fbpx
Conecte-se conosco

Cotidiano

Reforma tributária elevará arrecadação de municípios, diz Alckmin

Publicado

em

Vice-presidente participou de encontro nacional de prefeitos

O vice-presidente, Geraldo Alckmin, participa da primeira reunião ministerial, no Palácio do Planalto

O vice-presidente da República e ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, Geraldo Alckmin, afirmou que os municípios não serão prejudicados com a reforma tributária que o governo tentará aprovar no Congresso Nacional. Segundo ele, a medida vai simplificar, reduzir custos e aumentar a eficiência, o que deve gerar aumento na arrecadação das cidades. 

“A reforma [tributária] não é para tirar dinheiro de ninguém, mas é para buscar simplificação, redução de custos e eficiência econômica. Pode ter certeza que a arrecadação vai crescer para os municípios”, afirmou Alckmin.

A reforma tributária vai ser discutida a partir de um grupo de trabalho criado no Congresso Nacional com base em duas propostas que já tramitam na Câmara dos Deputados (PEC 45/19) e no Senado Federal (PEC 110/19). O relator é o deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB). O governo não vai encaminhar proposta própria, mas aproveitar o teor desses projetos em andamento e intensificar a articulação parlamentar para aprová-los.

A declaração de Alckmin foi dada na noite desta segunda-feira (13), durante participação do vice-presidente na 84ª Reunião Geral da Frente Nacional de Prefeitos (FNP), em Brasília. A entidade reúne gestores de todas as capitais e municípios com mais de 80 mil habitantes. “O governo local é o governo que enxerga os problemas da população”, destacou o vice-presidente, em discurso aos gestores municipais.

Investimentos

Alckmin lembrou os investimentos previstos para esse ano, ampliados com a aprovação da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) da Transição, no fim de 2022, que autorizou investimentos públicos além da regra do teto de gastos, que limita o crescimento à inflação do ano anterior.

“O maior extra-teto, a maior suplementação foi para a saúde, [com] R$ 22 bilhões a mais para aqueles que fazem o SUS (Sistema Único de Saúde) realidade, que são os estados e municípios”. Alckmin também citou o programa Minha Casa, Minha Vida, que tem recursos previstos de R$ 10,4 bilhões em 2023.

Edição: Kleber Sampaio

Comentários

Continue lendo

Cotidiano

Sorocaba e Biah Rodrigues revelam nomes dos filhos gêmeos: ‘É um nome diferente’

Publicado

em

Por

Com expectativas altas para o nascimento dos gêmeos, o cantor Sorocaba e a esposa Biah Rodrigues mal conseguem guardar mais segredos. Após dizer sem querer o nome do menino, que se chamará Zion, o casal revelou que a filha receberá o nome Angelina.

“Viemos revelar os nomes que vocês já sabem, acabei soltando”, começou o sertanejo. “Já te perdoei, amor”, brincou a influenciadora. “Queria esperar para que a gente pudesse explicar o significado porque tem um propósito maior que só o nome”, explicou ela.

“Da primeira vez que ouvi Zion, bateu ‘duro’ [no ouvido] porque é um nome diferente. Ainda mais do jeito que escrevemos Z-I-O-N. É bem diferente e sempre falei pra Biah que queria nomes mais universais, mas ela me convenceu depois”, disse o músico.

Fonte: TOP FAMOSOS

Comentários

Continue lendo

Cotidiano

Juliette reúne famosos em festa e se esbalda em touro mecânico: ‘São João’

Publicado

em

Por

O ‘São JUão’ de Juliette rendeu bons momentos de diversão e cantoria! A campeã do ‘Big Brother Brasil 2021’ reuniu várias celebridades em seu arraiá na última sexta-feira (24), no Rio de Janeiro. E, nesta terça-feira (28), ela usou suas redes sociais para mostrar como se esbaldou ao lado dos amigos famosos.

Em um vídeo publicado em seu perfil oficial do Instagram, a cantora mostrou os melhores momentos de festança que teve muita cantoria, correio do amor e funk com MC Daniel e L7NNON. Além disso, Juliette apareceu ao lado de Bruna Marquezine, tentando se equilibrar em um touro mecânico.

A publicação animou os seguidores da musa nas redes sociais. “Como pode existir um ser que não goste da juliette?”, disse uma fã. “Amo a versão Apocalíptica 😍”, declarou outro. “Bom demais kkk”disse um terceiro. Confira no vídeo abaixo:

Fonte: TOP FAMOSOS

Comentários

Continue lendo

Cotidiano

Botafogo anuncia pagamento de R$ 130 milhões de dívidas cíveis do clube associativo

Publicado

em

Por

Pagamento foi feito a credores que aderiram ao plano de recuperação extrajudicial

Torcida do Botafogo faz a festa no Nilton Santos – Botafogo x Vitória – Copa do Brasil — Foto: André Durão

O Botafogo anunciou mais um passo na direção da equalização financeira ao quitar R$ 130 milhões à vista da dívida cível construída pelo clube associativo. O pagamento foi feito aos credores que aderiram ao plano de curto prazo com pagamento à vista da Recuperação Extrajudicial.

O clube protocolou na Justiça o plano da recuperação para dívidas cíveis no dia 20 de dezembro de 2023, divulgou as propostas no dia 9 de fevereiro deste ano e, nesta semana, fez o pagamento dos credores que optaram pela alternativa de curto prazo.

O planejamento da direção alvinegra é de quitar as dívidas cíveis, que estão avaliadas em R$ 443.925.450,83, em até 13 anos. Com os R$ 130 milhões já pagos, restam ainda R$ 313 milhões distribuídos em outros dois grupos.

Antes, o Botafogo estava inserido no RCE (Regime Centralizado de Execuções). Neste formato, o clube dedicava 20% de toda receita mensal para o pagamento de credores, que eram organizados em uma “fila” – havia, porém, reclamações de pessoas por possíveis falta de pagamento.

A Recuperação Extrajudicial dividiu os credores em três grupos, sendo o primeiro quitado agora em maio, dois meses após a data limite divulgada pelo clube inicialmente:

  • Pagamento à vista (Curto prazo) – Pagará o valor do crédito reconhecido pelo Botafogo, em única parcela, em até 10 (dez) dias da homologação do Plano de Recuperação Extrajudicial ou no máximo até a data 31 de março de 2024. Haverá um desconto de 90% sobre o valor atualizado do crédito.
  • Pagamento Longo Prazo – Haverá uma carência de 2 anos após a homologação do Plano de Recuperação Extrajudicial para início dos pagamentos. Permite que o pagamento seja feito no período máximo de até 156 meses. Haverá um deságio de 40% sobre o valor atualizado do crédito.
  • Valor Fixo – Pagará em uma única parcela de até R$ 20 mil o valor do crédito reconhecido pelo Botafogo (observado o limite do respectivo valor do crédito), em até 60 dias da homologação do Plano de Recuperação Extrajudicial. O Credor renuncia a eventuais saldos (se houver) que excederem o valor da parcela de pagamento aprovada.

Os credores que inicialmente não aceitaram o acordo e entraram no modelo pelo aceite da maioria entrarão no pagamento a longo prazo.

Comentários

Continue lendo