Advogada foi uma das três primeiras pessoas positivas para o vírus no Acre, na primeira quinzena de março, após participar de um evento da advocacia no Nordeste.

João Renato Jácome

A advogada Isabella Fernandes, que está com o novo coronavírus, internada desde a quinta-feira, dia 26, na UTI do Pronto-Socorro de Rio Branco, já respira sem o auxílio de aparelhos. A informação foi confirmada pela equipe da unidade de saúde, neste quarta, dia 01.

Como tem apresentado melhora, a advogada pode deixar o setor de UTI em até três dias, e ser levada para um leito de observação, onde continuará sendo atendida pelos profissionais capacitados à crise da pandemia COvid-19.

Isabella, em estado grave, aguardava a transferência para a UTI desde o início da semana passada, mas não conseguia porque o Hospital Santa Juliana, referência para os encaminhamentos da Unimed Rio Branco, estava negando a vaga à advogada.

Segundo informações repassadas, Isabella ainda requer cuidados detalhadas, mas o quadro é estável. Ela foi uma das três primeiras pessoas positivas para o vírus no Acre, na primeira quinzena de março, após participar de um evento da advocacia no Nordeste.

Comentários