fbpx
Conecte-se conosco

Cotidiano

Coluna – Brasil segue com a melhor seleção de futsal Down do mundo

Publicado

em

País fatura bi mundial e se torna o maior vencedor da competição

A primeira das Copas do Mundo de 2022 em que o Brasil terá de mostrar talento com a bola no pé terminou da melhor forma possível. No último domingo (10), o país conquistou o bicampeonato mundial de futsal para jogadores com síndrome de Down, realizado em Lima (Peru). O título veio de maneira emblemática: com goleada por 5 a 1 sobre a Argentina.

O feito tornou o Brasil o maior vencedor da competição, ultrapassando a Itália, que havia ganhado a primeira edição, em 2018, em Portugal. No ano seguinte, em Ribeirão Preto (SP), os brasileiros levantaram a taça pela primeira vez, também batendo os argentinos na decisão.

“Concentramos dias antes [do Mundial] no Centro de Treinamento Paralímpico [em São Paulo] e a seleção mostrou a diferença de uma concentração, de um treinamento. O Brasil vem crescendo bastante no cenário do futsal Down e estamos muito felizes pela conquista”, disse o técnico Cleiton Monteiro, em vídeo enviado à Agência Brasil ainda em Lima, antes da volta para casa.

 

 

A delegação retornou ao Brasil na segunda-feira (11) à noite, com o troféu carregado pelo capitão Renato Gregório, eleito o melhor jogador da competição em Lima. Outro destaque foi o ala Júlio Silva, responsável por 21 dos 50 gols marcados pelos brasileiros em cinco jogos. Só na final, ele balançou as redes quatro vezes.

Apesar do placar elástico, a final foi a partida mais “complicada” para o time brasileiro, que havia vencido os quatro compromissos anteriores marcando ao menos dez gols em cada um deles. Na primeira fase, as vitimas foram Uruguai (12 a 1), Chile (13 a 2) e Turquia (10 a 0). Na semifinal, novo triunfo por 10 a 0, desta vez sobre Portugal.

O Mundial, inicialmente, seria em 2020, na cidade de Antalya (Turquia), durante o Trisome Games, uma “Olimpíada” para pessoas com síndrome de Down, mas foi suspenso, devido à pandemia do novo coronavírus (covid-19). O Trisome Games (cujo nome é alusivo à trissomia do cromossomo 21 na célula humana) foi adiado para 2024, novamente em território turco, mas a competição de futebol acabou transferida para Lima e retornará a Antalya daqui dois anos.

 

 

A participação brasileira no Mundial (quando ele ainda seria na Turquia) esteve ameaçada por falta de recursos. Uma vaquinha online foi feita para tentar arrecadar os R$ 256 mil que custeariam passagens aéreas, hospedagem, alimentação e taxas de disputa. Pouco mais de R$ 60 mil foram obtidos na época, o que ainda era insuficiente. Vale lembrar que o futsal Down, embora voltado a pessoas com deficiência, não faz parte do programa paralímpico, tornando a captação de apoio e visibilidade um desafio a mais.

O cenário, felizmente, mudou para a seleção. Cerca de um mês antes do evento em Antalya, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) anunciou uma parceria com a Confederação Brasileira de Desportos para Deficientes Intelectuais (CBDI), entidade responsável pelo futsal Down, para viabilizar a ida à competição. Pouco antes da pandemia, uma marca de salgadinhos fechou patrocínio com a equipe, assim como uma empresa de lâminas de barbear, há um ano.

Os apoios, segundo Monteiro, foram mantidos, mesmo depois do adiamento da competição e da mudança de sede. Solucionada a questão financeira, o desafio foi manter o grupo ativo em meio às restrições da pandemia. O primeiro treino presencial aconteceu em outubro de 2021, quase dois anos após a última atividade.

“Fizemos os treinamentos online e conversamos muito. Eles estudaram o que é o futsal e quais as novas metodologias de treinamento. Assim que conseguimos retornar aos treinos presenciais, eles colocaram tudo em prática e isso fez bastante diferença. Foi bem legal”, contou o técnico da seleção brasileira, que, antes de buscar o tricampeonato mundial em 2024, terá pela frente a Copa América no ano que vem, em São Paulo.

Após a seleção de futsal Down, mais uma equipe brasileira inicia, ainda neste mês, a jornada em outra Copa do Mundo de futebol. A partir do próximo dia 27, em Salou (Espanha), o Brasil disputa o Mundial de futebol de PC (paralisados cerebrais, antes chamado futebol de sete). O time canarinho busca uma conquista inédita na modalidade, depois de dois vice-campeonatos (2003 e 2013). Na última edição, em 2019, realizada em Sevilha (Espanha), o grupo ficou na terceira posição.

