Conecte-se conosco

Cotidiano

CR7 bate recorde, e Portugal vence Gana na Copa em jogo eletrizante

Publicado

em

Cristiano Ronaldo deixou o dele, quebrou um recorde histórico e ajudou a seleção portuguesa a estrear com vitória na Copa do Mundo do Qatar. Nesta tarde (24), Portugal venceu Gana por 3 a 2, no Estádio 974, em Doha, pela Grupo H do torneio mundial. CR7, de pênalti, João Félix e Rafael Leão marcaram os tentos da equipe europeia, enquanto Ayew e Bukari descontaram para os ganeses. Clique aqui e veja os gols da partida.

CR7 se tornou o primeiro jogador homem a marcar em cinco edições de Copas do Mundo. O atacante português marcou o seu oitavo gol pela seleção em Mundiais e reforçou seu nome entre as principais estrelas de todos os tempos do futebol. A brasileira Marta foi a primeira mulher a atingir tal feito, em 2019.

A seleção de Portugal ditava o ritmo de jogo, mas encontrava dificuldade para furar a retranca ganesa no primeiro tempo e teve um gol de Cristiano anulado. A equipe africana, montada para tentar segurar a pressão adversária, teve sucesso em neutralizar a artilharia portuguesa nos primeiros 45 minutos, mas não aguentou na segunda etapa. No entanto, embora tenha ficado duas vezes em desvantagem no placar, Gana não se abalou e quase frustrou a festa de Cristiano e companhia.

A vitória rendeu a Portugal a primeira colocação da chave H. Os portugueses estão na liderança isolada do grupo, já que Uruguai e Coreia do Sul empataram por 0 a 0 na outra partida. Os jogos das seleções na segunda rodada serão realizados na próxima segunda-feira (28). Os portugueses vão enfrentar os uruguaios, enquanto Gana mede força contra a Coreia do Sul.

CR7 se emociona no hino

Cristiano Ronaldo se emocionou durante a execução do hino nacional de Portugal
Imagem: Reprodução/ITV1

Principal jogador de Portugal, Cristiano Ronaldo se emocionou antes de a bola começar a rolar. Em sua quinta Copa do Mundo, o maior artilheiro da seleção portuguesa ficou com os olhos marejados durante a execução do hino de seu país.

Robozão com fome de gol

Cristiano Ronaldo para em Zigi em sua primeira chance na partida entre Porugal e Gana,. pela Copa do Mundo de 2022
Imagem: Catherine Ivill/Getty

A seleção europeia assumiu o comando do jogo desde o início e teve a sua primeira grande chance aos 9 minutos. Bruno Fernandes aproveitou vacilo de Kudus na defesa e tocou para Otávio, que lançou CR7 na cara do gol. O ídolo português não conseguiu ter o controle total da bola e parou em Ati, que conseguiu fechar o espaço ao sair do gol. A bola ainda rebateu no atacante e foi para fora.

Na sequência, Cristiano Ronaldo levou perigo mais uma vez. Portugal cobrou escanteio curto e Guerreiro alçou a bola para a área. O ‘robozão’ subiu mais alto que os adversários e conseguiu cabecear, mas não pegou em cheio e mandou a bola para a linha de fundo.

Gol que não valeu

Cristiano Ronaldo, de Portugal, reclama após ter gol anulado em partida contra Gana na Copa do Mundo
Imagem: Robert Cianflone/Getty Images

Ronaldo até chegou a balançar a rede de Gana aos 31′ da primeira etapa, mas a jogada não valeu. João Félix evitou que a bola saísse pela linha lateral e acionou o centroavante pelo alto. O craque português dominou a bola, girou sobre a marcação e bateu colocado, vencendo o goleiro ganês. No entanto, o árbitro assinalou que CR7 fez falta em Djiku na disputa do lance e invalidou o tento, deixando o craque inconformado.

O gol anulado de Cristiano foi o primeiro momento de verdadeira explosão no Estádio 974. Digna de nota. Até então, o pouco que se ouvia vinha dos cerca de mil torcedores de Gana. Sempre felizes e a cantar, inclusive. O restante do público parecia estar num teatro. Sentados. Quietos. Poucas reações daqueles que ajudam a abrilhantar o espetáculo.

Primeiro tempo morno

Otávio, de Portugal, é acompanhado por Partey e Seidu, de Gana, durante confronto na Copa do Mundo
Imagem: Clive Brunskill/Getty

Portugal tinha o amplo domínio das ações, mas encontrava dificuldade para infiltrar novamente na defesa adversária. A seleção de Gana ficou a etapa inicial inteira postada na retranca e armada para o contra-ataque, mas pouco criou e sequer finalizou na meta defendida por Diogo Costa.

