Conecte-se conosco

Cotidiano

Com time titular, São Paulo vence Ceará no Castelão, quebra jejuns e sobe degraus no Brasileirão

Publicado

em

Calleri comemora após gol marcado no Castelão, o primeiro do São Paulo no jogo (Foto: Rubens Chiri/São Paulo FC)

Lance!

Calleri voltou a marcar após oito jogos para dar triunfo ao Tricolor fora de casa após dois meses e o primeiro êxito contra o Vozão fora de casa desde 2015

O São Paulo iniciou a rodada com a corda no pescoço, pressionado por conta do andamento da rodada. Mas em uma tarde onde jogou bom futebol, com o técnico Rogério Ceni apostando alto e escalando uma base titular, venceu o Ceará por 2 a 0, em pleno Castelão, quebrou diversos jejuns particulares e ganhou um respiro em sua luta particular para fugir do rebaixamento no Campeonato Brasileiro.

O Tricolor conseguiu bater o imponderável e a arbitragem confusa no primeiro tempo da partida, com direito a pênalti a seu favor anulado após recomendação do VAR, jogador do Vozão expulso e clima muito tenso entre a torcida cearense, que jogou tudo o que tinha em mãos no gramado, revoltada.

Mesmo assim, os paulistas se superaram. Com gol de Calleri na mesma etapa inicial, que volta a marcar após oito partidas, voltam a vencer fora de casa após mais de dois meses e quebram o tabu de não baterem os cearenses em sua casa desde 2015. No final, os mandantes ainda tiveram mais um jogador expulso.

Ainda teve tempo para Bustos, um dos reforços do Tricolor nesta janela de transferências, marcar após passe de Igor Gomes e anotar seu primeiro tento com a camisa são-paulina.

Com o resultado e até a publicação deste relato, o Tricolor sobe para o 13º lugar da tabela, com 34 pontos, seis de vantagem sobe a zona do pesadelo, o que lhe dá certo respiro pensando na disputa da final Copa Sul-Americana. O Vozão segue com 31, em 14º.

O JOGO

O jogo começou com ares de sufoco para o São Paulo. Logo no primeiro minuto de jogo, Mendonza recebeu bola enfiada de Jô, finalizou e Felipe Alves impediu o que seria o primeiro gol do jogo, para o Vozão.

Em um jogo tenso, com muita marcação no meio-campo, as chances seguiam escassas. Aos 11′, Pablo Maia arriscou um chute de longe, que saiu sobre o travessão de João Ricardo. Truncado, a partida seguia faltosa.

Tudo mudou aos 22′. Em bom contra-ataque do São Paulo, Alisson cruzou pela direita e Calleri finalizou e o goleiro defendeu. Mesmo assim, a bola sobrou para Patrick, que cruzou já dentro da área na medida para o argentino testar e acabar com seu jejum de oito partidas sem marcar gol com a camisa tricolor.

O gol sofrido obrigou o Ceará a buscar mais o jogo ofensivo. O que cria buracos esperados pelo Tricolor. Aos 25′, após Richardson se enrolar com Diego Costa pedindo pênalti, Calleri roubou a bola na péssima saída de jogo alvinegra e entrou livre na área, mas seu chute foi bloqueado pela marcação.

A toada continuou igual no decorrer da etapa inicial. E o zagueiro cearense Luiz Otávio se tornou um personagem involuntário. Primeiro ele apareceu livre na área, mas chutou por cima. Na sequência, aos 34′, derrubou Calleri. Inicialmente a arbitragem apontou o pênalti. Mas depois foi marcada a falta após revisão do VAR e o jogador acabou expulso, deixando o Vozão com um a menos. Na cobrança, seis minutos depois, Alisson rolou para Pablo Maia, que chutou e exigiu boa defesa de João Ricardo.

