fbpx
Conecte-se conosco

Acre

Vereadora Arlete Amaral, do Progressista, batalha há três anos por Capela e IML em Brasileia

Publicado

em

Arlete Amaral (PP) – Ex-presidente e atual Vice-Presidente do Poder Legislativo de Brasiléia – Foto: Assessoria

No cenário político do município de Brasileia, no Estado do Acre, destaca-se a incansável atuação da vereadora Arlete Amaral, membro do Partido Progressista. Com um histórico de comprometimento com as necessidades da população local, a vereadora tem direcionado seus esforços para a obtenção de dois serviços essenciais: a construção de uma capela e a implementação de um Instituto Médico Legal (IML) na região.

A luta pela capela: três anos de empenho

Desde o início de seu mandato, há três anos, a vereadora Arlete Amaral tem sido uma voz ativa na busca por soluções relacionadas à realização de velórios dignos no município. A ausência de uma capela tem causado uma lacuna na infraestrutura local, levando a situações desconfortáveis e difíceis para as famílias enlutadas. Antes, os velórios eram realizados na Câmara Municipal, porém, essa prática foi interrompida devido às demandas contínuas da casa legislativa.

Diante desse cenário, Arlete Amaral não mediu esforços para sensibilizar as autoridades competentes e mobilizar recursos visando à construção da tão aguardada capela. Ela tem enfatizado que a disponibilidade de um espaço apropriado para a realização de velórios é crucial para assegurar uma despedida digna aos entes queridos e para oferecer um suporte emocional adequado às famílias durante esses momentos difíceis.

A busca pelo IML: abordando questões legais

Além da luta pela capela, a vereadora também tem se empenhado em garantir que o município conte com um Instituto Médico Legal (IML). A ausência desse serviço tem gerado dificuldades no que diz respeito à realização de autópsias em casos de homicídio e outras situações que demandam análises forenses. Arlete Amaral reconhece a importância de um IML para a elucidação de crimes e para a promoção da justiça.

Com a implementação de um IML, o município de Brasileia poderá contar com uma infraestrutura adequada para a realização de autópsias, contribuindo para a investigação eficiente de casos criminais e para a coleta de evidências em conformidade com os procedimentos legais. A busca pela criação desse instituto reflete o compromisso da vereadora com a segurança pública e a garantia dos direitos dos cidadãos.

Persistência e esperança para um futuro melhor

A atuação da vereadora Arlete Amaral demonstra seu comprometimento com a melhoria da qualidade de vida da população de Brasileia. Ao reivindicar a construção de uma capela e a implementação de um IML, ela não apenas aborda questões estruturais fundamentais, mas também demonstra empatia pelas necessidades emocionais e legais da comunidade. Sua persistência e dedicação são um exemplo de como a política local pode efetivamente contribuir para transformações significativas na vida das pessoas.

Comentários

Continue lendo

Acre

Administração do TJAC presta homenagem à desembargadora Maria Penha

Publicado

em

Por

Magistrada teve 23 anos de serviços prestados ao judiciário acreano. A homenagem aconteceu no Centro Cultural, durante o encerramento da agenda da presidente no Juruá.

A Administração do Tribunal de Justiça do Acre (TJAC) homenageou nesta quarta-feira, 24, a desembargadora aposentada Maria Penha. A presidente, desembargadora Regina Ferrari, o vice-presidente Luís Camolez, e o diretor da Escola do Poder Judiciário, desembargador Elcio Mendes, entregaram uma placa de homenagem à desembargadora pelo reconhecimento aos serviços prestados ao Poder Judiciário do Acre. A homenagem aconteceu no Centro Cultural, durante o encerramento da agenda da presidente no Juruá.

A desembargadora aposentada Maria Penha, que mora em outro estado, veio ao Acre e acompanhou as agendas da desembargadora-presidente e do diretor da Esjud, na cidade de Cruzeiro do Sul.  Aposentada do TJ acreano, Cruzeiro do Sul foi a primeira Comarca onde ela atuou no exercício da magistratura.

“Estou emocionada. Quero agradecer o convite da desembargadora Regina que sabia do meu interesse de muito tempo de retornar a Comarca de Cruzeiro do Sul. Eu digo sempre da minha gratidão pelos anos na magistratura que me tornaram certamente uma pessoa melhor. Fico muito feliz e agradecida em poder retornar a essa cidade. Eu saio com o coração muito alegre”, disse.

Na oportunidade, a desembargadora parabenizou a Administração por investir em estudos e qualificação aos magistrados.