Aos 40 minutos, tendo em vista o jogo fraco e até certo ponto sonolento, uma pequena parte da torcida resolveu gritar para alavancar os ânimos. Mas não eram portugueses, nem sequer ganeses. Eram mexicanos. O México, vale lembrar, é o próximo adversário da Argentina na Copa do Mundo do Qatar.

Centro das atenções, Cristiano Ronaldo, que agora leva cinco Copas do Mundo no currículo, foi o primeiro a sair de campo rumo ao vestiário para o intervalo. O capitão português teve três chances de gol nos 45 minutos iniciais e deixou o gramado nada satisfeito com o desempenho de sua equipe com o 0 a 0.

CR7 quebra recorde

Cristiano Ronaldo comemora gol por Portugal em frente a faixa de Messi em jogo contra Gana na Copa do Mundo
Imagem: Youssef Loulidi/Fantasista/Getty Images

A história está escrita no Qatar: gols em todas as cinco edições de Copa em que participou (2006, 2010, 2014, 2018 e 2022). Cristiano Ronaldo brilhou no Estádio 974. Sofreu pênalti aos 17′ do segundo tempo, cobrou, inaugurou o placar e saiu para o abraço dos companheiros. É mesmo um verdadeiro destruidor de recordes. Na comemoração, ainda viu os torcedores gritam “sim!” e, segundos depois, “Cristiano Ronaldo”.

Além quebrar um recorde individual, Cristiano Ronaldo marcou o gol de número 50 de Portugal em Copas do Mundo.

Reação ganense

Andre Ayew, de Gana, comemora após marcar contra Portugal na Copa do Mundo
Imagem: Julian Finney/Getty Images

Gana não desistiu. Não se deixou intimidar com o gol de Portugal. Também porque tem um atacante e capitão de peso: Andre Ayew. Kudus foi acionado em profundidade, chegou até a linha do fundo pela esquerda e cruzou para o meio da área. Ayew apareceu entre os zagueiros para empurrar a bola para o gol, empatando a partida.

Justo dizer que igualou o marcador com um empurrãozinho dos cerca de mil torcedores que estavam atrás do goleiro português Diogo Costa. Não pararam de cantar nem sequer um minuto. Ditaram o ritmo do jogo. Festa pura.

Portugal se impõe duas vezes

João Felix, de Portugal, comemora seu gol sobre Gana na Copa do Mundo
Imagem: Richard Heathcote/Getty Images

Em vez de abalar, o empate deu novo ânimo Portugal no jogo. A equipe logo voltou a ficar na frente do placar e ainda ampliou na sequência. João Félix marcou o segundo gol de Portugal, aos 32′, e Rafael Leão o terceiro, aos 34′. Sempre criticado por quase nunca correr para abraçar os companheiros, Cristiano Ronaldo esteve presente nas duas comemorações. Foi, inclusive, dos primeiros a chegar. É mesmo líder da equipe dirigida por Fernando Santos.

Gana ameaça de novo

Osman Bukari, de Gana, comemora gol sobre Portugal ‘à la’ Cristiano Ronaldo na Copa do Mundo
Imagem: Matthias Hangst/Getty Images

Na reta final, quando o jogo já parecia definido, Gana conseguiu encontrar o seu segundo gol. Aos 43′, Baba recebeu na esquerda, venceu a disputa contra Cancelo e mandou para a área. Bukari apareceu livre para cabecear no cantinho e diminuir a vantagem portuguesa. O jogador ganês aproveitou para fazer a famosa comemoração de CR7, levando o português ao delírio no banco de reservas.

Em um final eletrizante, a seleção ganesa ainda quase empatou em um grande vacilo do goleiro Diogo Costa. Nos acréscimos, o arqueiro de Portugal não viu Inaki Williams atrás dele e colocou a bola no chão. O atacante chegou a roubar a bola, mas não deu tempo de finalizar. A seleção ganesa não teve sucesso em frustrar a festa portuguesa com uma arrancada heroica e terminou derrotada por 3 a 2.

Foi a segunda vitória de Portugal em dois duelos contra a Gana na Copa do Mundo. Na edição de 2014, no Brasil, os portugueses saíram vitoriosos por 2 a 1.

