Conecte-se conosco





Flash

Morte de primo de Minoru pode ter sido causada por guerra de facções

Publicado

em

A polícia vai investigar se já foram identificados os possíveis autores dessa tentativa, registrada em B.O.

Com A Tribuna

A Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) descartou a possibilidade de crime político no assassinato de Levi Freitas de Andrade, de 38 anos, primo do candidato a prefeito de Rio Branco Minoru Kinpara (PSDB).

_____________________

O crime ocorreu na última quinta-feira (22) na Rua Vitória, no bairro Hélio Melo, conhecido como Sapolândia, na capital acreana. Levi trabalhava na campanha de Kinpara, segundo a assessoria do candidato.

_____________________

Levi já havia sido vítima de uma tentativa de homicídio há alguns meses, quando escapou pulando um muro. A polícia vai investigar se já foram identificados os possíveis autores dessa tentativa, registrada em B.O.

Somente uma testemunha foi ouvida até a última sexta (23), já que as demais participam do velório da vítima.

Uma das hipóteses é que o crime tenha ligação com facções criminosas.

Não há nenhuma informação de que a vítima seria membro de facção criminosa, Mas como há guerra de facções pelo domínio do bairro, pode ser que esta disputa tenha algo a ver com a morte de Levi, que era presidente da associação do bairro.

A vítima estava na frente de casa quando chegaram quatro suspeitos, conversaram com a vítima, quando teria havido um desentendimento, Andrade saiu correndo e os homens atiraram.

Levi Andrade estava em frente de casa quando foi assassinado — Foto: Reprodução

Comentários

Em alta