José foi detido quando ia da fronteira para Rio Branco com o entorpecente - Foto: Alexandre Lima
José foi detido quando ia da fronteira para Rio Branco com o entorpecente – Foto: Alexandre Lima

Alexandre Lima

Uma blitz realizada na BR 317, no posto de fiscalização existente no entroncamento do município de Xapuri, distante cerca de 48 km da fronteira com a Bolívia, pararam um ônibus de linha rumo à Capital para uma revista de rotina na bagagem dos passageiros.

Nessa abordagem e entrevista junto aos passageiros, um se destacou após entrar em contradição e demonstrar nervosismo em excesso. José da Silva Araújo (50), natural de Rio Branco, foi sorteado para que tivesse seus pertences revistados com mais detalhes.

A experiência e desconfiança dos Patrulheiros Rodoviários Federais – PRF, os levaram até a mochila de José  e foi quando puderam perceber o motivo de seu nervosismo e contradições, após encontrar uma sacola com quatro volumes.

Nesses volumes puderam identificar que havia dentro, cloridrato de cocaína comprados na cidade de Cobija, lado boliviano. José recebeu voz de prisão em flagrante delito para em seguida ser conduzido até a delegacia da PF na cidade de Epitaciolândia.

Em sua defesa, disse que havia juntado um quantia de R$ 8 mil dinheiro vendendo peixe e pensou em fazer com que rendesse algo a mais. Sua decisão foi de comprar entorpecentes e vender na Capital do Acre, Rio Branco.

Sua decisão errada poderá lhe render cerca de 15 anos de reclusão por tráfico internacional de drogas. O acusado seria ouvido pelo delegado plantonista e transferido para presídio estadual na Capital nas próximas horas.

Droga apreendida em poder do pescador - Foto: Alexandre Lima
Droga apreendida em poder do pescador – Foto: Alexandre Lima

Comentários