Conecte-se conosco

Extra

Especialistas tranquilizam pais sobre nova vacina contra a Covid-19

Publicado

em

Vacinas Covid-19 pediátricas da Pfizer-BioNTech – Foto: Myke Sena/MS

Anvisa amplia aplicação da Pfizer para crianças de 6 meses a 4 anos em todo o país

Especialistas tranquilizam famílias com relação à nova vacina da Pfizer aprovada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária, a Anvisa, para vacinar crianças entre 6 meses e quatro anos. A avaliação da Agência começou em 1º de agosto e recebeu apoio técnico para garantir a celeridade requerida. O infectologista e consultor da Sociedade Brasileira de Infectologia de Goiás, Marcelo Daher, explica que o novo imunizante é seguro e ajuda a evitar doenças graves como a pericardite.

“Os estudos de segurança que foram feitos posteriormente saíram e a vacina se mostrou segura e eficaz, eficaz no sentido de garantir proteção para as crianças”, explica o médico.“Os pais podem ficar tranquilos em relação à segurança desta vacina para crianças a partir de seis meses. Ela vem se somar às vacinas que temos no dia a dia, uma vacina para ser utilizada para prevenir formas graves da Covid-19”, tranquiliza.

O Gerente Geral de Medicamentos Biológicos da Anvisa, Fabrício Carneiro, explica que a eficácia e segurança do novo produto de imunização foi garantida por meio de um conjunto de fatores científicos. “A Anvisa considerou um grande conjunto de dados, entre dados de qualidade e clínicos, obtidos por meio de estudos conduzidos em alguns países”, conta.

“Com base nesses dados enviados à Anvisa, foi considerado que a vacina é segura e eficaz na faixa-etária pretendida”, afirma o especialista. Antes, no Brasil, o uso do imunizante da Pfizer só era permitido em crianças com mais de cinco anos de idade. Já a CoronaVac podia ser aplicada em crianças a partir de 3 anos.

A vacina para o público de seis meses a quatro anos terá dosagem e composição diferentes. O processo de imunização será em três doses de 0,2 miligramas. As duas doses iniciais deverão ser administradas no intervalo de três semanas, sendo a terceira e última delas aplicada oito semanas após a segunda vacinação.

Para facilitar a rotina na hora da vacinação, tanto dos agentes de saúde, como dos pais, a cor do rótulo e da embalagem da dose é um detalhe importante. Os frascos das vacinas para esse público, de seis meses a quatro anos, virão na cor vinho. Mãe da pequena Ana Beatriz, a dona de casa Leidiane Maria de Alencar, 29 anos, fica aliviada com a notícia da ampliação da imunização para as crianças.

“Estamos muito felizes porque liberou a vacina para a faixa-etária da minha filha, que tem quatro anos, ela vai poder vacinar a primeira dose e vai ser mais uma segurança para a vida dela”, destaca.

Segundo dados do Observatório da Primeira Infância, o Brasil tem registrado, em média, duas mortes de crianças menores de cinco anos por dia desde o início da pandemia, em 2020. De acordo com números do consórcio de veículos de imprensa, mais de 14 milhões de crianças entre 3 e 11 anos estão parcialmente imunizadas.

Comentários

Extra

Manifestante tentam invadir casa de governador no interior do Peru que repele com tiros

Publicado

em

Manifestante tentaram invadir a casa do governador Luís Orsuka Salazar, armados com pedaços de madeira e jogando pedras.

A crise política causada pela tentativa de autogolpe feita pelo ex-presidente do Peru, Pedro Castillo, no início de novembro de 2022, após saber que seria cassado, dá sinais que não tem data para acabar no País.

Além de vários protestos que resultou em morte, bloqueios de estradas além do clima tenso causado por opositores à prisão de Castillo que a cada dia estão mais violentos com ataques às instituições e até mesmo, contra policiais que foram mortos de maneira bárbara tendo seus corpos queimados.

Neste sábado, mais um dia de protestos pela cidade de Lima, capital do País, onde teve confronto entre manifestantes e a polícia nacional, registrando vários feridos e detidos.

governador Luís teve que usar de uma arma para repelir os manifestantes que jogavam pedras em sua casa.

