Conecte-se conosco





Cotidiano

Secretário de Segurança Pública do Acre afirma que facções não dão mais as cartas nos presídios do Acre

Publicado

em

No Conversa Franca desta terça-feira (27), o secretário de Estado de Segurança Pública do Acre, Paulo Cézar Santos, disse que a retomada da disciplina nos presídios, investimentos em equipamentos de monitoramento eletrônico nas cidades acreanas, a criação do Grupo Especializado de Fronteiras (Gefron) ligado ao Programa Vigia do governo federal, foram cruciais para a redução das mortes intencionais no Acre, ou seja, os homicídios.

Paulo Cézar argumentou que antes de assumir a pasta, o sistema carcerário estava praticamente dominado pelas facções criminosas, sendo impossível até aos policiais penais fazerem o trabalho de rotina.

“Nós retomamos a disciplina nos presídios. Eu considero a Polícia Penal uma polícia preparada, treinada. Tivemos problemas no primeiro momento por intepretações inadequadas de membros do Judiciário. Retomamos a disciplina no ambiente carcerário”, disse o secretário.

Outro fator citado por Santos para a redução dos homicídios é o policiamento orientado para atender cada tipo de ocorrência. “A gente consegue se antecipar a uma série de delitos”, comenta ao citar a nova metodologia implantada.

Comentários

Em alta