O Governo de Rondônia decidiu decretar lockdown em Porto Velho a partir deste sábado (6) e até o dia 14.

rondoniagora.com

A medida drástica, com a abertura apenas de supermercados, farmácias, postos de combustíveis e serviços de delivery alimentício, foi tomada após o grande aumento no número de casos de Coronavírus.

As medidas foram discutidas por meio de videoconferência realizada pelo Governo do Estado na manhã desta sexta-feira (5), com representantes do município e empresários.

O Governo evita chamar a decisão de lockdown, mas de isolamento restritivo.

Em Porto Velho, por falta de conscientização dos moradores e de fiscalização das autoridades, as medidas de isolamento não são cumpridas, principalmente na Zona Sul da cidade, onde é grande o número de infectados por Coronavírus.

De acordo com o Governo, também poderão receber autorização para funcionamento empresas que fornecem insumos e obras emergenciais voltadas para à saúde. Panificadoras estão em estudo.

As sugestões da classe empresarial serão apresentadas ao Comitê Interinstitucional de Prevenção, Verificação e Monitoramento dos Impactos da Covid-19 que devem se reunir nas próximas horas para deliberar as ações que nortearão o novo decreto.

Técnicos do Governo do Estado elaboraram uma minuta contendo a listagem de empresas que fornecem serviços essenciais, evitando assim, um eventual desabastecimento de gás e água.

O plano de reabertura do comércio será definido junto aos empresários durante este período. Estado e município atuarão juntos para cumprir os protocolos necessários ao retorno, agilizando e providenciando a entrega de leitos e medicamentos para o tratamento da doença.

Comentários