Sigla vive o pior momento de sua história com prisão de Lula e a inércia de Tião Viana

Tá na rede

As redes sociais foram usadas nesta segunda-feira (13) para anunciar, em forma de convite à imprensa, o registro das candidaturas majoritárias da Frente Popular do Acre. Serão oficializados hoje (14), no Tribunal Regional Eleitoral (TRE), os nomes de Marcus Alexandre e Emylson Farias para a disputa ao governo, e de Jorge Viana e Ney Amorim para o Senado.

De véspera

O prazo estabelecido pela justiça eleitoral para registrar candidaturas termina amanhã, quinta (15).

Garganta abaixo

Cabe ressaltar o seguinte: o registro de candidatos é uma formalidade exigida pelos tribunais eleitorais. Não me consta que o ato tenha apelo jornalístico. Mas à falta de obras para inaugurar e de indicadores sociais a comprovarem quaisquer avanços reais conquistados pelo governo de Tião Viana, o corriqueiro precisa ser edulcorado de esplendor. E é claro que a imprensa vai engolir a fanfarronice.

Pelo contrário

O cenário não poderia ser pior para o partido da estrela vermelha. Com Lula na cadeia e candidato apenas a permanecer trancafiado pelos próximos anos, o governo de Tião Viana não consegue marcar pontos em favor da candidatura de Marcus Alexandre.

Maratona

Pra piorar, as pesquisas de intenção de voto insistem em revelar a rejeição ao candidato petista, mostrando-o quase 15 pontos percentuais atrás do principal adversário, o senador Gladson Cameli (Progressistas).

Ponto de vista

Minha opinião é que o PT cometeu um erro grave ao guindar o ex-prefeito de Rio Branco à condição de postulante a sucessor de Tião Viana. E as urnas haverão de me dar razão ou não quando foram abertas, após as 17 horas do dia 7 de outubro.

Perdeu, playboy!

A notícia segundo a qual o governador do PT foi obrigado pela justiça a nomear 12 concursados para a Saúde estadual, após quase quatro anos da realização de concurso público, deverá motivar outras ações judiciais.

Direito líquido e certo

Aprovados nos certames para ingresso na Polícia Militar e Polícia Civil do estado também deverão procurar seus direitos junto à magistratura. Mas será o próximo governador do Acre quem deverá descascar o abacaxi plantado pelo atual.

Totem

A direção do PSDB mandou confeccionar o que os especialistas do mercado editorial chamam de totem fotográfico – no presente caso com a imagem da jornalista Mara Rocha, candidata a deputada federal pela sigla. O totem da jornalista foi colocado na recepção da sede do partido na Capital.

Aprovado

Esse tipo de trabalho costuma reproduzir, em tamanho real, a figura humana, e com imagem em alta definição. Ficou bonito.

Guerreira

A deputada estadual Eliane Sinhasique (MDB) é uma mulher incansável. Vendo que seu esforço em levantar propostas em favor do combate à criminalidade foi solenemente ignorado pelo governo do PT, ela resolveu gravar um vídeo motivacional, destinado principalmente aos casais em desarmonia.

Motivacional

“Os casais em conflito precisam de conselhos e orientação para pacificar os relacionamentos. Diálogo e apoio emocional, palavras amigas e orientação para uma convivência harmoniosa são essenciais para se evitar a violência doméstica!”, diz Sinhasique.

Alarmante

O tema é de extrema relevância, sobretudo em um país onde uma mulher é assassinada a cada 120 minutos, por obra do próprio companheiro. Em 2017, foram registrados mais 4.400 feminicídios no Brasil – crimes que a polícia dificilmente consegue evitar por se restringirem ao ambiente doméstico.

Reconhecimento

Sinhasique, aliás, poderia ficar só no bate-boca com os adversários da bancada governista na Aleac, que repisam diuturnamente a patacoada de que a violência galopante no Acre é culpa do presidente Michel Temer. Ao invés disso, porém, ela tem ido além das obrigações inerentes ao mandato que exerce.

Deputada Estadual pelo PMDB, Eliane Sinhasique

Devaneios

Depois de ler a notícia de que o governador Tião Viana – na audiência judicial da qual participou junto com o perito da Polícia Federal Roberto Feres – insistiu em ser indenizado em R$ 20 mil por ter sido chamado de ‘babaca’ no Facebook, me pus a calcular quantos milhões eu teria a receber caso resolvesse processar a todos que já me ofenderam nas redes sociais e ainda o fazem no espaço desta coluna.

Calendário eleitoral

A partir da desta quinta-feira (16) os candidatos e apoiadores estarão liberados para a chamada campanha de rua. Serão permitidos comícios, carreatas, distribuição de material gráfico e na internet (desde que não remuneradas). Já o horário eleitoral gratuito nas emissoras de rádio e TV só começa no dia 31 de agosto.

Comentários