Todo ano é realizado um calendário de vacinação em todo o país, no município de Brasiléia não é diferente, e as equipes já se preparam para alcançar os índices de imunização exigidos pelo Ministério da Saúde. Brasiléia está sediando nos dias 23 e 24, no Centro de Educação Profissional (CEDUP), o encontro com profissionais da saúde dos municípios do Alto Acre, para avaliação e planejamento das ações de imunização para 2017.

Objetivo é apresentar os dados do ano de 2016, de imunização vacinal por cada município  e avaliar os pontos negativos, para que possam ser coberto no ano de 2017, há maioria dos municípios não alcançaram a porcentagem necessárias junto ao Ministério da Saúde. Brasiléia ficou com um índice baixo de imunização, é necessário à cobertura de no mínimo 95% do que determina o Ministério. A vacinação é para todas as idades, e os pais devem fica alerta para a campanha, que deve começar no mês de abril.

A Coordenadora de imunização do Acre, Maria Auxiliadora, disse que a avaliação é feita anualmente.

“Na avaliação agente vê onde não houve a cobertura prevista da vacina, e monta uma estratégia para aumentar os indicadores junto ao Ministério da Saúde, evitando assim que a população não fique vulnerável as doenças. É importante que o gestor do município tenha essa preocupação, pois, quando a população está vacinada diminui a ida das pessoas aos postos de saúde e hospitais”, disse.

Joe Welder, coordenador de Imunização do município de Brasiléia, falou que é importante que a população seja vacinada.

“É muito importante essa ação para o nosso município, pois, o índice em nossa cidade em 2016, não foi alcançado.  Sabemos que o momento era outro, e agora a atual gestão tem interesse em alcançar o determinado pelo Ministério. Desta forma o planejamento é de fundamental importância, para garantir  saúde da nossa população”, ressaltou.

Quando o índice de vacinação do município não é alcançado, a cidade é penalizada com devolução do recurso, e pode ainda ter o recurso suspenso.

Comentários