arui88yUm homem que teria investido R$ 1 mil na Mandala foi preso acusado de matar o jovem Pedro Henrique de Cardoso Silva, após deixar de receber o valor prometido pela vítima. O caso ocorreu na cidade de Lauro de Freitas, na Bahia.

De acordo com informações da imprensa baiana, Alan Patrick de Santana investiu o valor de R$ 1 mil e dias depois foi cobrar o lucro prometido por Pedro, que seria o criador de grupos da Mandala.

Com a recusa do divulgador de devolver o montante, o suspeito foi em casa pegou uma arma calibre 380, retornou e matou o divulgador com vários tiros.

O suspeito foi preso em flagrante pela Polícia Militar. Alan Patrick foi levado para uma delegacia da cidade, onde confessou o crime e permanece à disposição da Justiça.

Abertura de investigação

O Ministério Público de São Paulo abriu investigação para chegar aos responsáveis pelo jogo da Mandala, no WhatsApp, e enquadrá-los em crime contra a economia popular, cuja pena além do pagamento de multa, rende prisão de seis meses a dois anos.

O promotor de justiça de São José do Rio Preto e secretário executivo da Justiça Criminal, José Heitor dos Santos, solicitou a abertura de inquérito policial, onde estabelece que seja decretada a prisão preventiva dos praticantes da Mandala.

“Todos, quem depositou e quem organiza, poderão ser presos preventivamente a partir da abertura do inquérito”, disse o promotor.

A decisão foi tomada durante reunião com todos os promotores criminais de Rio Preto. Dos 11, oito compareceram e ficou decidido por unanimidade que em tese a mandala trata-se de um crime contra a economia popular.

Com informações do Blog do Rodrigo Ferraz

Comentários