Assim como em outras carreiras do serviço público, a atividade penal exige preparo e qualificação constante. Desta forma, 25 agentes penitenciários participaram do curso de armeiro oferecido pelo Exército Brasileiro entre a última quarta-feira, 20, e esta sexta-feira, 22. O curso é fruto da parceria entre o Instituto de Administração Penitenciária (Iapen), por meio da Escola de Administração Penitenciária (EAP), e o 4º Batalhão de Infantaria de Selva (4º BIS).

A capacitação, que teve carga horária de 24 horas, contou com instruções sobre protocolo de recebimento e retirada de armas, guarda e conservação de armamentos. Além dos servidores da capital, dois agentes penitenciários de cada unidade do interior também participaram do curso.

Servidores da capital e interior receberam a capacitação oferecida pelo Exército Brasileiro Foto: Iapen

A diretora da Escola de Administração Penitenciária, Helena Guedes, explicou que o objetivo da instituição é preparar e capacitar pessoas para trabalhar nos setores de reservas de armas das unidades. Ela ressaltou que os servidores receberam instruções baseadas nos armamentos utilizados na segurança dos presídios, como pistola, calibre 12 e fuzil.

De acordo com o presidente do Iapen, Lucas Gomes, a capacitação dos servidores do Iapen é necessária devido à complexidade dos serviços realizados. “Nós temos buscado a cada dia fortalecer o currículo dos nossos servidores e capacitá-los constantemente. Esse é o compromisso da nossa gestão, oferecer condições tanto para o serviço administrativo quanto para o serviço operacional”, afirmou.

Comentários