Conecte-se conosco





Flash

PRF encerra a Operação Tamoio VII – Fase Hiper

Publicado

em

A cifra já é superior ao prejuízo gerado quando somados os resultados das ações desenvolvidas durante todo o ano de 2019, que foi de R$ 4,4 bilhões.

Atuaram em conjunto com a PRF durante a Operação Tamoio VII: PM/AC, PM/AP, PM/BA, PM/CE, PM/DF, PM/GO, PM/MA, PM/PR, PM/RO, PM/SE, PM/TO, PC/AP, PC/BA, PC/CE, PC/RJ, PC/GO, SEFAZ/RJ, RFB, POLÍCIA PENAL/AP, ANP, SET/RN e Ministério Público/SP. Foto Assessoria

Fonte: PRF

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) encerrou, nesta semana, a Operação Tamoio VII, fase Hiper.

Ação, que teve início no dia 15 de outubro, ocorreu em todo Brasil em integração com diversos órgãos e gerou um prejuízo de mais de 120 milhões de reais aos criminosos.

Na sétima fase da Operação Tamoio, a PRF apreendeu 32 toneladas de maconha, 119,6 quilos de cocaína e 427 quilos de pasta base da droga. Também foram tiradas de circulação 55 armas de fogo e 2.417 munições; mais de 3,2 milhões de maços de cigarros contrabandeados, no valor de 16,4 milhões de reais, foram apreendidos.

Foram tiradas de circulação 55 armas de fogo e 2.417 munições; mais de 3,2 milhões de maços de cigarros contrabandeados, no valor de 16,4 milhões de reais, foram apreendidos.

A PRF recuperou ainda 259 veículos durante a ação. Por estes e outros crimes foram detidas 1.021 pessoas. O prejuízo total estimado gerado ao crime organizado na Operação Tamoio VII– Fase Hiper foi de R$ 121.453.006,07.

Em todo país, as ações da PRF se fortaleceram com a cooperação de diversos órgãos de segurança pública. Os resultados da integração entre as forças se reflete em mais segurança à sociedade. Atuaram em conjunto com a PRF durante a Operação Tamoio VII: PM/AC, PM/AP, PM/BA, PM/CE, PM/DF, PM/GO, PM/MA, PM/PR, PM/RO, PM/SE, PM/TO, PC/AP, PC/BA, PC/CE, PC/RJ, PC/GO, SEFAZ/RJ, RFB, POLÍCIA PENAL/AP, ANP, SET/RN e Ministério Público/SP.

A nova fase de Operações da PRF reforça a missão de combater de forma qualificada o crime, inviabilizando a logística das organizações criminosas com o emprego de tecnologia, de inteligência policial e policiamento especializado.

Dessa forma, o órgão realizou oito operações de combate ao crime multimodal complexo, que integra o meio aéreo e o portuário – marítimo e fluvial- convergindo para as rodovias do país.

As operações deflagradas pela PRF, nos primeiros nove meses do ano, com foco no “estrangulamento” da logística do crime organizado, acarretaram um prejuízo de cerca de R$ 4,6 bilhões aos criminosos. A cifra já é superior ao prejuízo gerado quando somados os resultados das ações desenvolvidas durante todo o ano de 2019, que foi de R$ 4,4 bilhões.

Comentários

Em alta