Conecte-se conosco

Flash

Novo dispositivo detecta anticorpos contra a Covid em cinco minutos

Publicado

em

Ilustração mostra estrutura do óxido de zinco modificado com a proteína Spike e interação com os anticorpos
KARIN REGINA LEITE DE OLIVEIRA/DK DESIGN

Resultados revelaram acertos até maiores que o do teste convencional ELISA, padrão-ouro empregado atualmente

Testes rápidos, baratos e precisos continuam sendo essenciais para que os serviços de vigilância em saúde monitorem e contenham a disseminação do vírus SARS-CoV-2 e pesquisadores desenvolveram um sensor capaz de ajudar nesse objetivo.

O trabalho foi considerado relevante na área e teve destaque ao estampar a capa da revista ACS Biomaterials Science and Engineering.

Para desenvolver esse novo método diagnóstico o grupo utilizou um material usualmente conhecido na área de metalurgia, o óxido de zinco, combinado de forma inédita com o FTO, um vidro condutor de elétrons.

“Por meio dessa combinação inusitada e acrescentando uma biomolécula, a proteína viral Spike, foi possível desenvolver uma superfície com capacidade de detecção de anticorpos contra o vírus SARS-CoV-2. A leitura do resultado se dá pela captação de sinal eletroquímico na superfície desenvolvida”, explica o químico Wendel Alves, professor do Centro de Ciências Naturais e Humanas da Universidade Federal do ABC (UFABC) e autor principal do artigo.

O eletrodo criado detectou anticorpos contra o novo coronavírus em amostras de soro em cerca de cinco minutos, com índice de sensibilidade de 88,7% e especificidade de 100%. Os resultados revelaram número de acertos até maiores que o do teste convencional ELISA (ensaio de imunoabsorção enzimática), padrão-ouro empregado atualmente.

O trabalho contou com apoio da FAPESP por meio do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia de Bioanalítica (INCTBio) e de um Projeto Temático. Alves, que desenvolve pesquisas no Laboratório de Eletroquímica e Materiais Nanoestruturados (LEMN) da UFABC, conta que o conhecimento de propriedades químicas, como o ponto isoelétrico da proteína Spike do SARS-CoV-2, permitiu desenvolver uma plataforma em que ela ficasse retida por meio da ligação eletrostática com os nanobastões de óxido de zinco.

Esse composto, aliás, tem sido cada vez mais utilizado na produção de biossensores por causa de sua versatilidade e propriedades químicas, ópticas e elétricas diferenciadas.

De fácil produção e utilização, o imunossensor tem também custo de fabricação relativamente baixo. “Ele foi viabilizado graças ao emprego do forte conhecimento do grupo de pesquisa sobre novos materiais e a habilidade de sintetizar nanobastões de óxido de zinco, os chamados ‘nanorods’, modificando a superfície de um vidro condutor, o FTO”, detalha Alves.

Esse processo permitiu criar um microambiente molecular favorável para a imobilização da proteína viral Spike sobre a superfície eletrocondutora, transformando essa construção em um dispositivo simples para detecção de anticorpos contra o SARS-CoV-2.

A perspectiva do grupo é adaptar a plataforma para torná-la portátil, permitindo a conexão de dispositivos móveis para facilitar a detecção de anticorpos contra a COVID-19 e outras doenças infecciosas.

Análises e usos futuros

 

Para os testes, foram analisadas 107 amostras, divididas em quatro grupos: pré-pandemia (15); convalescentes de Covid-19 (47); vacinados sem resultado positivo anterior para a doença (25); vacinados com resultado positivo anterior (20). Os vacinados haviam recebido duas doses de CoronaVac, com quatro semanas de intervalo entre elas.

Um dos destaques ressaltados pelos pesquisadores é que os anticorpos detectados na plataforma desenvolvida podem ser tanto de infecção pelo coronavírus quanto de resposta imunológica induzida por uma vacina.

Essa segunda aplicação é bastante importante para auxiliar as ações de saúde pública ao monitorar a eficácia de diferentes programas e campanhas de vacinação.

O trabalho é assinado por pesquisadores da UFABC e do Instituto do Coração (InCor) da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FM-USP), que apontam a importância desse monitoramento das taxas de soroconversão e soroprevalência da imunidade gerada após vacinação.

