Termo de Cooperação entre governo do Acre e empresas de telecomunicação será assinado na próxima semana

Senador Jorge Viana (PT-AC). Foto: Moreira Mariz/Agência Senado

Na próxima segunda-feira, 2 de outubro, o governo do Acre assina o Termo de Cooperação com a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e as três companhias de telecomunicação que prestam serviço no Acre – Vivo, Claro e Tim. A iniciativa formaliza a parceria para ampliação da qualidade da telefonia móvel e da internet em diversos municípios do estado. Relator da Política Nacional de Banda Larga na Comissão de Ciência e Tecnologia do Senado Federal, o senador Jorge Viana (PT-AC) é um dos articuladores da solenidade, que terá a presença dos diretores das empresas e do presidente da Anatel, Juarez Quadros.

“Com este termo de cooperação, o Acre inaugura nova fase no serviço de telecomunicações, com investimentos importantes por parte das empresas. Isso vai garantir mais velocidade e maior cobertura da internet e telefonia móvel em nosso estado”, comentou Jorge Viana. “Este trabalho é resultado de uma luta que há muito tempo venho fazendo no Senado, para a melhoria da comunicação no Acre”, destacou. Ele ressaltou o apoio de outros integrantes da bancada federal, coordenada pelo senador Sérgio Petecão.

Apenas a Vivo fará um investimento de R$ 12 milhões na ampliação da rede de cobertura no estado, atendendo capital e interior. Para Viana, os investimentos em telecomunicação são fundamentais para que os cidadãos tenham acesso a conhecimento e informação independente da região onde estejam. “Para nós, da Amazônia, é um serviço essencial. Não podemos continuar com um atendimento precário, atrasado”, disse.

A solenidade será realizada no Palácio do Governo a partir das 8 horas. Em seguida, o presidente da Anatel e o presidente da Telefônica/Vivo, Eduardo Navarro, participam de encontro com empresários locais num evento realizado pelo Fórum de Desenvolvimento do Estado do Acre no auditório da Federação das Indústrias do Acre (FIEAC). Estarão presentes os integrantes do Fórum, presidido por José Adriano, os presidentes e integrantes das federações da Indústria (Fieac), Comércio (Fecomércio) e Agricultura e Pecuária (Faeac), além de entidades do setor produtivo.

Comentários