marcio-bittarAlexandre Lima, da redação

O Deputado Federal do PSDB, Marcio Bittar, que se encontra na fronteira do Acre para um encontro onde estará lançando seu nome como pré-candidato na noite desta sexta-feira, dia 18, concedeu um entrevista num programa de rádio local onde falou de suas propostas e do governo do Estado.

Márcio voltou a afirmar que seu opositor ao governo do Acre, será o Partido do Trabalhador e fez duras críticas ao que vem acontecendo no Estado. Um dos pontos destacados, seria a tentativa de amordaçamento da imprensa onde tentam a qualquer meio, tampar os desmandos atuais com ameaças abertas ou veladas.

O deputado comparou o governo no momento, a uma administração fascista, comunista e ditatória contra àqueles que não aceitam o que vem acontecendo no Acre. Criticou o palanque montado para que fosse entregue apenas alguns ‘tablets’ aos professores da rede pública em Epitaciolândia e as declarações de um deputado petista que foi desmentido no tocante à construção da URPA na cidade.

Disse que, se o senador Sérgio Petecão (PSD) for candidato, este não será seu oponente, e sim, o PT. Voltou a firmar que não cederá em ser candidato após ceder por outras vezes, acreditando que esta será sua vez e lutará por um estado liberal e não partidário com está no momento.

O pré-candidato disse que, ainda acredita numa grande aliança entre os partidos de oposição e que poderá acontecer uma chapa única em breve. Márcio Bittar estará no clube da PM a partir das 7h30 da noite desta sexta-feira, onde recebendo partidários e aliados para apresentar seu plano para candidatura ao governo em 2014.

Comentários