“Uma gratificação imensa pra mim. Fico muito feliz em verificar que hoje o TJ do Acre estimula seus magistrados a estudarem. Uma coincidência, vejo aqui jovens magistrados que ingressaram recentemente, e como um deja vu, eu volto ao meu início na magistratura. Estou muito feliz”, ressaltou.

A desembargadora Regina Ferrai disse ser uma grande emoção prestar homenagem a desembargadora Penha. “Cuja dedicação e profissionalismo deixaram uma marca indelével. Durante seu tempo conosco, não apenas desempenhou suas funções com excelência, mas exerceu um impacto positivo em todos que tiveram o prazer de trabalhar ao seu lado”, dividiu.

Ela acrescentou saber que a desembargadora Penha  acalentou no seu coração o momento de voltar ao Juruá, onde foi a sua primeira Comarca. “A desembargadora Penha é um exemplo de magistrada. Ela nunca se cansava de entregar uma prestação jurisdicional célere, efetiva e humana. Sempre com uma visão para além dos autos. Uma visão humanitária, acolhedora e fraterna. Obrigada desembargadora Penha por ter feito tanto pelo Poder Judiciário”, concluiu.

O vice-presidente salientou ser uma noite para expressar profunda gratidão a desembargadora por tudo o que ela contribuiu para o Poder Judiciário. “É uma felicidade muito grande receber você aqui em Cruzeiro do Sul para essa homenagem. Felicidade e seja sempre bem-vinda”, disse o desembargador Camolez.

O diretor da Esjud compartilhou que teve a oportunidade de acompanhar um pouco da carreira da desembargadora. “À época estava como juiz também. A desembargadora Penha é merecedora de tudo isso e muito mais e a magistratura há de reconhecer cada vez mais o que a senhora construiu para o Poder Judiciário do Estado do Acre. Parabéns”, disse.

O presidente da Associação dos Magistrados do Acre (ASMAC), juiz de Direito Gilberto Matos parabenizou a desembargadora Penha enfatizando que ela é merecedora da homenagem por ser uma profissional dedicada que por tantos anos emprestou sua habilidade e comprometimento à justiça estadual. “Uma pessoa bonita por dentro e por fora. Muito merecida essa placa de homenagem. Sua presença foi marcante e seu legado perdurará por gerações”, ressaltou.

O momento também contou com a presença do juiz de Direito, diretor do foro da Comarca de Cruzeiro do Sul, Erick Farah e demais magistrados do Poder Judiciário do Acre.

A desembargadora Maria Penha, que é natural da cidade de Sena Madureira, ascendeu ao desembargo em novembro de 2015, pelo critério de antiguidade. A magistrada teve 23 anos de serviços prestados ao judiciário acreano, sendo 22 anos como juíza de Direito em diversas comarcas do Estado e um ano como membro como membro do Tribunal de Justiça. 

Fonte: Tribunal de Justiça – AC

Comentários

Continue lendo

Acre

Presidente do TJAC visita Cidade da Justiça de Cruzeiro do Sul

Publicado

em

Por

A visita teve a finalidade de manter diálogo com juízas e juízes substitutos que fazem o curso Técnicas de Inquirição e verificar algumas instalações que passarão por melhorias

A presidente do Tribunal de Justiça do Acre (TJAC), desembargadora Regina Ferrari, visitou nesta quarta-feira, 24, a Cidade da Justiça de Cruzeiro do Sul. A visita teve a finalidade de realizar diálogos com juízas e juízes substitutos que fazem o curso Técnicas de Inquirição, ministrado pelo professor doutor Tiago Gagliano, desenvolvido pela Escola do Poder Judiciário (ESJUD). Na oportunidade, a presidente verificou o auditório do fórum que passará por melhorias.

Em sua gestão, a desembargadora-presidente tem priorizado a questão de obras, reformas e revitalização de prédios do Poder Judiciário acreano para garantir o bem-estar do público interno e dos usuários da Justiça.

A presidente destacou o compromisso da instituição em proporcionar um ambiente adequado e eficiente.

“A iniciativa reflete o constante empenho do tribunal em zelar pelo bom funcionamento da estrutura judiciária, visando atender tanto magistrados quanto cidadãos com a devida dignidade e eficácia”, disse.

Ela desejou bom curso as magistradas e magistrados e ressaltou o quanto a agenda da Esjud no Juruá contribui para o aprimoramento na execução das atividades jurídicas.

Fonte: Tribunal de Justiça – AC

Comentários

Continue lendo

Acre

Acre tem uma das maiores taxas de casos de malária e registra mais de 5 mil em 2023

Publicado

em

Acre está entre os estados com as maiores taxas de malária e representou 3,9% do total de números de casos da doença registrados na região amazônica

Comentários

Continue lendo