fbpx
Conecte-se conosco

Flash

No Juruá, governo capacita profissionais da Segurança Pública em ações operacionais

Publicado

em

O governo do Acre tem como uma das prioridades de sua gestão, a Segurança Pública, como uma política efetiva de qualidade e proteção aos cidadãos acreanos.

Por isso, a Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) realizou em Cruzeiro do Sul o Curso Operacional Integrado (COI) cujo objetivo é uniformizar práticas operacionais comuns, das instituições que compõem o Sistema Integrado de Segurança Pública (Sisp). Das quais destacam-se Polícia Penal, Polícia Civil, Polícia Militar e Corpo de Bombeiros.

Forças de segurança pública do Juruá em treinamento. Foto: Cedida.

Durante uma semana de formação, os alunos tiveram aulas de abordagem a veículos e pessoas, armamento, munição e tiro, técnicas de uso de algema, sobrevivência policial e uso de torniquete tático.

“O operador da segurança pública deve passar por treinamento continuamente. No caso dos policiais militares, os profissionais são frequentemente capacitados para ações de policiamento ostensivo e especializado. Os cursos de abordagem policial, por exemplo, costumam ser distintos para cada situação, como abordagens de alto risco ou a populações específicas, como a de deficientes auditivos”, disse o comandante da Polícia Militar em Cruzeiro do Sul, Edvan Rogério.

Durante uma semana, profissionais da Segurança Pública foram capacitados com novas técnicas. Foto: Marcos Santos/Secom.

Na atual gestão, já foram capacitados mais de 226 profissionais em vários municípios, isso demonstra o compromisso do governo do Estado em fortalecer o Sistema de Segurança Pública do Acre.

Sejusp reúne profissionais de diversas áreas da segurança pública em curso de aprimoramento de técnicas. Foto: Marcos Santos/Secom.

O que relataram

“O curso foi um divisor de águas entre as instituições, barreiras foram quebradas e fomos fortalecidos. Independente da instituição que estamos servindo o que ficou claro é que juntos somos mais fortes. As instruções foram transmitidas por profissionais capacitados, saio desse curso com minha bagagem de conhecimento renovada”

Danielen Fernandes, policial penal.

“Os cursos de capacitação na segurança pública servem para cumprir diversos objetivos e são de suma relevância para a formação e atualização contínua dos profissionais”

Coronel Vandernilson Perez, bombeiro militar, coordenador geral do COI.

Comentários

Continue lendo

Flash

Prefeitura de Brasiléia promove formação para professores de Educação Infantil

Publicado

em

A cidade de Brasiléia, por meio da Secretaria de Educação, dá início a um importante percurso formativo para os professores do Ensino Infantil. Com o objetivo de promover a oralidade, leitura e escrita nesta etapa crucial da educação, a iniciativa faz parte do Compromisso Nacional Criança Alfabetizada.

Na noite de terça-feira, 23 de abril, cerca de 70 professores da rede municipal de Educação Infantil se reuniram para o primeiro encontro desta formação. O evento contou com a presença de autoridades educacionais, incluindo o Coordenador de Ensino, Jesus Bispo, a Coordenadora de Ensino Infantil, Elizangela Ferreira, e a Gestora da Escola Menino Jesus, Maria Castro.

O principal objetivo desta iniciativa é garantir uma educação de qualidade desde os primeiros anos de vida escolar. A formação visa capacitar os professores para proporcionar um ambiente propício ao desenvolvimento das habilidades de comunicação e alfabetização das crianças, fundamentais para o seu sucesso acadêmico futuro.

Este compromisso com a formação continuada dos educadores reflete o empenho da Prefeitura de Brasiléia em oferecer uma educação infantil de excelência, preparando as novas gerações para os desafios do mundo moderno.

Comentários

Continue lendo

Flash

Vídeo: Alvo da Operação “Portas Abertas” tem habeas corpus negado

Publicado

em

O policial penal Romilson da Silva, foi preso no dia cinco deste mês, em Rio Branco. O agente de segurança pública, foi um dos alvos da Operação Portas Abertas, deflagrada pela Policia Civil.

A ação policial investiga uma possível facilitação de agentes públicos, na rebelião que deixou cinco mortos, em julho do ano passado, no presídio de Segurança Máxima Antônio Amaro Alves.

Quase três semanas após a operação da operação. A defesa do policial penal ingressou com a liminar de um habeas corpus.

No recurso, o advogado alegou que não há justificativa para a decretação da prisão preventiva e destacou que o Romilson, tem condições pessoais favoráveis, como bons antecedentes e residência fixa.

Mas na decisão, que negou o pedido, o desembargador Francisco Djalma disse, que a concessão de medida liminar em sede de habeas corpus, só é admitida em caráter excepcional, quando houve flagrante ilegalidade ou abuso de poder.

Ele disse também, que o juiz de primeiro grau, justificou a prisão do policial penal para a garantia da ordem pública.

Ainda na operação deflagrada no dia cinco deste mês, outros quatro policiais penais foram afastados das funções por 90 dias.  O inquérito do caso, ainda não foi finalizado.

Comentários

Continue lendo

Flash

OPERAÇÃO PF PF deflagra operação contra o abuso sexual infantojuvenil no Acre

Publicado

em

A Polícia Federal deflagrou, nesta quarta-feira (24/4), a Operação Videochamada, que visa combater a produção, o compartilhamento e o armazenamento de conteúdo de abuso sexual infantojuvenil.

Participaram da ação seis policiais federais, que deram cumprimento a um mandado de busca e apreensão, expedido pela 2ª Vara da Infância e Juventude da Comarca de Rio Branco/AC.

Os policiais objetivam encontrar elementos probatórios que ratifiquem a participação do investigado nos fatos em apuração, o que poderá resultar em novas diligências e na identificação de outros envolvidos na prática criminosa.

A investigação teve início em dezembro de 2023 a partir de notícia de crime encaminhada à Polícia Federal.

Se confirmada as hipóteses criminais, o investigado poderá responder pelos delitos de produção, compartilhamento e armazenamento de conteúdo pornográfico infantojuvenil, cujas penas, somadas, podem chegar a 18 anos de reclusão.

Comentários

Continue lendo