Ficha técnica

Portugal 3 x 2 Gana

Torneio: 1ª rodada do Grupo H da Copa do Mundo

Local: Estádio 974, em Doha, no Qatar

Data e hora: 24 de novembro de 2022, às 13h (de Brasília)

Árbitro: Ismail Elfath

Assistente 1: Kyle Atkins

Assistente 2: Corey Parker

Gols: Cristiano Ronaldo (POR), aos 19′, Ayew (GAN), aos 27′, João Félix (POR), aos 32′, Rafael Leão (POR), aos 34′, e Bukari (GAN), aos 43′ do segundo tempo

Cartões amarelos: Kudus (GAN), Ayew (GAN), Alidu (GAN), Danilo (POR), Inaki Williams (GAN) e Bruno Fernandes (POR)

Portugal: Diogo Costa; Cancelo, Ruben Dias, Danilo e Guerreiro; Rúben Neves (Rafael Leão), Bernardo Silva (Palhinha) e Otávio (William Carvalho); João Félix (João Mário), Bruno Fernandes e Cristiano Ronaldo (Gonçalo Ramos). Técnico: Fernando Santos

Gana: Lawrence Ati; Salisu, Amartey, Djiku (Semenyo); Baba, Partey, Kudus (Bukari), Samed (Kyereh) e Alidu (Lamptey); André Ayew (Jordan Ayew) e Inaki Williams. Técnico: Otto Addo

 

Comentários

Cotidiano

Casemiro critica quem celebrou lesão de Neymar: ‘Sem educação e sem caráter’

Publicado

em

Volante disse também que o atacante, que está fora das duas próximas partidas da Copa, é um dos melhores jogadores do mundo

O volante Casemiro afirmou neste sábado (26) que pessoas que desejam o mal de outra “não têm educação nem caráter”. A afirmação veio após o jogador da seleção brasileira ser questionado sobre diversas manifestações nas redes sociais de pessoas que vibraram com a lesão sofrida pelo atacante Neymar, que torceu o tornozelo na partida de estreia do Brasil na Copa do Mundo.

Devido à entorse, o jogador do Paris Saint-Germain está fora da partida diante da Suíça, na segunda-feira, e, provavelmente, contra Camarões também.

Casemiro lamentou a contusão e afirmou que, apesar de o Brasil ter muitos bons jogadores, nenhum tem o nível de Neymar.

“Ele é um dos melhores jogadores do mundo e infelizmente não estará no próximo jogo. Temos jogadores de qualidade, mas, comparando-os com Neymar, é difícil encontrar alguém do nível dele”, disse o volante.

Na sexta-feira (25), o atacante Raphinha compartilhou um post em suas redes sociais em que criticava a atitude de brasileiros que torcem contra Neymar e que comemoram a lesão do jogador. Neste sábado, Casemiro foi indagado sobre o assunto. Primeiro, disse não ter visto as manifestações contrárias. Depois destacou que também se incomoda com isso.

Casemiro reforçou as críticas dos companheiros do atacante. “A mim incomoda também, claro, principalmente contra um companheiro do meu time. A gente vive num mundo em que existem pessoas boas e ruins. A partir do momento que uma pessoa deseja o mal da outra, e não falo nem sobre ser o Neymar, ela não tem educação, não tem caráter”, afirmou, em coletiva no CT da seleção brasileira, em Doha, no Catar.

O Brasil, um dos favoritos ao título, treinou neste sábado com os portões fechados para o confronto com a Suíça, segunda-feira (28), no qual pode garantir a classificação antecipada para as oitavas de final desde que vença e Camarões não vença a Sérvia no mesmo dia.

Comentários

Continue lendo

Cotidiano

Messi marca, Argentina supera México e segue viva na Copa do Mundo

Publicado

em

OGol

A Argentina segue viva na Copa do Mundo do Catar. Com muito drama, o time conseguiu vencer o México por 2 a 0, com belos gols de Lionel Messi e Enzo Fernández, em uma partida marcada pela entrega dos jogadores e pouca inspiração no ataque.

Com a vitória, os argentinos sobem para a segunda posição do Grupo C, com três pontos, e dependem só de si para garantir a classificação para as oitavas de final. No dia 30 de novembro, a Argentina enfrenta a Polônia às 16h. O México cai para a última colocação do grupo, com um ponto, mas ainda pode se classificar, com uma vitória contra a Arábia Saudita e uma derrota da Polônia.

Faltou futebol

A partida era de Copa de Mundo, mas o estádio tinha um clima de Libertadores, com as duas torcidas cantando muito. Dentro de campo, o jogo era truncado, com uma disputa intensa pela bola no meio-campo. Com vinte minutos jogados, nenhum dos times tinha acertado o alvo na primeira etapa.

O jogo manteve esse ritmo por grande parte do primeiro tempo. Argentina e México se entregavam muito na marcação, mas mostravam pouco repertório no campo de ataque. Assim como seus companheiros de ataque, Messi tocava pouco na bola.

A primeira finalização no alvo veio aos 33 minutos. Messi tentou surpreender Ochoa e bateu falta lateral direto para o gol. O goleiro mexicano estava atento e conseguiu a defesa.

