Conecte-se conosco





Acre

Mesmo em aperto financeiro, Governo do Estado gasta R$270 mil em carro de luxo e obras de arte

Publicado

em

Depois de cortar FG, CECs e reduzir os RPVs para economizar, o governo do Estado vai gastar R$ 270 mil em supérfluos

SW4 novo modelo /Foto: Reprodução

SW4 novo modelo /Foto: Reprodução

A Casa Civil do governo do Estado Acre não vem sendo afetada pela crise como os demais setores do poder. Tanto que vai adquirir uma utilitário de luxo com todos os opcionais por R$ 240 mil, além disso, também vai adquirir obras de arte no valor de R$ 33 mil. Só a picape custa mais que um trator 4×4 com motor diesel de seis cilindros adquirido pela Secretaria de Estado de Agropecuária (SEAP).

Consta no Diário Oficial do Estado (DOE) de sexta-feira (15) o extrato de ata de registro de preços nº 01/2016, processo nº 0008236-1/2016, pregão presencial para registro de preços Nº 334/2016 – CPL 03. No complemento da publicação estão as especificações do veículo: Toyota Hilux 4X4 CD SW4 A/T – 7 assentos, Motor Diesel turbo intercooler D-4D 3.0L 16V, 04 cilindros, com 177 CV de potência, Cor – Branca – padrão couro, Roda de Liga Leve com aro 18” – Pneus 265/60 R-18, computador de bordo. Tudo isso pela fábula de R$ 240.000,00.

Ocorre que no mesmo DOE está o extrato de ata de registro de preços nº. 07/2016/SEAP, pregão eletrônico (SRP) nº 200/2015, autuado no processo nº 0024715-1/2015, CEL 01, a aquisição de trator agrícola de pneus, fabricação nacional, marca New Holland, modelo T7.140, equipado com motor New Holland diesel, 6 cilindros, com o valor de R$ R$ 214.450,00. Ou seja, o luxo do carro custa mais que uma máquina que pode atender a dezenas de produtores rurais e auxiliar na geração de emprego e renda.

Os gastos do Gabinete Civil não param por aí, pois o extrato de contrato CC/Nº 11/2016, PROCESSO nº 0008810-8/2016, revela a aquisição de peças em marchetaria, de criação do artista plástico Maqueson Pereira da Silva, para atender as demandas da Diretoria de Recursos Logísticos da Casa Civil, no valor de R$ 33.705,00.

Apesar da gastança do gabinete civil do governador, os demais setores estão enfrentando contingenciamento nos gastos, tendo inclusive já ocorrido reduções no salários dos cargos comissionados e nas funções gratificadas, bem como redução do teto das requisições de pequeno valor (RPV) dos processos judiciais contra o Estado. Até o governador reduziu o seu próprio salário e também o dos secretários.

Comentários

Em alta