O Boletim Informativo da Assistência à Saúde do Acre divulgado na tarde deste sábado, 6, mostra que a taxa de ocupação de leitos em decorrência da Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) está à beira do colapso no estado.

De acordo com os dados informados, a ocupação na rede pública (SUS) era de 96,2% em UTI’s e 84,4% em leitos clínicos até a última atualização do boletim da Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre).

Em todo o estado, neste sábado, os hospitais públicos e privados informaram um total de 425 pacientes internados, dos quais 350 tiveram teste positivo para Covid-19.

Do total de pessoas hospitalizadas, 122 estavam em Unidades de Terapia Intensiva (UTI’s) e 303 em leitos de enfermarias (clínicos, obstétricos ou pediátricos).

Nos hospitais da Rede SUS (Sistema Único de Saúde) de todos os municípios do estado foram informados 350 de pacientes com quadro clínico de Síndrome Respiratória Aguda Grave.

Nos hospitais e clínicas da rede privada foram informados 75 pacientes internados nesta data.

Por regionais de saúde, no Baixo Acre a taxa de lotação de UTI’s é de 100% no Pronto Socorro de Rio Banco e de 98% no Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia (Into/Ac), onde havia apenas um leito de terapia intensiva disponível.

No Hospital do Juruá, unidade de referência daquela regional, de 26 leitos de UTI, 23 estavam ocupados até este sábado, taxa de 85,5%. Nos leitos clínicos a ocupação era de 71,2%.

Na regional do Alto Acre, onde não há leitos de UTI, a taxa de ocupação nas enfermarias era de 25%. Dos 20 leitos disponíveis, 5 estavam ocupados.

O monitoramento de internações por síndrome respiratória aguda grave (SRAG) é realizada diariamente pela Diretoria de Regulação, da Secretaria Adjunta de Assistência à Saúde, por meio de levantamento de dados primários em hospitais da rede pública e em hospitais privados, com o objetivo de acompanhar as internações por complicações da Covid-19.

Os dados são alterados conforme a atualização das Unidades de Saúde. Até a divulgação do último boletim, algumas delas não haviam atualizado as informações, segundo a direção de Assistência à Saúde.

Casos e mortes

O Acre é um dos 18 estados da federação onde a média móvel de mortes está em alta, com elevação de 38% com relação há 14 dias. São 1.054 mortes e 60.070 casos até este sábado, 5 de março, quando foram acrescentados à estatística mais 570 casos de infecção e 7 mortes pelo novo coronavírus.

Comentários