TABELA
> Confira classificação, jogos e simule resultados do Brasileirão-22
> Confira todos os jogos da Copa Sul-Americana-22

COM UM A MENOS, CEARÁ PRESSIONA, MAS TRICOLOR SE SEGURA

Maguielson Lima Barbosa apitava só a sua segunda partida na Série A em toda a carreira e se mostrou completamente perdido desde o lance vital do pênalti desmarcado. O ocorrido acabou mudar por completo o comportamento dos jogadores, que passaram a simular faltas e agressões, e até da torcida no Castelão, responsável por jogar garrafas e copos no gramado.

Apesar do climão criado, a etapa final começou com futebol sendo jogado, o que sempre é bom para todo mundo. E um São Paulo com três mudanças promovidas por Rogério Ceni foi atrás do segundo gol. Aos 9′, após escanteio, Galoppo cabeceou no travessão e na sobra Bustos completou para fora.

Mesmo com um a menos em campo, contudo, o Ceará também precisava de um resultado positivo. E a equipe se lançou ao ataque. Aos 16′, em contra-ataque, Mendonza cruzou na medida para Vina, que acertou belo chute e viu a bola passar raspando a trave são-paulina.

A resposta sao-paulina veio na sequência. Aos 20′, Galoppo dominou da entrada da área e finalizou para boa defesa de João Ricardo. Três minutos depois, o goleiro cearense apareceu de novo, fazendo boa defesa em finalização de Pablo Maia. O arqueiro ainda teve tempo de amortecer uma testada de Bustos.

Na reta final da etapa final, o Ceará até ocupou bem os espaços deixados pelo São Paulo e cresceu no jogo, valendo-se do cansaço rival. Entretanto, Zé Roberto agrediu Diego Costa sem bola e acabou expulso, fazendo o time alvinegro atuar com nove em campo nos dez minutos finais, matando qualquer chance de reação. Aos 47′, contudo, em jogada de contra-ataque, Marcos Guilherme cruzou na medida para Igor Gomes, que achou Bustos dentro da área. O argentino completou às redes e selou o resultado final.

+ LANCE! transmite ao vivo e de graça jogos da Bundesliga a partir deste sábado. Confira todas as informações sobre o torneio e transmissão.

PRÓXIMOS JOGOS

Na próxima rodada, o São Paulo encara o Avaí no domingo (25), às 20h (de Brasília), no Morumbi, em jogo que foi antecipado pela CBF em razão da disputa da final da Copa Sul-Americana em Córdoba, na Argentina, contra o Independiente del Valle, do Equador, no próximo dia 1º de outubro, às 17h (de Brasília).

O Ceará joga dia 28 (quarta-feira), às 21h45 (de Brasília). Faz mais um confronto direto na luta para escapar do rebaixamento diante do Coritiba, no Couto Pereira.

FICHA TÉCNICA
CEARÁ 0 x 2 SÃO PAULO
CAMPEONATO BRASILEIRO – 27ª RODADA


Local: Castelão, em Fortaleza (CE)
Data e hora: 18/9/2022 (domingo), às 16h (de Brasília)
Árbitro: Maguielson Lima Barbosa (DF)
Auxiliares: Alessandro Alvaro Rocha de Matos (BA) e Leila Naiara Moreira da Cruz (DF) (ambos da Fifa)
VAR: Adriano Milczvski (PR)
Público e renda: não divulgado

Cartões amarelos: João Ricardo, Nino Paraíba, Richard, Gabriel Lacerda e Jô (Ceará); Rodrigo Nestor e Luciano (São Paulo)
Cartões vermelhos: Luiz Otávio aos 38min do 1ºT e Zé Roberto aos 39min do 2ºT (Ceará) 

GOLS
Calleri (cabeça) aos 22min do 1ºT (0-1) e Bustos aos 47min do 2ºT (0-2)

CEARÁ
​João Ricardo; Nino Paraíba (Vásquez, 37/2), Messias, Luiz Otávio e Victor Luís (Diego, 37/2); Richard Coelho, Richardson (Gabriel Lacerda 41/1) e Vina (Guilherme Castillo, 18/2); Lima, Mendoza e Jô (Zé Roberto, 18/2)
Técnico: Lucho González

