro é contribuir para que os jovens assumam seu próprio desenvolvimento, especialmente de caráter, ajudando-os a realizar suas plenas potencialidades físicas, intelectuais, sociais, afetivas e espirituais, como cidadãos responsáveis, participantes e úteis em suas comunidades.

Os Princípios do Escotismo estão definidos na Promessa Escoteira, base moral que se ajusta aos progressivos graus de maturidade do indivíduo:

  1. Dever para com Deus – adesão à princípios espirituais e vivência ou busca da religião que os expresse, respeitando as demais;
  2. Dever para com o Próximo – lealdade ao nosso País, em harmonia com a promoção da paz, compreensão e cooperação local, nacional e internacional, exercidas pela Fraternidade Escoteira Mundial. Participação no desenvolvimento da sociedade com reconhecimento e respeito à dignidade do ser humano e ao equilíbrio do meio ambiente;
  3. Dever para consigo mesmo – responsabilidade pelo seu próprio desenvolvimento.

HISTÓRIA DO MOVIMENTO ESCOTEIRO

O Movimento Escoteiro foi criado na Inglaterra, por Robert Stephenson Smyth Baden-Powell, carinhosamente conhecido como B-P. Embora fosse um general laureado, B-P era um pacifista e planejou um método para que os jovens pudessem viver ao ar livre, trabalhar em equipe, vivenciar um ambiente de camaradagem e de valores morais. Após estudar outros grupos que trabalhavam com jovens daquela época e de um acampamento experimental em 1907, foi criado o Escotismo.

O livro “Escotismo para Rapazes”, que publicou em 1908 apresentando sua proposta educacional, se tornou um best-seller internacional e logo haviam escoteiros ao redor do mundo. Se pensarmos em um mundo sem internet e sem telefone, é incrível imaginar que em 1909 já havia escoteiros no Chile, Austrália e África do Sul, e que em 1910, Brasil, Estados Unidos, Índia e Japão já tinham escoteiros.

Atualmente o Escotismo conta com mais de 40 milhões de participantes ativos, em 216 países e territórios. No Brasil, somos mais de 80 mil associados, entre jovens e líderes adultos, que fazem parte da União dos Escoteiros do Brasil, a associação nacional que organiza a prática do Escotismo, sendo a única organização autorizada pela Organização Mundial do movimento Escoteiro a promover Escotismo no Brasil.

Desde a sua fundação estima-se que mais de 500 milhões de homens e mulheres já prometeram viver em conformidade com a Lei e a Promessa Escoteira, fazendo parte da Grande Fraternidade Escoteira Mundial.

 

Comentários