Na cidade de Puerto Maldonado, distante cerca de 229km da fronteira do Brasil pelo estado do Acre, manifestante tentaram invadir a casa do governador Luís Orsuka Salazar, armados com pedaços de madeira e jogando pedras nas janelas.

Alguns policiais desarmados ainda conseguiram evitar a invasão, mas os manifestantes passaram a jogar pedras nas janelas. O governador temendo por sua vida e de familiares, passou a atirar com uma arma contra os manifestantes, assim evitando algo pior.

No vídeo, manifestante jogam pedras nas janelas e ainda acertam o governador na cabeça que efetua vários disparos na direção dos manifestantes. Também mostra apenas um soldado com escudo desarmado apenas olhando sem nada poder fazer.

Luís concedeu entrevista depois da dispersão dos manifestantes onde disse que foi acertado na cabeça por pedras e reclamou dos ministros do governo que teria enviado militares para a cidade sem armas e pede providencias para que resolvam um problema que é de sua responsabilidade.


Comentários

Continue lendo

Extra

Conforto e qualidade: Gazin reinaugura loja filial na BR 317 em Epitaciolândia

Publicado

em

Na manhã desta quinta-feira (26), a Gazin reinaugurou a loja no município de Epitaciolândia em um espaço amplo, com melhores condições para receber seus clientes, a loja funcionava em um armazém que passou por uma profunda reforma e foi totalmente reestrutura para poder oferecer um melhor espaço de vendas para os clientes com climatização mantendo o padrão de qualidade da empresa.

Na cerimônia de reinauguração estiveram presentes a Gerente Ana Carrilho, Alcebíades Gerente da Loja Gazin da Santos Dumont, o gerente da Loja Gazin em Brasiléia, Jefson Silva e funcionários, imprensa e o público que aguardava para desfrutar do ovo espaço a aproveitar as promoções do dia.

Antes do corte da fita a Gerente fez o uso da palavra e falou da emoção de poder fazer parte da família Gazin, e, estar entregando mais esse investimento aos munícipes epitaciolandesnses.

“É um momento muito especial, a loja antes era muito pequena, diante da necessidade de melhor atender nossos clientes, estamos entregando hoje um novo espaço totalmente climatizado, amplo e confortável, o momento é de gratidão e muita alegria por fazer parte da família Gazin. Destacou Ana Carrilho.

A Pastora Ana Paula fez uma oração abençoando o espaço e todos os funcionários.

A filial 368 mais conhecida como Gazin da Br. Está situada no km 01, próximo ao clube Art Eventos, além de contar com um amplo espaço com conforto e comodidade, vendedores treinados para ofertar atendimento de qualidade, conta ainda com uma novidade que é a retirada do produto na loja, ganhando mais descontos nas suas compras economizando com a taxa de entrega.

Comentários

Continue lendo

Extra

Polícia Civil descobre plano para explodir caixa eletrônico na fronteira

Publicado

em

Artefato estava pronta para ser usada em uma agência bancária na fronteira.

Investigadores da Polícia Civil da cidade de Brasiléia, coordenado pelo delegado Ricardo Castro, conseguiram descobrir um plano de faccionados que pretendiam explodir caixa eletrônico em agências do Banco do Brasil na fronteira.

A partir das informações, investigadores se deslocaram até a residência do suspeito, onde havia apenas o pai do menor que permitiu o acesso ao interior da casa, onde realizaram uma revista nos cômodos.

Foi quando encontraram uma ‘banana’ de dinamite pronta para ser acionada através de um acionador eletrônico. O menor infrator que já havia sido identificado, foi localizado e conduzido para a delegacia de Brasiléia, onde foi ouvido pelo delegado Ricardo Castro.

Segundo foi informado, o artefato foi preparado com a carga necessária para explodir um caixa eletrônico, evitando danificar o mínimo possível as cédulas. No entanto, não foi especificado qual agência das duas cidades seriam o alvo.

O menor seria levado ao judiciário para os devidos procedimentos. O caso ainda está em aberto, afim de descobrir os comparsas e se possível, localizar mais explosivos que possam ser utilizados em outras tentativas.

Veja entrevista com o delegado Ricardo Castro abaixo.

Comentários

Continue lendo

Em alta