Por Raimari Cardoso

Dos 19 leitos de enfermaria disponíveis para pacientes com covid-19 na regional do Alto Acre, 5 estão ocupados até esta sexta-feira, 4, de acordo com o último Boletim Informativo da Assistência à Saúde no Estado do Acre – uma taxa de ocupação de 26,3%.

A regional do Alto Acre é a única que não tem leitos de UTI disponíveis para o tratamento dos casos mais graves de covid-19, o que obriga a serem transferidos para Rio Branco os pacientes que apresentam complicações decorrentes da doença.

No total divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre) no boletim desta sexta-feira, a regional acumula mais de 4 mil casos confirmados do novo coronavírus. Xapuri é o município com o maior número de casos confirmados na regional, com 1.669 registros.

A maior incidência de contaminações, no entanto, continua no município de menor população da região, Assis Brasil, que tem taxa de 9.882,7 casos positivos por grupo de 100.000 habitantes. Em números absolutos são 733 casos confirmados até o momento.

Com menos casos que Xapuri e Assis Brasil, o município de Epitaciolândia é o segundo da regional em número de mortes registradas – 15 no total. Brasiléia, a mais populosa das quatro cidades, é onde foram registrados mais óbitos no Alto Acre – 20.

Na última avaliação de risco do Pacto Acre sem Covid – janela epidemiológica de 8 a 21 de novembro – o Alto Acre avançou à Bandeira Verde (Cuidado) após ter ficado sem registrar nenhuma internação. O próximo anúncio está marcado para 11 de dezembro.

Em todo o Acre, o número de casos de covid-19 subiu de 36.899 para 37.152 nas últimas 24 horas. Nesta sexta-feira, 04, houve mais um óbito, o que elevou o número oficial de mortes pela doença para 731 em todo o estado.

Comentários