terça-feira, maio 11, 2021
More
    InícioExtraObra e entrega de novo calçadão na Capital era para ter sido...

    Obra e entrega de novo calçadão na Capital era para ter sido feita em Brasiléia

    -

    Obra feita com barro na cidade de Brasileia foi levada pelo Rio Acre – Foto: Arquivo/Alexandre Lima

    Alexandre Lima

    A notícia publicada pelo sitio ac24horas.com nesta semana, mostra que o Estado brincou com o município de Brasiléia, quando anunciou a construção de uma obra de contenção que iria custar quase R$ 12 milhões de reais e com prazo de 7 meses para ser entregue pelo governo do Acre após a assinatura de início dos trabalhos no final de 2012, após a enchente.

    Placa da obra que não foi concluída em Brasília.

    Em setembro de 2013, as máquinas começaram a ser retiradas do local da obra por falta de pagamento e apenas barro foi utilizado em pouco menos dos 1.027 metros que deveriam construídos. Com a cheia da 2015, cerca de R$ 7 milhões foram levados rio abaixo.

    Após o desastre dos trabalhos mal feito, em setembro de 2015, o Governo anunciou que não iria mais dar continuidade nos trabalhos por não ter mais dinheiro e por isso ficou, sem explicar o que iria fazer com os pouco mais de R$ 4 milhões restantes.

    Segundo foi informado, “As obras de contenção da margem do Rio Acre no Calçadão Raimundo Escócio, chegaram à etapa de conclusão do sistema de drenagem. Nesta quinta-feira, 24, a empresa responsável pela execução das obras iniciou a instalação das mantas drenantes”.

    Trabalho feito no calçadão da Capital do Acre, feito da maneira correta – Foto: ac24horas

    “A área de intervenção no Calçadão Raimundo Escócio é de 6.400 metros quadrados, e a obra inclui a implantação do muro de contenção – que utiliza volume de concreto de 30 metros cúbicos e armadura de aço com 11.142,60 quilos, numa extensão de 100 metros. A área de contenção desse muro é de 9 metros. O investimento é de R$ 1.747.019,30. O projeto conta com apoio do gabinete do senador Jorge Viana”.

    Dia em que as máquinas foram retiradas do canteiro de obra em Brasiléia por falta de pagamento.

    Matérias relacionadas:

    Barranco de Sebastião está indo por água a baixo em Brasiléia

    Após gastar R$ 7 milhões, governo conclui que obra de contenção do rio Acre é inviável

    Obras de contenção do Rio Acre estão paradas por falta de pagamento

    Após denuncia, Seop garante obras às margens do rio Acre está 80% concluída

    Vereadores irão denunciar obras da encosta de rio ao Ministério Público Federal

    Caçamba vira em obra do Estado e motorista escapa ileso

     

    Comentários

    Comentários