SÃO PAULO
​Felipe Alves; Rafinha (Igor Vinícius, intervalo), Diego Costa, Léo e Welington; Pablo Maia, Rodrigo Nestor (Galoppo, intervalo) e Alisson (Marcos Guilherme, 26/2); Patrick (Igor Gomes, 37/2), Luciano (Bustos, intervalo) e Calleri
Técnico: Rogério Ceni

Comentários

Cotidiano

Caixa paga Bolsa Família a beneficiários de NIS de final 9

Publicado

em

Adicional de R$ 150 só começará a ser pago em março

 

A Caixa Econômica Federal paga hoje (28) a parcela de janeiro do Bolsa Família aos beneficiários com Número de Inscrição Social (NIS) de final 9. O valor mínimo corresponde a R$ 600.

Embora o calendário oficial preveja o pagamento apenas na segunda-feira (30), a Caixa antecipa o depósito para o sábado anterior no aplicativo Caixa Tem.

Segundo o Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, neste mês o programa de transferência de renda do Governo Federal alcançará 21,9 milhões de famílias, com um gasto de R$ 13,38 bilhões. O valor médio recebido por família equivale a R$ 614,21.

A partir deste mês, o programa social volta a chamar-se Bolsa Família. O valor mínimo de R$ 600 foi garantido após a aprovação da Emenda Constitucional da Transição, que permitiu o gasto de até R$ 145 bilhões fora do teto de gastos neste ano, dos quais R$ 70 bilhões estão destinados a custear o benefício.

Em publicação nas redes sociais, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva escreveu que a manutenção da parcela mínima segue o compromisso estabelecido entre o novo governo e o Congresso Nacional. “Começaremos o pagamento de R$ 600 para famílias beneficiárias. Compromisso firmado durante a campanha e que conseguimos graças a PEC que aprovamos ainda na transição, já que o valor não tinha sido previsto no orçamento pelo governo anterior”, postou o presidente no último dia 16.

O pagamento do adicional de R$ 150 para famílias com crianças de até 6 anos ainda não começou. O ministro do Desenvolvimento e Assistência Social, Wellington Dias, afirmou que o valor extra só começará a ser pago em março, após o governo fazer um pente-fino no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), para eliminar fraudes.

No modelo tradicional do Bolsa Família, o pagamento ocorre nos últimos dez dias úteis de cada mês. O beneficiário poderá consultar informações sobre as datas de pagamento, o valor do benefício e a composição das parcelas no aplicativo Caixa Tem, usado para acompanhar as contas poupança digitais do banco.

Calendário Bolsa Família de Janeiro de 2023
Calendário Bolsa Família de Janeiro de 2023 – Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome

Auxílio Gás

Neste mês não haverá o pagamento do Auxílio Gás, que beneficia famílias cadastradas no CadÚnico. Como o benefício só é pago a cada dois meses, o pagamento voltará em fevereiro.

Só pode receber o Auxílio Gás quem está incluído no CadÚnico e tenha pelo menos um membro da família que receba o Benefício de Prestação Continuada (BPC). A lei que criou o programa definiu que a mulher responsável pela família terá preferência, assim como mulheres vítimas de violência doméstica.

Edição: Maria Claudia

Comentários

Continue lendo

Cotidiano

Aline Rocha conquista 3ª medalha no Mundial de Esqui Paralímpico

Publicado

em

Paranaense leva bronze na prova de média distância

A brasileira Aline Rocha conquistou, hoje (28), a medalha de bronze na prova de média distância (10 quilômetros) para cadeirantes do Campeonato Mundial de Esqui Cross-Country Paralímpico, disputado em Ostersund, na Suécia. Ela finalizou o percurso em 36 minutos e um centésimo, a dois minutos, 15 segundos e dois centésimos da norte-americana Kendall Gretsch, que ficou com o ouro, seguida pela alemã Anja Wicker.