A melhor oportunidade do primeira etapa veio em outra cobrança de falta, mas dessa vez para o México. Da entrada, Vega bateu bem na bola, mas a defesa de Martínez foi melhor. O goleiro argentino voou e encaixou a bola.

Messi e Enzo Fernandez decidem jogo para a Argentina

Os primeiros minutos da segunda etapa mostraram o mesmo padrão do primeiro tempo, com os dois times sem conseguir trocar passes e com pouca inspiração no ataque. Aos seis minutos, Messi teve uma falta para bater da entrada da área, mas mandou longe do gol.

Messi buscou mais o jogo no segundo tempo, e aos 18 minutos, foi recompensado. O camisa 10 recebeu na frente da área e bateu rasteiro, no cantinho, sem chances para Ochoa. Gol do alívio argentino, pelos pés de seu maior craque.

A Seleção Argentina ficou mais confortável com o gol marcado e jogou toda a responsabilidade para o México. Tata Martino fez mudanças no ataque, mas a Seleção Mexicana não levava perigo ao gol de Martínez.

Nos minutos finais, o gol para assegurar a vitória. Após jogada ensaiada em cobrança de escanteio, Enzo Fernandez dominou, invadiu a área e bateu no ângulo, para marcar um golaço. 2 a 0 Argentina, mais viva do que nunca na Copa do Mundo.

Comentários

Continue lendo

Cotidiano

Mbappé decide, França vence Dinamarca e garante vaga nas oitavas da Copa

Publicado

em

Por OGol

Em um grande jogo, a França venceu a Dinamarca por 2 a 1, pela segunda rodada do Grupo D da Copa do Mundo, e garantiu uma vaga nas oitavas de final. Mbappé foi o destaque da seleção francesa, marcando os dois gols da vitória.

Agora com seis pontos, os franceses precisam apenas de um empate contra a Tunísia para garantir a primeira colocação do grupo. A partida ocorre no dia 30 de novembro, às 12h. No mesmo dia e horário, a Dinamarca enfrenta a Austrália e precisa vencer o jogo para se classificar.

França é melhor, mas não marca

As duas Seleções criaram poucas oportunidades no começo do primeiro tempo. A França tentava levar vantagem nos duelos individuais, com Dembelé e Mbappé pelos lados, mas não finalizava com perigo, enquanto a Dinamarca buscava impor seu ritmo no jogo com o controle da posse de bola.

A primeira chance de perigo da partida veio aos vinte minutos. Demeblé fez boa jogada individual pelo lado direito e cruzou na área. Rabiot se antecipou a marcação e mandou um foguete de cabeça. Schmeichel espalmou e a defesa afastou o perigo.

Aos 29, a França assustou a Dinamarca mais uma vez. Mbappé fez fila na defesa e cruzou na área. Koundé apareceu no ataque, dominou com estilo e bateu para o gol.  A bola tinha a direção do gol, mas Hojbjerg fez o bloqueio e salvou a Dinamarca.

Acuada, a Dinamarca finalizou pela primeira vez aos 35. Cornelius recebeu em velocidade no contra-ataque, e finalizou para fora com perigo, a esquerda do goleiro Lloris. Quatro minutos depois, a França respondeu. Dembelé ganhou da marcação e cruzou rasteiro na área. Mbappé entrou livre para finalizar, mas pegou mal e mandou por cima do gol.

Mbappé faz dois e França vence

Mbappé foi o responsável pela primeira chance real de gol do segundo tempo. O camisa 10 dominou no meio-campo, girou sobre a marcação e partiu em velocidade. De perna esquerda, ele bateu forte, mas Schmeichel estava bem posicionado e fez a defesa.

Aos 15, Mbappé teve outra oportunidade, e dessa vez não desperdiçou. Ele iniciou a jogada no meio-campo, arrancou e tocou para Theo Hernandez. O lateral devolveu para Mbappé, que de primeira, mandou a bola para o fundo do gol.

A resposta da Dinamarca foi rápida. Aos 22 minutos, Eriksen cobrou escanteio, e Andersen desviou na primeira trave. A defesa da França falhou, e Christensen apareceu livre para mandar de cabeça para o gol. Tudo igual.

Depois do empate, o jogo melhorou. As duas seleções partiram para o ataque e tiveram ótimas chances de marcar, mas a bola não entrou. Até que aos 40 minutos, a França partiu para o ataque pela direita. Griezmann recebeu de Coman e cruzou na medida para Mbappé, que completou de primeira e fez o segundo da França.

Os dinamarqueses tentaram pressionar pelo gol de empate, mas não conseguiram marcar. Melhor para a França, que venceu por 2 a 1, e garantiu sua vaga nas oitavas de final da Copa do Mundo.

Comentários

Continue lendo

Em alta