Delegado disse que homem foi indiciado por homicídio culposo, lesão corporal e fugir do local do acidente, mas juiz estipulou fiança e suspeito foi solto. Marido da mulher também ficou ferido.

Jovem Jaqueline não resistiu aos ferimentos e foi a óbito. Paulo Giovane se encontra em observação no hosipital.
Por Alcinete Gadelha

O homem de 51 anos, que não teve a identidade divulgada, que atropelou um casal que estava em uma motocicleta no quilômetro 286 da BR-317, em Epitaciolândia, no interior do Acre, foi solto no dia de 10 de outubro, após pagar fiança de R$ 5 mil.

O acidente envolvendo o homem que dirigia o carro, o motociclista Paulo Gonçalves e a jovem Jaqueline Sabino da Silva, de 22 anos, ocorreu na noite de sexta-feira (9). Os veículos seguiam na mesma direção quando o carro atingiu os dois da moto.

____________________

A jovem Jaqueline morreu no Pronto-Socorro de Rio Branco na madrugada de sábado (10).

O motorista, que não tinha habilitação foi solto no mesmo dia

____________________

“Era pastor que foi flagranteado, foi feito procedimento e o juiz achou por interessante pagar uma fiança de R$ 5 mil para ele responder em liberdade”, contou o delegado Luis Tonini, responsável pelas investigações.

Tonini disse que o procedimento já foi concluído e o pastor foi indiciado pelos crimes de homicídio culposo, lesão corporal culposa – ambos os crimes agravados por ele não ter habilitação e não ter prestado socorro – e por fugir do local do acidente.

“Todo procedimento foi concluído, foi feita perícia nos veículos. Ele não estava embriagado porque ia para o culto e foi para o culto após atropelar as vítimas. Na verdade, ele tentou esconder e disse que ficou com peso na consciência e foi orar a Deus. Mas, não teve coragem de se apresentar à polícia”, disse.

O delgado afirmou que ainda deve ouvir o rapaz que conduzia a motocicleta.

Prisão do suspeito

A Polícia Rodoviária Federal (PRF-AC) informou que quando chegou no local observou os vestígios do acidente e, com apoio da Polícia Militar, foi em busca do condutor do carro.

Moradores da região informaram que o motorista do carro estaria possivelmente em um ramal da comunidade rural Nari Bela Flor. No local, a polícia localizou o suposto veículo envolvido no acidente. Segundo a PRF, o carro estava amassado e ainda estava com a cor da motocicleta do casal.

O dono do veículo, que não tem carteira de habilitação, segundo a polícia, confessou que tinha se acidentado e que não tinha prestado socorro e foi preso. O homem foi levado para a delegacia de Polícia Civil da cidade para os procedimentos.

Comentários