Foi o terceiro pódio de Aline na competição. No último domingo (22), a paranaense de 31 anos levou o bronze nos 18 quilômetros. Na terça-feira (24), ela se tornou a primeira brasileira campeã do mundo na neve, ao vencer a prova sprint (um quilômetro).

Homens e mulheres

Além dela, o Brasil também foi representado por Elena Sena na disputa feminina dos dez quilômetros. A jovem de 19 anos chegou na sexta posição. Entre os homens, o rondoniense Cristian Ribera – que foi bronze no sprint, na terça – terminou a prova deste sábado na oitava colocação, sendo o melhor dos brasileiros, com tempo de 31 minutos e 36 segundos. Os paulistas Guilherme Rocha e Wesley dos Santos ficaram em 16º e 19º lugar, respectivamente.

A participação brasileira no mundial chega ao fim neste domingo (29) com a prova de revezamento, a partir das 6h (horário de Brasília).

Comentários

Continue lendo

Cotidiano

MEIs de todo o Brasil já podem emitir Nota Fiscal de Serviço Eletrônica no padrão nacional

Publicado

em

Aplicativo Simples Nacional

As NFS-e podem ser emitidas mesmo que o município não esteja conveniado à plataforma; veja como

Microempreendedores individuais (MEIs) de todo o Brasil já podem emitir a Nota Fiscal de Serviço Eletrônica (NFS-e) de padrão nacional, mesmo que o município não esteja conveniado à plataforma. Hoje, a emissão é facultativa, e o MEI pode optar pela emissão segundo as regras municipais. Mas, a partir do dia 3 de abril, será obrigatória a emissão da NFS-e nacional para MEIs prestadores de serviço e nas operações entre empresas.

Depois de anos em desenvolvimento conduzido pela Receita Federal do Brasil (RFB), a emissão da primeira NFS-e de padrão nacional por um MEI, de um município não conveniado à plataforma, foi realizada no dia 18 de janeiro deste ano, em um evento simbólico. O Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), prestador de serviços do MEI de Brasília (DF), foi responsável pela emissão.

Como emitir

É possível emitir a Nota Fiscal Eletrônica por meio do aplicativo NFSe mobile, disponível para dispositivos Android e iOS.

De acordo com a coordenadora do Núcleo de Simplificação da Unidade de Políticas Públicas do Sebrae, Helena Rego, essa é uma medida revolucionária, já que padroniza e facilita a vida do microempreendedor. “Ainda há a emissão em papel em muitos municípios. E com o aplicativo da Receita, depois que fizerem o cadastro, também on-line, em apenas três cliques, os microempreendedores individuais terão emitido a sua nota fiscal”, pontua.

Além disso, é possível emitir a Nota Fiscal mesmo sem internet, com a opção off-line. Quando o microempreendedor estiver conectado à internet, ela será repassada para a Receita. Para Helena Rego, o aplicativo digital melhora a experiência do MEI e, consequentemente, o ambiente de negócios brasileiro. “Menos tempo que o empreendedor tem que gastar com as obrigações acessórias, podendo se dedicar mais para a gestão”, afirma.

Atualmente, são 14,7 milhões de profissionais MEI registrados no país, a maioria no ramo de pequenos serviços. Joana dos Santos faz parte desse grupo. Ela é dona de um comércio localizado em Ceilândia, no Distrito Federal. Além da loja física, a empreendedora também vende pelo Instagram e pretende criar um site. “Eu quero ampliar minha loja, vender também on-line. Agora, isso vai facilitar muito, já que está fácil emitir a nota fiscal eletrônica, pelo aplicativo mesmo”, explica.

Hoje, a NFS-e conta com a adesão de 180 municípios, sendo 18 capitais, que correspondem a cerca de 50% do volume total de Notas Fiscais de Serviço emitidas no Brasil.

Comentários

Continue lendo

Em alta