fbpx
Conecte-se conosco

Acre

Ruas do Povo era o principal esquema do grupo

Publicado

em

IMG_9220

O Programa Ruas do Povo, o maior investimento de obras do governador Tião Viana, era o eixo principal do esquema entre secretários, empreiteiros e servidores do governo.

Segundo os delegados da Polícia Federal, o grupo fazia esquema para ganhar as licitações das obras. Foram sete empresas do ramo da construção civil envolvidas nas fraudes.

As investigações foram iniciadas em 2011. O esquema ocorria da seguinte forma: as empresas simulavam concorrer entre si, garantindo, assim, que uma delas sempre vencesse a licitação. Os concorrentes que não integrassem a organização criminosa eram eliminados ainda na fase da habilitação técnica, primeira fase da licitação, em que a administração pública exige da empresa comprovação de sua aptidão técnica para realizar o serviço.

Somente em seis contratos examinados, de um valor total de R$ 40 milhões, estima-se que os cofres públicos sofreram um desfalque de cerca de R$ 4 milhões, de acordo com os delegados.

A Polícia Federal recorreu às escutas telefônicas. A polícia afirma que o governo chegou a pagar por serviços não executados pelas empresas.

Ana Paula Batalha

Comentários

Continue lendo

Acre

Samu promove curso de reposta a incidente com múltiplas vítimas em Cruzeiro do Sul

Publicado

em

Por

Durante três dias, Cruzeiro do Sul foi palco de um importante curso promovido pelo governo do Acre,  por meio da Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre). O curso de resposta a incidente com múltiplas vítimas (IMV), organizado pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), teve duas aulas teóricas no sábado, 24, e uma prática no domingo, 25.

Sesacre e outros órgãos do Estado unem forças em curso de IMV. Foto: Diego Silva/Secom

No domingo, profissionais do Samu, Corpo de Bombeiros, 61º Batalhão de Infantaria de Selva do Juruá, Polícia Militar, Marinha, Aeronáutica e Polícia Federal estiveram no Estádio Arena do Juruá, para a parte prática do curso, quando foram simulados acidentes com 30 vítimas, para que os profissionais atuassem de forma realística.

Necila de Souza, coordenadora estadual do Samu, prestigiou o evento. Foto: Diego Silva/Secom

Necila de Souza, coordenadora estadual do Samu, esteve presente e explicou que, geralmente, esse curso é realizado em Rio Branco, mas foi estendido para Cruzeiro do Sul. “É um curso de grande importância para a equipe, primeiramente, e consequentemente para a população”, destacou.

Equipes de saúde e segurança pública participaram do curso de IMV. Foto: Diego Silva/Secom

O IMV é um treinamento que já faz parte do escopo do Samu e traz a simulação de um acidente de trânsito com um grande número de pessoas envolvidas, visando apresentar um plano de atendimento a catástrofe.

Por isso é relevante a participação de todas as forças de segurança e de saúde no evento. “Nenhum de nós consegue atender, prestar um bom atendimento, se não estivermos integrados. Então a gente precisa estar em sintonia, para garantir o salvamento de vidas. Foi muito bom”, frisou Diani Carvalho, coordenadora regional de Saúde do Juruá, Taraucá e Envira.

Atuando há quase um ano no Samu de Cruzeiro do Sul, médico Miguel Lima diz que é uma honra participar do curso de IMV. Foto: Diego Silva/Secom

Entre os participantes do curso, esteve o médico Miguel Lima, que atua há quase um ano no Samu do Juruá. Para o profissional, foi gratificante participar do evento. “Eu sempre tive o sonho de trabalhar no Samu, então, para mim, é uma honra participar desse curso do IMV. É uma satisfação”, afirmou.

Capacitação resultará em atendimentos mais seguros à população. Foto: Diego Silva/Secom

O que disseram

“O resultado virá futuramente para a população. A gente treinando, no momento da ação vai estar mais forte ainda. Para mim foi uma experiência muito grande, difícil, cansativa, mas gratificante.”

Gabriel Barbosa, médico e coordenador técnico do Samu e coordenador do curso de IMV

“É necessário um treinamento como esse, para que, em casos extremos, seja possível dar uma resposta mais adequada à população. Quando se trata de um acidente que envolve um número maior de vítimas, precisa haver realmente uma força-tarefa de todas as instituições”.

Josadac Ibernon, comandante do 4° Batalhão de Educação, Proteção e Combate a Incêndio Florestal (BEPCIF) de Cruzeiro do Sul

Fonte: Governo AC

Comentários

Continue lendo

Acre

Popular nos anos 2000, ICQ vai acabar depois de 28 anos

Publicado

em

Empresa informou em site que serviço de mensagens popular nos anos 2000 vai sair do ar em junho

Software de bate-papo ICQ – Ilustração fotográfica de Costfoto/NurPhoto via Getty Images

O ICQ, serviço de mensagens instantâneas popular nos anos 2000, vai parar de funcionar em 26 de junho.

O anúncio foi feito pela VK, dona do programa, que divulgou ainda que “você pode usar o VK Messenger para falar com seus amigos e o VK WorkSpace com seus colegas de trabalho”.

O ICQ foi criado em 1996 pela empresa israelense Mirabilis e vendido para a Aol Instant Messenger em 1998, por cerca de US$ 400 milhões.

Em 2001, o serviço chegou ao seu auge, ao alcançar 100 milhões de usuários em todo o mundo.

Porém, com o avanço de outras ferramentas como o WhatsApp, o ICQ foi vendido para Digital Sky Technologies em 2010.

CNN

Comentários

Continue lendo

Acre

Homem tenta matar o próprio amigo após ser chamado de “estuprador” em Rio Branco

Publicado

em

Por Aikon Vitor, da Folha do Acre

Na noite do último domingo, 26 de maio, um homem de 43 anos, identificado como Adevaldo Alves da Silva, foi esfaqueado por um amigo após uma discussão durante uma bebedeira no bairro Universitário, em Rio Branco.

Segundo relatos de populares que testemunharam o incidente, a briga teve início devido ao consumo de bebidas alcoólicas. Durante a discussão, Silva teria chamado o agressor, José Nazaré da Cruz Gonçalves, de 42 anos, de “estuprador”. Em resposta, Gonçalves desferiu uma facada na perna da vítima e fugiu do local imediatamente após o ataque.

A Polícia Militar foi acionada e, após realizar buscas na área, conseguiu localizar e prender Gonçalves. Ele foi conduzido à delegacia central de flagrantes para os procedimentos legais.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi chamado para prestar os primeiros socorros a Silva. A vítima foi então levada ao Pronto-Socorro de Rio Branco, onde foi admitida no setor de traumatologia para uma avaliação médica mais detalhada.

Até o momento, não há informações sobre o estado de saúde atualizado de Adevaldo Alves da Silva. A investigação sobre o caso está em andamento para esclarecer os detalhes do incidente.

Comentários

Continue lendo