Agentes da Polícia Federal (PF/AC) cumpriram mandado de busca e apreensão na residência e no escritório profissional do advogado, Joelmir Oliveira dos Santos, nesta sexta-feira, 25. Ele teria sido contratado por integrantes do Comando Vermelho para defender colegas presos em crime de roubo, em Brasiléia (AC).

A ação tinha como objetivo apreender computadores, notebooks, tablets, telefones celulares e unidades de memória como (pendrives, HDs externos, compact disk e outros dispositivos de memória externa).

A ação policial ocorreu após chegar ao conhecimento do Ministério Público do Acre (MPE) que as vítimas (dos criminosos) estariam sofrendo extorsão mediante grave ameaça de morte por parte dos demais integrantes do grupo criminoso, do qual o advogado foi contratado para defender.

Segundo o MP, os integrantes da prisão passaram a extorquir a filha de uma das vítimas por mensagens enviadas via aplicativo whatsapp. Uma das vítimas forneceu de maneira voluntária áudios que revelam a extorsão praticada pelo grupo.

As provas evidenciam uma suposta “integração” dos suspeitos e que ambos estariam agindo de comum acordo para exigir o pagamento de valores como condição para que não fossem mortos.

“Os bandidos mandaram as vítimas entrarem em contato com o advogado da facção e efetuar o pagamento para que este atuasse nos processos em favor dos presos; que ligaram para o advogado, o qual se identificou como Dr. Souza e este inicialmente cobrou R$ 31 mil pelos serviços, sendo 13 mil para cada maior preso e 5 mil pelo menor”, relatou Ministério Público.

O MP alegou que o advogado sequer teria questionado a razão por trás da filha da vítima querer custear a defesa de criminosos que atacara seus pais para prática de grave delito patrimonial.

“Simples e deliberadamente fez-se cego, acatando a ordem de “fazer pressão” emitida pelo agremiação do comando vermelho!”, argumentou o Ministério Público sobre o posicionamento do advogado, alvo de mandado de busca e apreensão pela Polícia Federal.

Matérias relacioandas:

Polícia Civil prende advogado por apropriação indébita qualificada

PF-AC prende advogada por suspeita de ligação com o tráfico de drogas

Comentários