Comentários

Continue lendo

Cotidiano

Sorocaba e Biah Rodrigues revelam nomes dos filhos gêmeos: ‘É um nome diferente’

Publicado

em

Por

Com expectativas altas para o nascimento dos gêmeos, o cantor Sorocaba e a esposa Biah Rodrigues mal conseguem guardar mais segredos. Após dizer sem querer o nome do menino, que se chamará Zion, o casal revelou que a filha receberá o nome Angelina.

“Viemos revelar os nomes que vocês já sabem, acabei soltando”, começou o sertanejo. “Já te perdoei, amor”, brincou a influenciadora. “Queria esperar para que a gente pudesse explicar o significado porque tem um propósito maior que só o nome”, explicou ela.

“Da primeira vez que ouvi Zion, bateu ‘duro’ [no ouvido] porque é um nome diferente. Ainda mais do jeito que escrevemos Z-I-O-N. É bem diferente e sempre falei pra Biah que queria nomes mais universais, mas ela me convenceu depois”, disse o músico.

Fonte: TOP FAMOSOS

Comentários

Continue lendo

Cotidiano

Juliette reúne famosos em festa e se esbalda em touro mecânico: ‘São João’

Publicado

em

Por

O ‘São JUão’ de Juliette rendeu bons momentos de diversão e cantoria! A campeã do ‘Big Brother Brasil 2021’ reuniu várias celebridades em seu arraiá na última sexta-feira (24), no Rio de Janeiro. E, nesta terça-feira (28), ela usou suas redes sociais para mostrar como se esbaldou ao lado dos amigos famosos.

Em um vídeo publicado em seu perfil oficial do Instagram, a cantora mostrou os melhores momentos de festança que teve muita cantoria, correio do amor e funk com MC Daniel e L7NNON. Além disso, Juliette apareceu ao lado de Bruna Marquezine, tentando se equilibrar em um touro mecânico.

A publicação animou os seguidores da musa nas redes sociais. “Como pode existir um ser que não goste da juliette?”, disse uma fã. “Amo a versão Apocalíptica 😍”, declarou outro. “Bom demais kkk”disse um terceiro. Confira no vídeo abaixo:

Fonte: TOP FAMOSOS

Comentários

Continue lendo

Cotidiano

Botafogo anuncia pagamento de R$ 130 milhões de dívidas cíveis do clube associativo

Publicado

em

Por

Pagamento foi feito a credores que aderiram ao plano de recuperação extrajudicial

Torcida do Botafogo faz a festa no Nilton Santos – Botafogo x Vitória – Copa do Brasil — Foto: André Durão

O Botafogo anunciou mais um passo na direção da equalização financeira ao quitar R$ 130 milhões à vista da dívida cível construída pelo clube associativo. O pagamento foi feito aos credores que aderiram ao plano de curto prazo com pagamento à vista da Recuperação Extrajudicial.

O clube protocolou na Justiça o plano da recuperação para dívidas cíveis no dia 20 de dezembro de 2023, divulgou as propostas no dia 9 de fevereiro deste ano e, nesta semana, fez o pagamento dos credores que optaram pela alternativa de curto prazo.

O planejamento da direção alvinegra é de quitar as dívidas cíveis, que estão avaliadas em R$ 443.925.450,83, em até 13 anos. Com os R$ 130 milhões já pagos, restam ainda R$ 313 milhões distribuídos em outros dois grupos.

Antes, o Botafogo estava inserido no RCE (Regime Centralizado de Execuções). Neste formato, o clube dedicava 20% de toda receita mensal para o pagamento de credores, que eram organizados em uma “fila” – havia, porém, reclamações de pessoas por possíveis falta de pagamento.

A Recuperação Extrajudicial dividiu os credores em três grupos, sendo o primeiro quitado agora em maio, dois meses após a data limite divulgada pelo clube inicialmente:

  • Pagamento à vista (Curto prazo) – Pagará o valor do crédito reconhecido pelo Botafogo, em única parcela, em até 10 (dez) dias da homologação do Plano de Recuperação Extrajudicial ou no máximo até a data 31 de março de 2024. Haverá um desconto de 90% sobre o valor atualizado do crédito.
  • Pagamento Longo Prazo – Haverá uma carência de 2 anos após a homologação do Plano de Recuperação Extrajudicial para início dos pagamentos. Permite que o pagamento seja feito no período máximo de até 156 meses. Haverá um deságio de 40% sobre o valor atualizado do crédito.
  • Valor Fixo – Pagará em uma única parcela de até R$ 20 mil o valor do crédito reconhecido pelo Botafogo (observado o limite do respectivo valor do crédito), em até 60 dias da homologação do Plano de Recuperação Extrajudicial. O Credor renuncia a eventuais saldos (se houver) que excederem o valor da parcela de pagamento aprovada.

Os credores que inicialmente não aceitaram o acordo e entraram no modelo pelo aceite da maioria entrarão no pagamento a longo prazo.

Comentários

Continue lendo