O dispositivo está atualmente validado para detecção de imunidade induzida pela CoronaVac, mas o grupo pretende expandir para testar também a resposta de outros fabricantes, como Pfizer e AstraZeneca.

Uma das vantagens do eletrodo desenvolvido é sua arquitetura flexível, tendo potencial para outras aplicações biomédicas e de diagnóstico a partir de adaptações e personalizações. “A tecnologia gerada é uma plataforma de biossensoriamento versátil. Com o domínio dessa tecnologia é possível modificá-la e customizá-la para detecção sorológica de outras doenças de interesse para a saúde pública”, aponta Alves.

Comentários


Flash

Polícia Civil apreende arma durante perseguição em Epitaciolândia

Publicado

em

Dando continuidade as ações desencadeadas pela Polícia Civil no combate a criminalidade na região do Alto Acre, uma ação da equipe de investigação da Delegacia de Brasileia, deu início a uma perseguição a suspeito em via pública e apreendeu uma pistola, calibre 9mm.

A arma foi arremessada pelo investigado que fugiu por uma área de mata localizada próximo ao centro comercial.

Os investigadores perceberam que o investigado se desfez do objeto que foi recuperado pela equipe.

Trata-se de uma pistola calibre 9mm modelo G-17, marca Glock de fabricação Austríaca, que foi entregue na delegacia onde será periciada.

O trabalho investigativo da Polícia Civil segue com intuito de identificar mais pessoas envolvidas práticas delituosas e responsabilizar criminalmente seus autores.

Comentários


Continue lendo

Flash

Polícia Militar do Acre participa de solenidade alusiva aos 34 anos da Polícia Nacional do Peru

Publicado

em

Assessoria de Comunicação da PMAC

A Polícia Nacional do Peru realizou uma solenidade alusiva aos 34 anos da instituição, em Puerto Maldonado, na manhã desta terça-feira, 06 de dezembro. Uma comitiva da Polícia Militar do Acre (PMAC) prestigiou a formatura.

O capitão da PM do Acre, Isaías Pedro, acompanhado dos tenentes Tales Rafael e Souza Ferreira, representou a instituição acreana no evento, que teve ainda a participação da comitiva da Polícia Nacional da Bolívia e demais autoridades civis e militares do Peru.

As autoridades do Brasil, Bolívia e Peru também participaram de um encontro no Centro empresarial e Convenções Madre de Dios, onde ocorreu a entrega de certificados e presentes entre as instituições.

O Capitão PM Isaías, neste ato representando o comando da PMAC, falou da importância do encontro. “É uma honra para nós prestigiarmos o aniversário de 34 anos da polícia peruana. É fundamental estreitarmos as relações para ofertarmos um melhor serviço de segurança pública para nossas nações”, finalizou.

Comentários


Continue lendo

Flash

Boletim Sesacre registra 205 novos casos de coronavírus

Publicado

em

A Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre), por meio do Departamento de Vigilância em Saúde (DVS), informa que foram registrados 205 novos casos de coronavírus nesta terça-feira, 6 de dezembro. O número de infectados notificados é de 154.941 em todo o estado.

Até o momento, o Acre registra 361.800 notificações de contaminação pela doença, sendo que 206.845 casos foram descartados e 14 exames de RT-PCR aguardam análise do Laboratório Central de Saúde Pública do Acre (Lacen). Pelo menos 150.456 pessoas já receberam alta médica da doença.

Os dados da vacinação contra a covid-19 no Acre podem ser acessados no Painel de Monitoramento da Vacinação, disponível no endereço eletrônico: http://covid19.ac.gov.br/vacina/inicio. As informações são atualizadas na plataforma do Ministério da Saúde (MS) e estão sujeitas a alterações constantes, em razão das informações inseridas a partir de cada município.

Nenhum óbito foi notificado nesta terça, 6, fazendo com que o número oficial de mortes por covid-19 permaneça em 2.032 em todo o estado.

Sobre os casos de covid-19 no estado, acesse:
BOLETIM_AC_COVID_06_12__2022

Comentários


Continue lendo

Em alta