Até agora 38 foram resgatados; restante ainda está debaixo de escombros

Escombros do hotel Xinjia, na na cidade chinesa de Quanzhou: local servia de quarentena para Coronavírus Foto: Reprodução/Twitter

FUJIAN, China — Um hotel usado para quarentena do  novo coronavírus na China caiu neste sábado, deixando 70 pessoas debaixo de escombros. O acidente aconteceu em Quanzhou, cidade portuária no sudeste do país. O hotel Xinjia, de cinco andares, caiu por volta de 19h30m (8h30m de Brasília) e os serviços de socorro conseguiram resgatar, até o momento, 38 pessoas, segundo um comunicado de autoridades locais de Quanzhou, na província de Fujian.

No Estado do Rio, foi confirmado um segundo caso da doença, o primeiro na capital.

Breve guia: Quão preocupado você deveria estar com o novo coronavírus?

A China registrou neste sábado outros 28 mortos pela epidemia de COVID-19, elevando o total de vítimas fatais no país a 3.070, segundo o último boletim oficial. O governo de Fujian informou, na sexta-feira, que a província tinha 296 casos de coronavírus e 10.819 pessoas haviam sido colocadas em observação após serem classificadas como suspeitas.

Uma mulher disse ao site Beijing News que vários parentes, inclusive sua irmã, estavam em quarentena no hotel,  depois de voltar da província de Hubei, centro do surto de coronavírus. Segundo ela, eles chegaram em 25 de fevereiro e deveriam sair logo após completar seus 14 dias de isolamento.

De acordo com o jornal Diário do Povo, o hotel foi inaugurado em em junho de 2018, com 80 quartos Foto: STR / AFP

Leia ainda: Paciente com coronavírus em Brasília está em estado grave, diz boletim

— Não posso contatá-los, eles não estão atendendo seus telefones — disse ela, que deu apenas seu sobrenome, Chen. — Também estou em quarentena (em outro hotel) e estou muito preocupada, não sei o que fazer. Eles eram saudáveis, mediam a temperatura todos os dias e os testes mostraram que tudo estava normal.

De acordo com o jornal Diário do Povo, o hotel foi inaugurado em em junho de 2018, com 80 quartos.

“Eu estava em um posto de gasolina e ouvi um barulho alto. Olhei para cima e todo o edifício desabou. Havia poeira por toda parte e fragmentos de vidro voando”, disse uma testemunha em um vídeo postado no aplicativo de streaming Miaopai.

Segundo a Comissão Nacional de Saúde, nas últimas 24 horas foram identificados 99 novos casos confirmados de infecção, contra 143 na sexta-feira. Apesar da queda, se verificou um aumento de registros fora da província de Hubei, epicentro da epidemia.

A Comissão relatou 24 casos confirmados “importados”, número que reforça os temores sobre um eventual aumento da propagação da epidemia na China por pessoas procedentes do exterior.

Especial visualEntenda tudo sobre o novo coronavírus

O número de pessoas infectadas com o novo coronavírus no mundo ultrapassou a marca de  101 mil segundo a OMS. No mundo, a China lidera com 81.667 casos registrados, seguida da Coreia do Sul, com mais de 6.700 contágios. O Irã, no Oriente Médio, também viu o número de infecções explodir nas últimas semanas. Até o momento, segundo estatísticas sociais, são 4.747 casos.

Comentários